Antônio Leôncio da Penha

Photo courtesy of Brazilian White Center - UNASP. 

Penha, Antônio Leôncio da (1866-1963)

By The Brazilian White Center – UNASP

×

The Brazilian White Center – UNASP is a team of teachers and students at the Brazilian Ellen G. White Research Center – UNASP at the Brazilian Adventist University, Campus Engenheiro, Coelho, SP. The team was supervised by Drs. Adolfo Semo Suárez, Renato Stencel, and Carlos Flávio Teixeira. Bruno Sales Gomes Ferreira provided technical support. The following names are of team members: Adriane Ferrari Silva, Álan Gracioto Alexandre, Allen Jair Urcia Santa Cruz, Camila Chede Amaral Lucena, Camilla Rodrigues Seixas, Daniel Fernandes Teodoro, Danillo Alfredo Rios Junior, Danilo Fauster de Souza, Débora Arana Mayer, Elvis Eli Martins Filho, Felipe Cardoso do Nascimento, Fernanda Nascimento Oliveira, Gabriel Pilon Galvani, Giovana de Castro Vaz, Guilherme Cardoso Ricardo Martins, Gustavo Costa Vieira Novaes, Ingrid Sthéfane Santos Andrade, Isabela Pimenta Gravina, Ivo Ribeiro de Carvalho, Jhoseyr Davison Voos dos Santos, João Lucas Moraes Pereira, Kalline Meira Rocha Santos, Larissa Menegazzo Nunes, Letícia Miola Figueiredo, Luan Alves Cota Mól, Lucas Almeida dos Santos, Lucas Arteaga Aquino, Lucas Dias de Melo, Matheus Brabo Peres, Mayla Magaieski Graepp, Milena Guimarães Silva, Natália Padilha Corrêa, Rafaela Lima Gouvêa, Rogel Maio Nogueira Tavares Filho, Ryan Matheus do Ouro Medeiros, Samara Souza Santos, Sergio Henrique Micael Santos, Suelen Alves de Almeida, Talita Paim Veloso de Castro, Thais Cristina Benedetti, Thaís Caroline de Almeida Lima, Vanessa Stehling Belgd, Victor Alves Pereira, Vinicios Fernandes Alencar, Vinícius Pereira Nascimento, Vitória Regina Boita da Silva, William Edward Timm, Julio Cesar Ribeiro, Ellen Deó Bortolotte, Maria Júlia dos Santos Galvani, Giovana Souto Pereira, Victor Hugo Vaz Storch, and Dinely Luana Pereira.

 

 

First Published: July 12, 2021

Antônio Leôncio da Penha, colportor evangelista e pioneiro adventista na Bahia, nasceu em 1866, na cidade de Santo Antônio de Jesus, estado da Bahia, Brasil. Embora tenha sido criado como católico, ele não teve contato com a Bíblia durante grande parte de sua vida. Certo dia, teve a oportunidade de folhear uma, e os Dez Mandamentos, especialmente o quarto, chamaram sua atenção. Ele se perguntou por que as pessoas observavam o domingo enquanto o mandamento dizia sábado.

Tempos depois, ele se interessou pelo espiritualismo, mas nunca acreditou em seus principais ensinamentos, tais como a comunicação com os mortos. Em junho de 1904, alguns batistas o incentivaram a ler a Bíblia. Ao ler 1 Coríntios 15, ficou convencido de que a transgressão da lei dos Dez Mandamentos, os quais ele havia lido muitos anos antes, era pecado. Assim, decidiu obedecer à Palavra de Deus e se tornou o primeiro guardador do sábado de que se tem notícia no estado da Bahia.1

Antônio achava que ele era o único no mundo que observava o quarto mandamento, exceto pelos judeus. No entanto, alguns meses depois, conheceu os adventistas e, em 1905, obteve o endereço da sede da IASD no Brasil, localizada no Rio de Janeiro. Pediu literatura adventista e por alguém que pudesse visitá-lo. Dois anos depois, o Pastor Frederick Spies tornou-se superintendente da recém organizada Missão Norte Brasileira. Spies batizou Antônio em 2 de outubro de 1907, em Santo Antônio de Jesus, tornando-se o primeiro adventista a ser batizado na Bahia, junto com outras quatro pessoas. Quando Antônio compartilhou os ensinamentos adventistas com os batistas locais, muitos deles também começaram a guardar o sábado.2

Em 1909, participou do primeiro curso de colportagem no Brasil, realizado em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, com o objetivo de servir a Deus como missionário na área de publicações.3 Depois de trabalhar por algum tempo no estado de São Paulo, foi para o Rio de Janeiro em 1910, onde distribuiu livros na cidade de Niterói.4 Em 1912, voltou para São Paulo a fim de participar de outro curso de colportagem, realizado pelo Pastor John Lipke, na cidade de São Bernardo.5 Ao término do curso, começou a trabalhar como colportor evangelista  nos estados do Paraná e Santa Catarina.6

Enquanto morava em Florianópolis, Santa Catarina, casou-se. Mais tarde, voltou para o estado de São Paulo,7 onde, segundo os poucos registros sobreviventes sobre o seu trabalho na cidade de Campinas, foi um dos primeiros missionários da região.8 Permaneceu ali até sua aposentadoria. Antônio faleceu em 5 de março de 1963, aos 97 anos, no distrito de Capão Redondo, São Paulo, próximo ao Colégio Adventista Brasileiro (hoje UNASP-SP).9

Apesar da escassez de informações sobre Antônio Leôncio da Penha, o material existente indica uma vida dedicada ao trabalho missionário. Embora tenha conhecido a mensagem adventista com quase 40 anos de idade, demonstrou sua gratidão por conhecer a Bíblia com décadas de dedicação ao programa de colportagem nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Ele também foi o primeiro membro da igreja a ser batizado no estado da Bahia.

Referências

Margarido, M. “Do meu livro de Memória.” Revista Adventista, agosto, 1923. Acessado em 18 de fevereiro, 2020, https://acervo.cpb.com.br/ra.

“Noticiário.” Revista Adventista, junho 1912. Acessado em 18 de fevereiro, 2020, https://acervo.cpb.com.br/ra.

Oliveira, Saturnino M. De. “Antônio Leoncio da Penha.” Revista Adventista, julho 1963. Acessado em 18 de fevereiro 2020, https://acervo.cpb.com.br/ra.

Pages, A. "A Organização da Conferência União Brasileira." Revista Adventista, janeiro 1911. Acessado em 28 de fevereiro, 2020,https://acervo.cpb.com.br/ra.

Santos, N. J. dos e N. F. Silva. Contando Nossa História: 110 anos da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Estado da Bahia 1905 a 2015. Salvador, BA: EGBA, 2019.

Spies, F. W. “An Interesting Experience in Brazil.” ARH, 2 de janeiro, 1908.

Spies, F. W. “Bahia, Brazil.” The Present Truth, 27 de fevereiro, 1908.

Spies, F. W. “Bahia, Brazil.” ARH, 13 de fevereiro, 1908.

Spies, F. W. “Shining Lights.” ARH, 1 de agosto, 1907.

Revista Adventista, novembro 1909. Revista Adventista, novembro 1909. Acessado em 18 de fevereiro, 2020, https://acervo.cpb.com.br/ra.

"Várias Notícias." Revista Adventista, junho 1910. Acessado em 18 de fevereiro, 2020, https://acervo.cpb.com.br/ra.

 Notas de fim

  1. J. dos Santos and N. F. Silva, Contando Nossa História: 110 anos da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Estado da Bahia 1905 a 2015 (Salvador, BA: EGBA, 2019), 62; F. W. Spies, “Bahia, Brazil,” The Present Truth, 27 de fevereiro, 1908, 155; F. W. Spies, “An Interesting Experience in Brazil,” ARH, 2 de janeiro, 1908, 16.
  2. Santos e Silva, 62; F. W. Spies, “Shining Lights,” ARH, 1º de agosto, 1907, 19; F. W. Spies, “An Interesting Experience in Brazil,” ARH, 2 de janeiro, 1908, 16; F. W. Spies, “Bahia, Brazil,” ARH, 13 de fevereiro, 1908, 16.
  3. Tonjes, "A Colportagem no Brasil," Revista Adventista, novembro, 1909, 10.
  4. “Várias Notícias,” Revista Adventista, junho, 1910, 10.
  5. “Noticiário,” Revista Adventista, junho, 1912, 16.
  6. Santos e Silva, 62.
  7. Ibid.
  8. Margarido, “Do meu livro de Memória,” Revista Adventista, agosto, 1923, 10.
  9. Santos e Silva, 62; Saturnino M. de Oliveira, “Antônio Leoncio da Penha,” Revista Adventista, julho, 1963, 34.
×

UNASP, The Brazilian White Center –. "Penha, Antônio Leôncio da (1866–1963)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 12, 2021. Accessed February 26, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=7GMQ.

UNASP, The Brazilian White Center –. "Penha, Antônio Leôncio da (1866–1963)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 12, 2021. Date of access February 26, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=7GMQ.

UNASP, The Brazilian White Center – (2021, July 12). Penha, Antônio Leôncio da (1866–1963). Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved February 26, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=7GMQ.