View All Photos

South Rondonia Conference headquarters.

Photo courtesy of South Rondonia Conference Archives. 

Associação Sul de Rondônia

By Liliane Bastos, Lucas Vítor Alves Rodrigues Sena, and Yonara Taiane Torres

×

Liliane Bastos

Lucas Vítor Alves Rodrigues Sena

Yonara Taiane Torres

First Published: June 5, 2021

A Associação Sul de Rondônia é uma unidade administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no território da União Noroeste Brasileira. Sua sede fica na Av. Ji-Paraná, n.º 855, CEP 76900-285, no bairro de Urupá, na cidade de Ji-Paraná, estado de Rondônia, Brasil.

A Associação Sul de Rondônia (ASuR) abrange 34 municípios no sul do estado de Rondônia. São eles: Alta Floresta, Alto Alegre dos Parecis, Alvorada D'Oeste, Cabixi, Cacoal, Castanheiras, Cerejeiras, Chupinguaia, Colorado do Oeste, Corumbiara, Costa Marques, Espigão D'Oeste, Ji-Paraná, Ministro Andreazza, Mirante da Serra , Nova Brasilândia, Nova União, Novo Horizonte do Oeste, Ouro Preto do Oeste, Parecis, Pimenta Bueno, Pimenteiras do Oeste, Presidente Médici, Primavera de Rondônia, Rolim de Moura, Santa Luzia do Oeste, São Felipe D'Oeste, São Francisco do Guaporé, São Miguel do Guaporé, Seringueiras, Teixeirópolis, Urupá, Vale do Paraíso e Vilhena. Além desses municípios, a ASuR também administra a obra adventista em Rondolândia, no estado de Mato Grosso. Juntos, eles somam um total de aproximadamente 710.940 habitantes em 30 distritos pastorais, com 143 congregações e 19.703 membros adventistas. A média na região é de um adventista para cada 36 habitantes.1

Nesse vasto campo missionário, há cinco unidades escolares em funcionamento: o Colégio Adventista de Ji-Paraná, com 600 alunos, no município de Ji-Paraná; Escola Adventista de Ji-Paraná, com 292 alunos, também em Ji-Paraná; 2 Escola Adventista de Ouro Preto, com 130 alunos, em Ouro Preto do Oeste; Escola Adventista de Vilhena, com 159 alunos, em Vilhena; e o Instituto Adventista da Amazônia Ocidental (IAAMO), com 271 alunos, em Mirante da Serra. No total, essas instituições de ensino atendem a 1.452 alunos. 3

Para que todas as suas atividades sejam realizadas com sucesso, a ASuR conta com uma equipe de 149 pessoas, das quais 103 são funcionários e 46 são obreiros. Destes, 31 são credenciados e 10, licenciados. 4

Origem da Obra Adventista no Território da Associação

Em 1965, Joaquim Nunes deixou a cidade de Icaraíma no estado do Paraná para morar na Vila de Rondônia (região atualmente conhecida como município de Ji-Paraná), acompanhado do irmão Guilherme. Pelo que se sabe, o primeiro culto adventista naquela região aconteceu em 1966 e foi conduzido pelos irmãos Guilherme e Joaquim Nunes em um depósito local de arroz. As reuniões posteriores foram realizadas na residência do irmão Joaquim, em um barracão coberto por tábuas. Assim, os irmãos adventistas continuaram a congregar a fim de prestar culto a Deus. Dois anos depois, vários novos membros se uniram ao grupo, dentre eles as famílias dos irmãos Antônio Domingos, João Vassalo, Natanael José da Silva e Tionesto Aminadabe. 5

Como o número de membros estava crescendo continuamente, tornou-se necessário um espaço maior para as reuniões. Por isso, um terreno foi adquirido para construir um templo adventista naquele local. Na época, o método missionário utilizado era percorrer as ruas com cartazes de cartolina que falavam sobre o amor de Cristo. Tais iniciativas trouxeram resultados que puderam ser claramente percebidos no ano seguinte (1968), quando três pessoas foram batizadas como fruto do trabalho evangelístico realizado na Vila de Rondônia. Os novos conversos eram: Lauro Chaves, Germana Ruiz e Aldenora Chaves. 6

Com o passar dos anos, outros irmãos adventistas chegaram de diversos lugares do Brasil, o que favoreceu a mudança de status daquele grupo para uma igreja organizada. A mudança ocorreu em 11 de agosto de 1973, em uma cerimônia que contou com a presença de representantes da União Norte Brasileira (UnB) e da Missão Amazonas Central (atual Associação Amazonas Central). 7 Posteriormente, com o crescimento do número de membros, a igreja da Vila de Rondônia passou a ser conhecida como Igreja Central de Ji-Paraná.

Um ano depois, o governo do Território Federal de Rondônia doou 40 mil Cruzeiros para a construção e finalização de uma escola adventista que já atendia cerca de 132 alunos. Essa ajuda permitiu dar continuidade à obra educacional da Igreja, que havia sido iniciada há pouco tempo. 8 O trabalho missionário realizado pela escola marcou o início do evangelismo por meio da educação adventista no município de Ji-Paraná e cidades vizinhas. 9

Ao longo da década de 1970, outras cidades da região foram alcançadas pela mensagem adventista, dentre elas, a cidade de Vilhena. Em 1976, já havia uma bela capela localizada na região central da cidade, construída pelos adventistas locais. No mesmo ano, foi realizada uma série de conferências evangelísticas de curta duração no novo prédio. 10 Aos poucos, a Igreja Adventista cresceu e, a partir de 1979, a região sul de Rondônia passou a ser assistida pela Missão Amazônia Ocidental (MAO), atual Associação Amazônia Ocidental, com sede em Porto Velho. 11

A Missão Amazônia Ocidental deu passos importantes em seu primeiro biênio de atividades. Em 1981, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) doou um terreno de dois mil hectares à Missão para a construção de um internato adventista na área rural do município de Mirante da Serra. Mais tarde, foi fundado o Instituto Adventista da Amazônia Ocidental.12 Paralelamente ao trabalho da IAAMO, a Educação Adventista avançou e, em 1988, o Centro Educacional Adventista em Ji-Paraná já oferecia um programa completo de educação primária. No mesmo ano, na cidade de Cacoal, foi lançada a pedra fundamental do Centro Educacional Adventista e, em Vilhena, um terreno já havia sido adquirido pela Missão Amazônia Ocidental para a construção de uma escola. 13

À medida que a obra adventista avançava na região, novas cidades continuaram a ser alcançadas pela mensagem do Evangelho. Entre setembro e novembro de 1989, uma série de conferências foi realizada na cidade de Rolim de Moura, envolvendo seis igrejas da região. O tema dos estudos apresentados durante a campanha centrou-se no livro do Apocalipse. Como resultado do trabalho, quase 450 pessoas foram batizadas. De fato, o impacto positivo daquela iniciativa evangelística foi tão grande que uma igreja católica regional até fechou suas portas para que seus membros pudessem assistir à série evangelística. 14

Com o avanço das obras no estado, em 4 de dezembro de 1990, a Missão Amazônia Ocidental teve seu status alterado para Associação Amazônia Ocidental (AAmO). Esta foi a primeira unidade administrativa da Igreja com status de associação no campo missionário da União Norte Brasileira. 15 Ainda na década de 1990, a Igreja Adventista do Sétimo Dia na região sul de Rondônia passou a dar mais ênfase à Missão Global, 16 alcançando novas cidades, como aconteceu com Costa Marques, na fronteira com a Bolívia. Costa Marques fazia parte da área de abrangência do distrito pastoral de Presidente Médici e, em 1991, foi foco de um grande trabalho evangelístico. Como resultado, 80 pessoas foram batizadas e outras 50 decidiram se preparar para a próxima cerimônia batismal. Além disso, uma congregação adventista foi formada na cidade. 17

Em 1993, uma escola adventista começou a funcionar na cidade de Espigão do Oeste. Embora tenha encerrado suas atividades alguns anos depois, a escola cumpriu importante papel evangelístico enquanto aberta. Sob sua influência, três professores e alguns familiares foram batizados. 18 Em 1995, a cidade de Cabixi, na fronteira com a Bolívia, também foi alcançada pela mensagem adventista. No local, foi realizada uma série de conferências com 33 noites de duração em um templo construído por adventistas. Para a ocasião, foram adquiridas cerca de 300 Bíblias, além de exemplares dos livros O Grande Conflito e Projeto Sunlight. Apesar da forte oposição do padre da cidade, cerca de 150 pessoas (incluindo ex-líderes de outras denominações) foram batizadas. 19

História Organizacional da Associação

A expansão da mensagem adventista nos estados de Rondônia e Acre trouxe grande êxito para a Associação Amazônia Ocidental. No início de 2005, a região tinha um total de 207 igrejas organizadas e 63.995 membros adventistas, em comparação com uma população de 2.032.503 pessoas em ambos os estados. Observando esse crescimento, através do voto nº 2005-15, a União do Norte Brasileira solicitou à Divisão Sul-Americana uma comissão avaliativa para a reorganização do campo. Ainda em 2005, a Divisão Sul- Americana analisou os dados informados pela comissão e aprovou a criação do novo campo com a construção de uma nova sede administrativa na cidade de Ji-Paraná, em Rondônia. 20

De acordo com o voto 2005-24 da Divisão Sul-Americana e o voto correspondente da União Norte Brasileira, em 11 de novembro de 2007, foi realizada a Assembleia Geral Denominacional de Instalação e Organização da Associação Sul de Rondônia da IASD, no templo da Igreja Adventista Central de Ji-Paraná. Assim, foi criada a ASuR, que passou a funcionar em janeiro do ano seguinte. 21 Na ocasião, foram eleitos os primeiros dirigentes da nova associação: Leonino Barbosa Santiago, como presidente; Nelson Suci, como secretário; e Dario Daniel dos Reis, como tesoureiro. 22

No mesmo dia da Assembleia da Organização, foi inaugurada a sede da ASuR em um prédio localizado na Av. Ji-Paraná, n.º 855, no bairro Urupá, em Ji-Paraná. Desde a sua inauguração, a sede está localizada no mesmo endereço. Entre os muitos presentes na cerimônia de inauguração, estiveram representantes da União Norte Brasileira e da Divisão Sul-Americana, além de lideranças políticas da região. 23 A ASuR foi criada para atender às necessidades do crescente número de membros e igrejas no estado de Rondônia. Quando fundada, essa unidade administrativa ficou responsável por gerenciar o avanço da Igreja Adventista do Sétimo Dia no sul do estado e no município de Rondolândia, no extremo norte de Mato Grosso. No princípio, contava com 19 pastores, que serviam a um total de 16.669 adventistas distribuídos entre 170 congregações. 24

A Associação Sul de Rondônia iniciou suas atividades sob o lema “Vivendo a Esperança”. Desde a sua fundação, a liderança da ASuR tem procurado mobilizar todos os departamentos e igrejas de forma intensa para um objetivo comum – a evangelização. Alguns dos métodos utilizados para envolver os fiéis na obra missionária foram cursos de formação, treinamento para leigos e projetos missionários para colaboradores e membros. 25 Em março de 2008, dois meses após o início das atividades, o campo realizou sua primeira ordenação pastoral. 26

Um programa evangelístico grandemente apoiado foi o “Projeto Missionário Calebe”. 27 Em 2009, aproximadamente 80 jovens da associação dedicaram cerca de 20 a 30 dias de suas férias ao trabalho missionário. Depois de passar por um treinamento e receber um kit bíblico, guias de estudos bíblicos e camisetas, eles partiram para o campo missionário a fim de realizar projetos comunitários, oferecer visitas domiciliares e estudos bíblicos. Como resultado, cerca de 22 pessoas foram batizadas. Após essa experiência marcante, o número de jovens participantes e, consequentemente, suas atividades, foi aumentando gradativamente. 28

Além disso, no campo da ASuR, um trabalho significativo também tem sido realizado para alcançar crianças e adolescentes por meio dos clubes de Desbravadores 29 e Aventureiros. 30 Entre 26 e 28 de junho de 2009, ocorreu o I Aventuri31 da Associação Sul de Rondônia. Intitulado “Estrelinhas Eternas”, esse notável evento atraiu cerca de 400 crianças entre seis e nove anos. A grande mobilização por parte dos Aventureiros teve um forte impacto na cidade que os recebeu. 32 Atualmente, o número de aventureiros na ASuR é de 1.323, divididos entre 56 Clubes. O número de desbravadores é de 2.643 participantes, distribuídos entre 88 clubes.33 O Batismo de Primavera 34 também é um dos projetos missionários dirigidos a essa faixa etária. Todos os anos, vários adolescentes são batizados por meio desse programa evangelístico. 35

Em 2010, a Igreja Adventista no norte do Brasil passou por uma reorganização. Até o início daquele ano, a União Norte Brasileira administrava a obra adventista em sete estados brasileiros, servindo a mais de 350 mil adventistas naquele campo missionário. 36 Devido à expansão do adventismo e às dificuldades de deslocamento entre os estados, uma nova unidade administrativa foi criada: a União Noroeste Brasileira (UNoB), com sede em Manaus, capital do Amazonas. A União Noroeste Brasileira começou a funcionar em 2010, atendendo a mais de 115 mil adventistas. Após essa reorganização, a ASuR passou a ser assistida pela nova União. 37

Nesse novo cenário, os projetos missionários continuaram sendo desenvolvidos. Outras iniciativas como “Quebrando o Silêncio” 38 e “Impacto Esperança” 39 foram implementadas. Durante certas épocas do ano, os adventistas tiveram a oportunidade de estabelecer contato direto com as pessoas nas ruas por meio de atividades que envolviam todos os departamentos. Em 2016, cerca de 230 mil exemplares do livro Esperança Viva foram distribuídos em todo o estado. 40 Mais tarde, em 24 de agosto de 2019, uma grande marcha foi promovida em Ji-Paraná pelo projeto “Quebrando o Silêncio” sobre o abuso sexual. A marcha foi liderada principalmente por Aventureiros, Desbravadores, alunos da Rede Adventista de Educação e motociclistas do Ministério Adventista de Motocicletas. 41

Os jovens da ASuR também estão investindo grande parte de seu tempo no trabalho voluntário de assistência social. Em novembro de 2019, cerca de 60 voluntários participaram de uma ação solidária que ofereceu assistência médica, odontológica e psicológica aos indígenas da etnia Suruí, que vivem em uma aldeia próxima à cidade de Cacoal. No total, 80 residentes, entre idosos, adultos e crianças, foram atendidos pelos voluntários. Foram realizadas cerca de 115 visitas, oferecendo todos os tipos de atendimento. 42

Em dezembro de 2019, foi inaugurado o primeiro Espaço Novo Tempo do campo missionário da ASuR, com o objetivo de atender mais diretamente, por meio de estudos bíblicos, os alunos e telespectadores que acompanham o canal Novo Tempo. Desde então, o espaço tem realizado suas atividades próximo à sede da ASuR, na cidade de Ji-Paraná. A liderança do campo espera que, nos próximos anos, mais cidades que fazem parte do território da Associação possam contar com um Espaço Novo Tempo, com objetivo de ser um meio de pregação do Evangelho. 43

Analisando a trajetória missionária da ASuR, é possível verificar que, embora tenha havido progresso em relação ao número de congregações estabelecidas (62 novas igrejas), não houve crescimento proporcional em termos de número de membros. O desafio, portanto, é crescer de forma sustentável e, para isso, os administradores da Associação Sul de Rondônia planejam fortalecer o evangelismo interno por meio de estratégias de conservação dos membros batizados. 44

Com relação às ações da ASuR para o futuro, a liderança reconhece a importância de o IAAMO alcançar seu próprio sustento financeiro, bem como de implantar uma escola adventista em Cacoal (a segunda maior cidade da região abrangida pelo campo). Também está prevista a criação de um centro de saúde preventiva. Quanto às igrejas, o foco é aumentar o número de distritos; nomear pastores que possam servir exclusivamente às congregações maiores; aumentar o número de igrejas, especialmente em distritos com pequenas vilas onde ainda não há presença adventista; e fortalecer o cuidado pastoral nas quatro principais cidades da região: Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena e Rolim de Moura, onde estão concentrados cerca de 50% da população do campo missionário da ASuR. 45 Dessa maneira, a instituição continuará cumprindo sua missão evangélica.

Cronologia dos Líderes Administrativos 46

Presidentes: Leonino Barbosa Santiago (2008-2009); João Alves Peixoto (2009-atual).

Secretários: Nelson Suci (2008-2009); Sérgio Alan Alves Caxeta (2010-2011); Edmar de Deus Santana (2011); Fernando Campanha Rios (2011-2014); Marcelo Nunes Miranda (2014-2018); Guilherme Sérgio Pessoa Chateaubriand (2019-atual).

Tesoureiros: Dario Daniel dos Reis (2008-2010); Ilton César Hubner (2010-2013); João Carlos Fonseca Pedreira (2014-2016); Nelson Valdir Pinto (2016-atual). 47

Referências

Adventistas Sul de Rondônia. Postagem no Facebook, 24 de agosto de 2019. facebook.com.

Adventist Church Management System (ACMS). https://www.acmsnet.org.

“Apocalipse fecha Igreja Católica em Rondônia.” Revista Adventista, janeiro de 1990.

Atas da Associação Amazônia Oeste, voto no. 1989-013, 23.

“Crescimento e Desafios.” Revista Adventista, novembro de 1981.

Ebinger, Márcia. “Corrente solidária.” Revista Adventista 103, no. 1200 (maio de 2008).

“Edital de Convocação da Assembleia Geral Denominacional de Instalação e Organização da Associação Sul de Rondônia da IASD.” Revista Adventista, agosto de 2007.

“Educação floresce no Amazonas.” Revista Adventista, abril de 1988.

“Estabelecida uma nova congregação.” Revista Adventista, julho de 1992.

“Evangelismo supera oposição em Cabixi.” Revista Adventista, outubro de 1995.

Filho, Aquino. “Jovens do Norte batizam 3395 pessoas nas férias.” Revista Adventista 104, no. 1217 (outubro de 2009): 40.

Filho, Arlindo Kefler. “Nova Associação da UNB inicia 2008 com muitas atividades.” Revista Adventista 103, no. 1198 (março de 2008): 31.

França, Jackson, Anita Leite, Dayse Bezerra, Hêller de Freitas, Ivanilson Araújo e Ana Paula Ramos. “Movidos pelo desafio.” Revista Adventista 105, no. 1229 (outubro de 2010): 28-29.

Igreja Adventista do Sétimo Dia - Central Caxias do Sul – RS. https://www.centralcaxias.org/.

Lessa, Rubens. Construtores de esperança: na trilha dos pioneiros adventistas da Amazônia. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2016.

Meireles, Pamela. “Aventuri incentiva crianças a se tornarem missionárias.” Notícias Adventistas (Online), 5 de julho de 2017.

Ministério dos Desbravadores e Aventureiros. https://clubes.adventistas.org/br/.

“Notícias da Central-Amazonas.” Revista Adventista, setembro de 1975.

“Para todas as idades.” Revista Adventista, setembro de 2009.

Paulino, Aline. “Espaço Novo Tempo é inaugurado no sul de Rondônia.” Notícias Adventistas (Online), 17 de dezembro de 2019.

Paulino, Aline. “Voluntários atendem moradores de aldeia indígena.” Notícias Adventistas (Online), 22 de novembro de 2019.

“Professores são batizados em Rondônia.” Revista Adventista, outubro de 1994.

“Projeto de incentivo à leitura distribui mais de 22 mil livros em Vilhena.” Rondônia em Pauta (Online), 17 de maio de 2016.

Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia. http://www.adventistas.org/pt/.

“Rápidas.” Revista Adventista, julho de 2010.

“Rápidas.” Revista Adventista, junho de 1980.

Reis, Richele. “Asur promove Impacto Esperança.” Revista Adventista 103, no. 1199 (abril de 2008): 34.

Sarli, Wilson. “Colportores da União Norte-Brasileira em Marcha.” Revista Adventista 75, no. 2 (fevereiro de 1980).

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da IASD]. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association. Vários anos. https://www.adventistyearbook.org/.

Silva, Luiz Enrik P. “1º Aventuri da ASuR em Ji-Paraná.” Rede de Notícias (Online), 25 de junho de 2009.

“Uninorte Notícias.” Revista Adventista, julho de 1976.

“Uniões e instituições.” Revista Adventista, janeiro de 1974.

Vianna, Vanderlei José. “Rondônia tem nova Associação.” Revista Adventista 102, no. 1195 (dezembro de 2007).

Vida por Vidashttp://www.vidaporvidas.com/pt/

Virmes, Tatiane. “Batismo da primavera é celebrado na cidade de Cacoal-RO.” Notícias Adventistas (Online), 1º de outubro de 2014.

Notas de Fim

  1. Leila C. Silva Teodoro, mensagem por e-mail para Liliane Bastos, 5 de dezembro, 2016; Seventh-day Adventist Online Yearbook, “South Rondonia Conference [Associação Sul de Rondônia],” acessado em 12 de fevereiro de 2020, http://bit.ly/2vsUPlY.
  2. Gisele Balan (secretária da ASuR), entrevistada por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2016; Leonardo Nunes (secretário da ASuR), entrevistado por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2017.
  3. Atas da Associação Amazônia Oeste, voto nº 1989-013, 23; Leila C. Silva Teodoro, entrevistada por telefone por Yonara Taiane Torres, 10 de novembro de 2017.
  4. Simone Machado (secretária da ASuR), entrevistada por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2016.
  5. Leonardo Nunes (secretário da ASuR), entrevistado por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2017.
  6. Ibid.
  7. “Uniões e instituições,” Revista Adventista, janeiro de 1974, 24, 25.
  8. “Notícias da Central-Amazonas,” Revista Adventista, setembro de 1975, 18.
  9. Leonardo Nunes (secretário da ASuR), entrevistado por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2017.
  10. “Uninorte Notícias,” Revista Adventista, julho de 1976, 23.
  11. Wilson Sarli, “Colportores da União Norte-Brasileira em Marcha,” Revista Adventista 75, no. 2 (fevereiro de 1980): 28-31.
  12. “Crescimento e Desafios,” Revista Adventista, novembro de 1981, 18.
  13. “Educação Floresce no Amazonas,” Revista Adventista, abril de 1988, 26.
  14. “Apocalipse fecha Igreja Católica em Rondônia,” Revista Adventista, janeiro de 1990, 18.
  15. “West Amazon Conference [Associação Amazônia Oeste],” Seventh-day Adventist Yearbook (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 1992), 284-285.
  16. “A Missão Global é braço da missão da linha de frente da Missão Adventista, um departamento da sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.  Os projetos da Missão Global começam como iniciativas locais. Ela apoia as iniciativas locais do ministério da linha de frente em áreas não penetradas e ajuda a envolver todos os departamentos da igreja nessa tarefa.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “O que é a Missão Global,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, http://bit.ly/35Wz9e0 .  
  17. “Estabelecida uma nova congregação,” Revista Adventista, julho de 1992, 24.
  18. “Professores são batizados em Rondônia,” Revista Adventista, outubro 1994, 34.
  19. “Evangelismo supera oposição em Cabixi,” Revista Adventista, outubro de 1995, 43.
  20. “Edital de Convocação da Assembleia Geral Denominacional de Instalação e Organização da Associação Sul de Rondônia da IASD,” Revista Adventista, 102, no. 1191 (agosto de 2007): 31.
  21. Ibid.
  22. Vanderlei José Vianna, “Rondônia tem uma nova Associação,” Revista Adventista 102, no. 1195 (dezembro de 2007): 26.
  23. Ibid.
  24. Ibid.
  25. Richele Reis, “Asur promove Impacto Esperança,” Revista Adventista 103, no. 1199 (abril de 2008): 34.
  26. Arlindo Kefler Filho, “Nova Associação da UNB inicia 2008 com muitas atividades,” Revista Adventista 103, no. 1198 (março de 2008): 31.
  27. “O Projeto Missão Calebe é um programa voluntário, serviço social e testemunho que desafia os jovens adventistas a dedicarem suas férias ao evangelismo em lugares onde não há presença adventista, para fortalecer as congregações pequenas e conquistar novas pessoas para o reino de Deus.”  Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Missão Calebe 2020,” acessado em 4 de fevereiro, 2020,  http://bit.ly/2HRpvRi
  28. Aquino Filho, “Jovens do Norte batizam 3395 pessoas nas férias,” Revista Adventista 104, no. 1217 (outubro de 2009): 40; Jackson França, Anita Leite, Dayse Bezerra, Hêller de Freitas, Ivanilson Araújo e Ana Paula Ramos, “Movidos pelo desafio,” Revista Adventista 105, no. 1229 (outubro de 2010): 29.
  29. O Clube de Desbravadores é formado por “meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor, religião. Reúnem-se, em geral, uma vez por semana para aprender a desenvolver talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza.” Esses meninos e meninas “vibram com atividades ao ar livre. Gostam de acampamentos, caminhadas, escaladas, explorações nas matas e cavernas. Sabem cozinhar ao ar livre, fazendo fogo sem fósforo.” Além disso, demonstram “habilidade com a disciplina através de ordem unida e têm a criatividade despertada pelas artes manuais. Combatem, também, o uso do fumo, álcool e drogas.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Quem somos,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, http://bit.ly/2FDRqTh
  30. “O Clube de Aventureiros é um programa para crianças de 6 a 9 anos, criado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, em 1972. [...] No clube, as crianças realizam atividades com o foco no desenvolvimento físico, mental e espiritual.” Igreja Adventista do Sétimo Dia - Central Caxias do Sul - RS, “Clube de Aventureiros: Duquinhos,” acessado em 4 de fevereiro, 2020, https://bit.ly/389AQGG
  31. O Aventuri é um acampamento realizado com meninos e meninas do clube de aventureiros, juntamente com seus pais. Nesse acampamento, crianças ouvem a histórias bíblicas, fazem brincadeiras e podem passar um momento agradável com seus amigos e familiares. Pamela Meireles, “Aventuri incentiva crianças a se tornarem missionárias,” Notícias Adventistas, 5 de julho de 2017, acessado em 4 de julho de 2019, http://bit.ly/2YAIIww
  32. “Para todas as idades,” Revista Adventista, setembro de 2009, 35; Luiz Enrik P. Silva, “1º Aventuri da ASuR em Ji-Paraná,” Rede Notícias, 25 de junho de 2009, acessado em 20 de agosto de 2019, https://bit.ly/31OKGul.
  33. Ministério dos Desbravadores e Aventureiros, “Estatísticas – Associação Sul de Rondônia,” acessado em 17 de março, 2020, https://bit.ly/2UMxkPe.
  34. “O batismo da primavera foi criado pelo Pastor Ademar Quint no Rio de Janeiro e acontece anualmente nas igrejas. O objetivo é incentivar juvenis e jovens a se entregarem a Jesus. Em 2013, o evento celebrou 50 anos, e mais de um milhão de pessoas já foram batizadas nessa data especial.” Acessado em 7 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2s3e0RL.
  35. Tatiane Virmes, “Batismo da primavera é celebrado na cidade de Cacoal-RO,” Notícias Adventistas, 1º de outubro, 2014, acessado em 24 de fevereiro de 2020, http://bit.ly/2HT0ynU.
  36. “North Brazil Union Mission [União Norte Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2009), 272-273.
  37. Rubens Lessa, Construtores de esperança: na trilha dos pioneiros adventistass da Amazônia (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2016), 158-161; Leila C. Silva Teodoro, mensagem por e-mail para Liliane Bastos, 5 de dezembro, 2016; “Northwest Brazil Union Mission [União Noroeste Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2010), 286.
  38. “Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Quebrando o Silêncio,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2WoDfIW .  
  39. O projeto “Impacto Esperança é um programa que incentive a leitura e provê distribuição anual em massa de livros por Adventistas do Sétimo Dia no território Sul-Americano.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Impacto Esperança,” acessado em 4 de fevereiro, 2020, https://bit.ly/34dZROO .
  40. “Projeto de incentivo à leitura distribui mais de 22 mil livros em Vilhena,” Rondônia em Pauta, 17 de maio de 2016, acessado em 12 de fevereiro de 2020. https: //bit.ly/2SmJ1dz .
  41. Adventistas Sul de Rondônia, postagem no Facebook, 24 de agosto, 2019 (14:26 p.m.), acessado em 12 de fevereiro, 2020, https://bit.ly / 2wcLQ8A .
  42. Aline Paulino, “Voluntários atendem moradores de aldeia indígena,” Notícias Adventistas, 22 de novembro de 2019, acessado em 24 de fevereiro de 2020.
  43. Aline Paulino, “Espaço Novo Tempo é inaugurado no sul de Rondônia,” Notícias Adventistas, 17 de dezembro de 2019, acessado em 24 de fevereiro de 2020, http: // bit.ly/2Vib3sP.
  44. João Peixoto (presidente da ASuR), entrevistado por Yonara Taiane Torres, Ji-Paraná, Rondônia, 2018.
  45. Idem.
  46. “South Rondonia Conference [Associação Sul de Rondônia],” Seventh-day Adventist Yearbook (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2008), 276; “South Rondonia Conference [Associação Sul de Rondônia],” Seventh-day Adventist Yearbook (Nampa, ID.: Pacific Press Publishing Association, 2018), 250. Para mais detalhes sobre todos os líderes administrativos, consulte os Yearbooks [anuários da IASD] de 2008 a 2018.
  47. Mais informações sobre a ASuR podem ser encontradas no site asur.adventistas.org ou por meio das mídias sociais do Facebook: @AdvSulRondonia, Twitter: @ASURNoticias e Youtube: ASuR Notícias.
×

Bastos, Liliane, Lucas Vítor Alves Rodrigues Sena, Yonara Taiane Torres. "South Rondonia Conference." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. June 05, 2021. Accessed February 09, 2023. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8GEQ.

Bastos, Liliane, Lucas Vítor Alves Rodrigues Sena, Yonara Taiane Torres. "South Rondonia Conference." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. June 05, 2021. Date of access February 09, 2023, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8GEQ.

Bastos, Liliane, Lucas Vítor Alves Rodrigues Sena, Yonara Taiane Torres (2021, June 05). South Rondonia Conference. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved February 09, 2023, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8GEQ.