View All Photos

George B. Taylor

Photo courtesy of UNASP São Paulo Memory Center.

Taylor, George Benjamin (1896–1959)

By The Brazilian White Center – UNASP

×

The Brazilian White Center – UNASP is a team of teachers and students at the Brazilian Ellen G. White Research Center – UNASP at the Brazilian Adventist University, Campus Engenheiro, Coelho, SP. The team was supervised by Drs. Adolfo Semo Suárez, Renato Stencel, and Carlos Flávio Teixeira. Bruno Sales Gomes Ferreira provided technical support. The following names are of team members: Adriane Ferrari Silva, Álan Gracioto Alexandre, Allen Jair Urcia Santa Cruz, Camila Chede Amaral Lucena, Camilla Rodrigues Seixas, Daniel Fernandes Teodoro, Danillo Alfredo Rios Junior, Danilo Fauster de Souza, Débora Arana Mayer, Elvis Eli Martins Filho, Felipe Cardoso do Nascimento, Fernanda Nascimento Oliveira, Gabriel Pilon Galvani, Giovana de Castro Vaz, Guilherme Cardoso Ricardo Martins, Gustavo Costa Vieira Novaes, Ingrid Sthéfane Santos Andrade, Isabela Pimenta Gravina, Ivo Ribeiro de Carvalho, Jhoseyr Davison Voos dos Santos, João Lucas Moraes Pereira, Kalline Meira Rocha Santos, Larissa Menegazzo Nunes, Letícia Miola Figueiredo, Luan Alves Cota Mól, Lucas Almeida dos Santos, Lucas Arteaga Aquino, Lucas Dias de Melo, Matheus Brabo Peres, Mayla Magaieski Graepp, Milena Guimarães Silva, Natália Padilha Corrêa, Rafaela Lima Gouvêa, Rogel Maio Nogueira Tavares Filho, Ryan Matheus do Ouro Medeiros, Samara Souza Santos, Sergio Henrique Micael Santos, Suelen Alves de Almeida, Talita Paim Veloso de Castro, Thais Cristina Benedetti, Thaís Caroline de Almeida Lima, Vanessa Stehling Belgd, Victor Alves Pereira, Vinicios Fernandes Alencar, Vinícius Pereira Nascimento, Vitória Regina Boita da Silva, William Edward Timm, Julio Cesar Ribeiro, Ellen Deó Bortolotte, Maria Júlia dos Santos Galvani, Giovana Souto Pereira, Victor Hugo Vaz Storch, and Dinely Luana Pereira.

 

 

First Published: January 29, 2020

George Benjamin Taylor foi um pastor, educador, administrador e missionário no Brasil.

Primeiros Anos

George Benjamin Taylor nasceu em 20 de agosto de 1896, em Oakland, Califórnia.1 Era filho de Charles Lindsay Taylor (1867-1918) e Lucy Brown Taylor.

O pai de Taylor serviu como presidente da Sociedade da Escola Sabatina da Associação Atlântica, professor de Bíblia em Mt. Vernon Academy, Walla Walla College e Healdsburg College, capelão por 10 anos no Sanatório de St. Helena na Califórnia e diretor do departamento de Oratória no Emmanuel Missionary College. Sua mãe, além de outras funções, serviu como preceptora no Southern Junior College.2 Sua irmã, Martha Alice (Taylor) Lagreide (1892-1977), foi professora por muitos anos em escolas adventistas primárias e secundárias em Washington e Califórnia.3

Taylor passou a infância no entorno das várias instituições denominacionais onde seus pais serviram. Graduou-se pelo Pacific Union College em 1914, e em seguida se mudou com seus pais para a Geórgia. Mais tarde, os acompanhou para Minnesota e Michigan, onde em 1919 se graduou em Teologia pelo Emmanuel Missionary College. No colégio, conheceu Gladys King (1894-1992),4 que se tornou sua esposa poucos dias após sua graduação. Da união nasceram Melvin e Charles Taylor, que serviu como diretor do departamento de Teologia do Antilles Adventist College.5

Carreira

A primeira contribuição de Taylor para a Igreja Adventista do Sétimo Dia foi na Bethel Academy em Wisconsin, onde lecionou por um ano. Em 1919, aceitou o chamado para ser missionário no Seminário Adventista brasileiro (hoje Centro Universitário Adventista de São Paulo, ou Unasp-SP), em São Paulo, Brasil, onde chegou em 1920. Em 1º de abril, deu início ao trabalho como preceptor e professor de Ciências e Bíblia, enquanto sua esposa servia como enfermeira chefe.6

Taylor fez várias viagens evangelísticas pelo Brasil com objetivo de promover a importância da educação cristã, juntamente de outros obreiros, tais como G. W. Schubert e C. C. Schneider. Em 1925, visitou igrejas no estado do Paraná. Em 1927, palestrou em igrejas alemãs do estado do Espírito Santo, no território da União Este Brasileira (hoje União Sudeste Brasileira).7

Em 1926, uma severa crise econômica forçou o colégio a cancelar o último trimestre de estudos.8 Taylor serviu como professor e preceptor até 1927,9 quando Thomas Wilson Steen renunciou a direção do colégio.10 Taylor foi eleito o novo diretor, posição que ocupou de 1928 a 1931.11

Taylor supervisionou várias melhorias no colégio, dentre elas a ampliação da rede de energia elétrica, ferros de passar roupa elétricos, tubulação hidráulica para o dormitório masculino, aquecimento elétrico da água para a cozinha e refeitório, e uma área coberta com varais para a lavanderia. Além disso, foi construída uma nova biblioteca, em local mais iluminado e ventilado.12 Ele também supervisionou reformas na estrada de Santo Amaro, São Paulo (região do Colégio Adventista Brasileiro), que reduziram significativamente as dificuldades e custos de transporte entre a escola e Santo Amaro.13

Durante a direção de Taylor, os estudantes do colégio cooperaram com o projeto da Divisão Sul-Americana para a preparação de livros adventistas no mimeógrafo. Eram destinados às escolas adventistas daquele campo, que não tinham muitos livros que divulgavam as crenças adventistas às crianças e professores.14

Mesmo enquanto diretor do colégio, Taylor não abandonou suas viagens missionárias. Em 1930, ao lado dos pastores Jerônimo Granero Garcia e Germano Guilherme Ritter, ele visitou igrejas no interior de São Paulo, tais como Mogi Mirim e São João da Boa Vista. Sempre falava sobre a educação cristã em seus sermões.15

Após 11 anos de serviço ao Colégio Adventista Brasileiro, Taylor foi chamado para ser diretor do Colégio Industrial Adventista do Chile, que estava passando por sua pior crise financeira.16 Taylor realizou mudanças curriculares importantes ao longo dos três anos de sua administração, de 1931 a 1935.17

De março de 1935 a 1936, Taylor visitou seus pais em Michigan, Estados Unidos, e obteve o título de mestrado pela Universidade Stanford, na Califórnia.18 De 1936 a 1939, foi diretor dos departamentos de Educação e Jovem da União Austral na Argentina.19

Em 1940, os Taylors voltaram ao seu país natal, onde George serviu como professor na Mountain View Union Academy, na Califórnia.20 Ele estudou espanhol e foi diretor dos cursos de extensão mexicanos no Pacific Union College até 1959.21

Falecimento e Legado

George Benjamin Taylor faleceu em 26 de março de 1959, aos 62 anos de idade, em Angwin, Califórnia.22 Ele deixou importante legado para a área educacional da Igreja Adventista do Sétimo Dia, tendo servido por 18 anos na América do Sul e 19 nos Estados Unidos.

Referências

“Alice Taylor Lagreide.” ARH, 7 de julho, 1977.

“Collegio Adventista,” Revista Adventista, vol. 23, no. 01, janeiro, 1928.

“Corpo Docente CAB.” Revista Adventista, vol. 21, no. 12, dezembro, 1926.

de Benedicto, Marcos. “Texto Final.” Revista Adventista, vol. 114, no. 1342, fevereiro, 2019.

“Do Collegio Adventista,” Revista Adventista, vol. 20, no. 12, setembro, 1925.

Dos Santos, Fábio. “Biografia do Pastor Rubens da Silva Lessa.” Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1997.

“Emmanuel Missionary College – College News Notes.” Lake Union Herald, 12 de março, 1935.

“George Benjamin Taylor.” Pacific Union Recorder, 6 de abril, 1959.

Greenleaf, Floyd. Terra de Esperançao crescimento da Igreja Adventista na América do Sul. 1ª edição, Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011.

Lamson, J. G. “Charles Lindsay Taylor.” Lake Union Herald, 22 de janeiro, 2019.

“Learn Spanish in Mexico with P.U.C.” Pacific Union Recorder, vol. 48, no. 40, 9 de maio, 1949.

Lessa, Rubens. “Passado e futuro.” Revista Adventista, vol. 105, no. 1229, outubro, 2010.

Margarido, Manoel. “Rumo ao campo.” Revista Adventista, vol. 23, no. 11, novembro, 1928.

Moore, Ennis V. “Notas de viagem.” Revista Adventista, vol. 25, no. 10, outubro, 1930.

Moore, Ennis V. “The Field for Our Next Thirteenth Sabbath Offering.” Lake Union Herald, 22 de dezembro, 1920.

Neilsen, N. “Os departamentos da obra.” Revista Adventista, vol. 23, no. 01, fevereiro, 1928.

Peterson, Alfredo W. “Departamento educativo.” Revista Adventista, vol. 25, no. 12, dezembro, 1930.

Pierce, R.L. “A Trip to South America.” Field Tidings, 17 de agosto, 1921.

S. F. W. “Algumas noticias.” Revista Adventista, vol. 24, no. 05, maio, 1929.

Schneider, C. C. “Abençoadas Reuniões no Espírito Santo.” Revista Adventista, vol. 22, no. 08, agosto, 1927.

Seventh-day Adventist Yearbook. Vários anos. https://www.adventistyearbook.org/.

Steen, T. W., “Notícias do Collegio Adventista.” Revista Adventista, vol. 22, no. 06, junho, 1927.

Taylor, G. B. “Algumas Noticias.” Revista Adventista, vol. 23, no. 10, outubro, 1928.

Taylor, G. B. “Após Vinte e Cinco Anos.” Revista Adventista, vol. 52, no. 6, junho 1957.

Taylor, G. B. “Collegio Adventista.” Revista Adventista, vol. 23, no. 06, junho 1928.

Taylor, G. B. “Noticias.” Revista Adventista, vol. 25, no. 03, março, 1930.

Taylor, G. B. “Noticias.” Revista Adventista, vol. 26, no. 03, março, 1931.

Taylor, G. B. “Aviso.” Revista Adventista, vol. 26, no. 10, outubro, 1931.

“Taylor.” Revista Adventista, vol. 54, no. 09, setembro, 1959.

“Taylor, Gladys K.” James White Library Obituary Index (Online).

“The Marked Bible, by Charles L. Taylor.” Adventist Book Center Network (Online).

“VOTED, That we ask the Lake Union Conference…” General Conference Committee, 1º de janeiro, 1919, 308. Acessado em 21 de novembro, 2019. http://documents.adventistarchives.org/Minutes/GCC/GCC1919.pdf.

Wilcox, E. H. “Algumas mudanças.” Revista Adventista, vol. 26, no. 10, outubro, 1931.

Wilcox, E. H. “Notas da União Éste-Brasileira.” Revista Adventista, vol. 22, no. 8, agosto 1927.

Notas de Fim

  1. “George Benjamin Taylor,” Pacific Union Recorder, 6 de abril, 1959, 12; R.L. Pierce, “A Trip to South America,” Field Tidings, 17 de agosto, 1921, 1.
  2. J. G. Lamson, “Charles Lindsay Taylor,” Lake Union Herald, vol. 11, no. 04, 22 de janeiro, 2019, 3; “The Marked Bible, by Charles L. Taylor,” Adventist Book Center Network, acessado em 21 de novembro, 2019, https://www.adventistbookcenter.com/the-marked-bible.html; Pierce, R. L., “A Trip to South America,” Field Tidings, vol. 13, no. 27, 17 de agosto, 1921, 1.
  3. “Alice Taylor Lagreide,” ARH, vol. 154, no. 27, 7 de julho, 1977, 23.
  4. “Taylor, Gladys K.,” James White Library Obituary Index, acessado em 22 de novembro, 2019, https://jewel.andrews.edu/search~S3/?searchtype=t&searcharg=taylor+gladys&searchscope=3&sortdropdown=-&SORT=D&extended=0&SUBMIT=Search&searchlimits=&searchorigarg=tlagreide%2C+martha+alice
  5. “George Benjamin Taylor,” Pacific Union Recorder, 6 de abril, 1959, 12; “Taylor,” Revista Adventista, ano 54, no. 09, setembro, 1959, 35.
  6. “VOTED, That we ask the Lake Union Conference…” General Conference Committee, 1º de janeiro, 1919, 308; Ennis V. Moore, “The Field for Our Next Thirteenth Sabbath Offering,” Lake Union Herald, vol. 12, no. 51, 22 de dezembro, 1920, 1.
  7. “Corpo Docente CAB,” Revista Adventista, vol. 21, no. 12, dezembro 1926, 02; Lessa, Rubens, “Passado e futuro,” Revista Adventista, vol. 105, no. 1229, outubro, 2010, 02; “Taylor,” Revista Adventista, vol. 54, no. 09, setembro, 1959, 35.
  8. Luiz Henrique dos Santos, ed., UNASP: Muito Além do Ensino 100 anos de história (1915-2015) (São Paulo, SP: Multicomm, 2015), 54 e 63; Floyd Greenleaf, Terra de Esperança (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011), 374 e 382.
  9. “Do Collegio Adventista,” Revista Adventista, vol. 20, no. 12, dezembro 1925, 11; T.W. Steen., “Notícias do Collegio Adventista,” Revista Adventista, vol. 22, no. 06, junho 1927, 13; E. H. Wilcox., “Notas da União Éste-Brasileira,” Revista Adventista, vol. 22, no. 08, agosto, 1927, 10; C. C. Schneider, “Abençoadas Reuniões no Espírito Santo,” Revista Adventista, vol. 22, no. 08, agosto 1927, 11.
  10. N.P. Neilsen, “Os departamentos da obra,” Revista Adventista, vol. 23, no. 1, fevereiro, 1928, 11; “Foreign School Principals,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1929), 14.
  11. “George Benjamin Taylor,” Pacific Union Recorder, vol. 58, no. 36, 6 de abril, 1959, 12; N.P. Neilsen, “Os departamentos da obra,” Revista Adventista, vol. 23, no. 1, fevereiro, 1928, 11; “Foreign School Principals,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1931), 11.
  12. G. B. Taylor, “Noticias,” Revista Adventista, vol. 26, no. 3, março, 1931, 12; Alfredo W. Peterson, “Departamento educativo,” Revista Adventista, vol. 25, no. 12, dezembro 1930, 11.
  13. G. B. Taylor, “Collegio Adventista,” Revista Adventista, vol. 23, no. 6, junho 1928, 11.
  14. G. B. Taylor, “Algumas Noticias,” Revista Adventista, vol. 23, no. 10, outubro, 1928, 15.
  15. Ennis V. Moore, “Notas de viagem,” Revista Adventista, vol. 25, no. 10, outubro, 1930, 7.
  16. E. H. Wilcox, “Algumas mudanças,” Revista Adventista, vol. 26, no. 10, outubro, 1931, 16; “Aviso,” Revista Adventista, vol. 26, no. 10, outubro, 1931, 15.
  17. “George Benjamin Taylor,” Pacific Union Recorder, vol. 58, no. 36, 6 de abril, 1959, 12; “Após Vinte e Cinco Anos,” Revista Adventista, vol. 52, no. 06, junho 1957, 12, 25.
  18. “George Benjamin Taylor,” Pacific Union Recorder, vol. 58, no. 36, 6 de abril, 1959, 12; “Emmanuel Missionary College – College News Notes,” Lake Union Herald, 12 de março, 1935, 6.
  19. “Austral Union Conference,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1937), 173; “Austral Union Conference,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1940), 181.
  20. G.B. Taylor, “Após vinte e cinco anos,” Revista Adventista, vol. 52, no. 6, junho 1957, 25.
  21. “Pacific Union Conference,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1942), 226; “Pacific Union Conference,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1958), 240; “Learn Spanish in Mexico with P.U.C.,” Pacific Union Recorder, vol. 48, no. 40, 9 de maio, 1949, 2.
  22. “Taylor,” Revista Adventista, vol. 54, no. 09, setembro, 1959, 35; Taylor, G. B., “Após vinte e cinco anos,” Revista Adventista, vol. 52, no. 6, junho 1957, 25.
×

UNASP, The Brazilian White Center –. "Taylor, George Benjamin (1896–1959)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 29, 2020. Accessed December 02, 2022. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=HGQ6.

UNASP, The Brazilian White Center –. "Taylor, George Benjamin (1896–1959)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 29, 2020. Date of access December 02, 2022, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=HGQ6.

UNASP, The Brazilian White Center – (2020, January 29). Taylor, George Benjamin (1896–1959). Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved December 02, 2022, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=HGQ6.