View All Photos

Isadora Spies

Photo courtesy of Brazilian White Center - UNASP.

Spies, Isadora Read (1857–1937)

By The Brazilian White Center – UNASP

×

The Brazilian White Center – UNASP is a team of teachers and students at the Brazilian Ellen G. White Research Center – UNASP at the Brazilian Adventist University, Campus Engenheiro, Coelho, SP. The team was supervised by Drs. Adolfo Semo Suárez, Renato Stencel, and Carlos Flávio Teixeira. Bruno Sales Gomes Ferreira provided technical support. The following names are of team members: Adriane Ferrari Silva, Álan Gracioto Alexandre, Allen Jair Urcia Santa Cruz, Camila Chede Amaral Lucena, Camilla Rodrigues Seixas, Daniel Fernandes Teodoro, Danillo Alfredo Rios Junior, Danilo Fauster de Souza, Débora Arana Mayer, Elvis Eli Martins Filho, Felipe Cardoso do Nascimento, Fernanda Nascimento Oliveira, Gabriel Pilon Galvani, Giovana de Castro Vaz, Guilherme Cardoso Ricardo Martins, Gustavo Costa Vieira Novaes, Ingrid Sthéfane Santos Andrade, Isabela Pimenta Gravina, Ivo Ribeiro de Carvalho, Jhoseyr Davison Voos dos Santos, João Lucas Moraes Pereira, Kalline Meira Rocha Santos, Larissa Menegazzo Nunes, Letícia Miola Figueiredo, Luan Alves Cota Mól, Lucas Almeida dos Santos, Lucas Arteaga Aquino, Lucas Dias de Melo, Matheus Brabo Peres, Mayla Magaieski Graepp, Milena Guimarães Silva, Natália Padilha Corrêa, Rafaela Lima Gouvêa, Rogel Maio Nogueira Tavares Filho, Ryan Matheus do Ouro Medeiros, Samara Souza Santos, Sergio Henrique Micael Santos, Suelen Alves de Almeida, Talita Paim Veloso de Castro, Thais Cristina Benedetti, Thaís Caroline de Almeida Lima, Vanessa Stehling Belgd, Victor Alves Pereira, Vinicios Fernandes Alencar, Vinícius Pereira Nascimento, Vitória Regina Boita da Silva, William Edward Timm, Julio Cesar Ribeiro, Ellen Deó Bortolotte, Maria Júlia dos Santos Galvani, Giovana Souto Pereira, Victor Hugo Vaz Storch, and Dinely Luana Pereira.

 

 

First Published: July 25, 2021

Isadora Read Spies, missionária, nasceu em 14 de dezembro de 1857, na cidade de Conneautville, Pensilvânia, Estados Unidos. Era filha de Holis e Martha Read. Tornou-se adventista ainda jovem, ao ouvir à pregação do Pastor Jim Sauders, por volta de 1890. Em 1892, casou-se com o Pastor Frederick W. Spies (1866-1935), de cuja união nasceu uma filha, Mabel Spies (Gross).1

Ao longo de sua vida, Isadora serviu à Igreja Adventista do Sétimo Dia como missionária, ao lado do esposo. Seu ministério em terras estrangeiras teve início no dia seguinte ao casamento, quando embarcaram para a Alemanha em resposta ao chamado de Frederick para servir como diretor do departamento de Publicações.2 Em 1896, após quatro anos de experiência missionária e fluência na língua alemã, eles responderam ao convite da Conferência Geral da IASD para serem pioneiros missionários no Brasil.

A obra adventista no país ainda estava em seus primórdios, e o público principal era composto por imigrantes alemães. Depois de viajar em um navio com 40 famílias de imigrantes italianos, desembarcaram no Rio de Janeiro, onde a família morou a maior parte dos anos seguintes.3 O trabalho de Frederick consistia em viajar pelo território brasileiro, pregando e dando suporte à obra, principalmente nas colônias alemãs. Isadora costumava acompanhá-lo em suas viagens, muitas vezes feitas a mula em estradas muito precárias.4

As colônias eram formadas por famílias de agricultores alemães que emigraram para o país em resposta ao incentivo do governo brasileiro, interessado em aumentar sua produção agrícola. Como resultado, os imigrantes tinham um nível educacional relativamente baixo e ficavam isolados do resto da sociedade brasileira, devido ao preconceito e ao limitado conhecimento da língua portuguesa.5 Ao visitar grupos de alemães adventistas em Minas Gerais, Isadora relatou que, antes da visita dos primeiros colportores missionários, muitos dos colonos não eram alfabetizados e, se fossem, não tinham material para ler. Essa realidade se estendia a crianças e adultos.6 Com a ajuda do livro de alfabetização adventista, The Gospel Primer,7 na época da visita dos Spies a maioria dos imigrantes já sabia ler e tinha acesso aos jornais alemães Herold Hausfreund e Gute Gesundheit.8

Ao longo do ministério de Frederick Spies no Brasil, que durou quase 40 anos, Isadora esteve ao seu lado ajudando-o na pregação da mensagem adventista. Spies foi um dos primeiros pastores ordenados a servir no país. Também participou do desenvolvimento inicial do Adventismo no território, servindo como administrador e trabalhando por muitos anos como presidente da União Brasileira. Ao longo desse período, Isadora vivenciou a providência divina em vários momentos.9

A revista Review and Herald relatou que, durante uma viagem ao longo da costa brasileira em 1912, ela se sentou ao lado de um idoso capitão norueguês. Este havia deixado seu navio em Buenos Aires e estava voltando para casa para morrer perto de sua família. O capitão lhe disse que, há muitos anos, havia comprado livros religiosos de um homem no porto de Liverpool, que ensinavam doutrinas diferentes às da maioria das igrejas. Incomodado, ele os deixou de lado e, depois de lê-los novamente, jogou-os no mar. Anos depois, parou nas Ilhas Pitcairn e encontrou um grupo de pessoas que acreditavam nos mesmos ensinamentos daqueles livros, mas também não lhes deu atenção. No entanto, desde que ficou doente, ele pensava cada vez mais no conhecimento que havia negligenciado. Isadora revelou que ela fazia parte daquela igreja mundial e teve a oportunidade de testemunhar àquele homem mais uma vez sobre a mensagem adventista.10

Em fevereiro de 1915, quando seu marido era presidente da União Brasileira, Isadora participou de uma reunião administrativa em que um dos assuntos discutidos foi a necessidade de construir uma escola missionária no Brasil. No entanto, quando o comitê votou negativamente, ela não cedeu e disse:

Irmãos, devemos avançar com fé. Creio que é chegado o tempo para avançarmos e estabelecermos nosso sistema de escolas, assim como foi feito em outros campos. Quando chegar o tempo para avançar, Deus encontrará Seus obreiros e também proverá os recursos necessários para o projeto. Por isso, não hesitemos, mas avancemos em fé! A obra é do Senhor!11

O entusiasmo dela contribuiu para a formação da comissão que visitou as terras de Pantaleão Teisen, dono da propriedade. O terreno foi adquirido no mesmo ano, e é o campus onde hoje está localizado o Centro Universitário Adventista de São Paulo.12

Isadora passou os últimos anos em Santo André, onde Frederick trabalhou como um dos diretores da Casa Publicadora Brasileira. Mesmo idosa, fazia visitas missionárias, pregando sobre o retorno de Jesus e vendendo publicações adventistas. Na igreja, era conhecida por seu incentivo ao trabalho missionário. Isadora Spies faleceu em 8 de dezembro de 1937, aos 80 anos, na cidade de Santo André, Estado de São Paulo.13

Referências

Araújo, Jairo Tavares. “Parabéns, IAE!” Revista Adventista, dezembro, 1995.

“General Conference Notes,” ARH, 14 de março, 1893.

Guarda, Márcio Dias. “Muito Além do Ensino.” Revista Adventista, maio, 2015.

Johnson, J. Berger. “Frederico W. Spies.” Revista Adventista, setembro, 1935.

Johnson, J. Berger. “Mais um Veterano que Tomba,” Revista Adventista, setembro, 1935.

Land, Gary. The A to Z of the Seventh-day Adventists. Lanham, MD: Scarecrow Press, 2005.

Santana, Nara Maria Carlos De. “Colonização alemã no Brasil: uma história de identidade, assimilação e conflito.” Dimensões, vol. 25, 2010.

Seventh-day Adventist Yearbook. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1938.

“Seventh Meeting, Sunday, April 7.” General Conference Bulletin, 8 de abril, 1901.

Spicer, W. A. “The Outlook in The Fields Abroad.” ARH, 15 de maio, 1913.

Spies, F. W. “Brazil.” ARH, 2 de novembro, 1897.

Spies, F. W. “Germany.” The Home Missionary, maio, 1896.

Spies, Isadora. “A Journey to Brazil,” ARH, 2 de maio, 1899.

Spies, Isadora. “Minas Gerais, Brasil,” The Missionary Magazine, junho, 1899.

Waldvogel, Luiz. “Isadora Read Spies.” Revista Adventista, janeiro, 1938.

Wilcox, E. H. “Frederick Weber Spies.” ARH, 12 de setembro, 1935.

Wilcox, F. M. “Summary of Mission Work.” ARH, 8 de setembro, 1896.

Notas de fim 

  1. Berger Johnson, “Frederico W. Spies,” Revista Adventista, setembro, 1935, 16; Luiz Waldvogel, “IsadoraRead Spies,” Revista Adventista, janeiro, 1938, 16.
  2. Berger Johnson, “Mais um Veterano que Tomba,” Revista Adventista, setembro, 1935, 16; “General Conference Notes,” ARH, 14 de março, 1893, 168; F. W. Spies,“Germany,” The Home Missionary, maio, 1896.
  3. Waldvogel, "IsadoraRead Spies," 16; Isadora Spies, “A Journey to Brazil,” ARH, 2 de maio, 1899, 278; Isadore Spies, “Minas Gerais, Brasil,” The Missionary Magazine, junho, 1899, 252.
  4. “Mais um Veterano que Tomba,” 16; “Seventh Meeting, Sunday, 7 de abril,” General Conference Bulletin, 8 de abril, 1901, 121; F. M. Wilcox, “Summary of Mission Work,” ARH, 8 de setembro, 1896; E. H. Wilcox, “Frederick Weber Spies,” ARH, 12 de setembro, 1935, 21; F. W. Spies,“Brazil,” ARH, 2 de novembro, 1897, 699.
  5. Nara Maria Carlos De Santana, “Colonização alemã no Brasil: uma história de identidade, assimilação e conflito,” Dimensões, 25, 2010, 2.
  6. Spies,“A Journey in Brazil,” 278; Spies, “Minas Gerais, Brazil,” 252.
  7. Gary Land, The A to Z of the Seventh-day Adventists(Lanham, MD: Scarecrow Press, 2005), 323.
  8. Spies,“A Journey to Brazil,” 278; Spies, “Minas Gerais, Brazil,” 252.
  9. Wilcox, “Frederick Weber Spies,” 21.
  10. A. Spicer, “The Outlook in The Fields Abroad,” ARH,15 de maio, 1913, 469.
  11. Jairo Tavares Araújo, “Parabéns, IAE!” Revista Adventista, dezembro, 1995, 35; Márcio Dias Guarda, “Muito Além do Ensino,” Revista Adventista, maio, 2015, 14-15.
  12. Araújo, “Parabéns, IAE!”, 35; Guarda, “Muito Além do Ensino,” 14, 15.
  13. Waldvogel, “IsadoraRead Spies,” 16; “Obituary Record for 1937,” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1938), 434.
×

UNASP, The Brazilian White Center –. "Spies, Isadora Read (1857–1937)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 25, 2021. Accessed June 19, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GPK.

UNASP, The Brazilian White Center –. "Spies, Isadora Read (1857–1937)." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 25, 2021. Date of access June 19, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GPK.

UNASP, The Brazilian White Center – (2021, July 25). Spies, Isadora Read (1857–1937). Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved June 19, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GPK.