View All Photos

Southeast Brazil Union Conference headquarters.

Photo courtesy of Southeast Brazil Union Conference Archives.

União Sudeste Brasileira

By Leônidas Verneque Guedes, and Renato Ferreira Silva

×

Leônidas Verneque Guedes

Renato Ferreira Silva

First Published: November 1, 2021

A União Sudeste Brasileira (USeB) é uma unidade administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no território da Divisão Sul-Americana. Sua sede ficada na Estrada União e Indústria, nº 13.810, CEP 25740-365, no centro comercial de Itaipava, na cidade de Petrópolis, estado do Rio de Janeiro, Brasil.

A USeB abrange os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, com um total de 1.023 municípios e população estimada de 42.328.723.1 A união tem 344 distritos pastorais, 2.439 igrejas e 216.967 membros batizados,2 com média de um adventista para cada 195 pessoas. Dos 76 colaboradores, 34 são funcionários, dois são estagiários e 40 são obreiros, sendo 16 pastores credenciados que pertencem à equipe da administração.3

A Igreja Adventista na região é servida por 10 unidades administrativas. No estado do Rio de Janeiro estão a Associação Rio de Janeiro, fundada em 1902, localizada na cidade do Rio de Janeiro, com 17.232 membros; Associação Rio Sul, criada em 1999, na cidade de Campo Grande, 28.288; e Associação Rio Fluminense, criada em 2003, na cidade de Itaboraí, 21.007. No estado de Minas Gerais estão a Associação Mineira Central, estabelecida em 1955, com sede na cidade de Belo Horizonte, 32.964; a Associação Mineira Sul, criada em 1983, na cidade de Juiz de Fora, 25.068; Associação Mineira Leste, fundada em 2001, na cidade de Governador Valadares, 20.456; Missão Mineira Norte, fundada em 2013, na cidade de Montes Claros, 15.552; e Missão Mineira Oeste, fundada em 2019, na cidade de Uberlândia, 12.248. No estado do Espírito Santo estão a Associação Espírito-Santense, fundada em 1920, na cidade de Vitória, 27.897; e a Associação Sul Espírito-Santense, fundada em 2009, na cidade de Cariacica, 28.503 adventistas.4

Nesse território existem 36 escolas denominacionais, servindo 20.563 alunos com cerca de 2.000 professores do jardim de infância à faculdade.5 Três internatos adventistas também estão presentes, sendo eles: Faculdade Adventista de Minas Gerais, em Lavras, estado de Minas Gerais, com 897 estudantes;6 Instituto Petropolitano Adventista de Ensino, localizado em Petrópolis, estado do Rio de Janeiro, com 447 alunos; Educandário Espírito Santense (EDESSA), localizado na cidade de Colatina, Espírito Santo, com 309 alunos.7 Ainda sob gestão dessa União está a Rede Adventista Silvestre de Saúde, composta de dois hospitais: Hospital Adventista Silvestre, localizado na cidade do Rio de Janeiro; e Hospital Adventista Silvestre–Itaboraí, localizado na cidade de Itaboraí. Os hospitais têm ao todo 162 leitos, 1.263 funcionários e nove salas de cirurgia modernas e bem equipadas.8

A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais funciona em três centros: ADRA Minas Gerais, localizada na Avenida 21 Portugal, bairro de Santa Amélia, em Belo Horizonte, Minas Gerais; ADRA Espírito Santo, localizada na Rua Color, nº 249, bairro de Conrado, em Cariacica, Espírito Santo; e ADRA Rio de Janeiro, localizada na Rua Matoso, nº 37, Praça da Bandeira, Rio de Janeiro.9

História Organizacional da União

O adventismo chegou ao Brasil através de publicações impressas na década de 1880. Um folheto escrito em alemão, intitulado Stimme der Wahrheit (Voz da Verdade), foi enviado da Alemanha e chegou em Itajaí, cidade portuária do estado de Santa Catarina, na região sul do país. A mensagem se espalhou durante aquela década e os adventistas alcançaram crescimento relevante, levando à inauguração da primeira igreja adventista do Brasil em junho de 1895, na cidade de Gaspar Alto, Santa Catarina. Naquele mesmo mês houve o primeiro batismo adventista em solo brasileiro, feito pelo primeiro pastor adventista ordenado na América do Sul, Frank Westphal. Ainda em 1895, outro pastor ordenado chegou ao território brasileiro, Huldreich Graf. Ele fundou uma igreja na cidade do Rio de Janeiro em 27 de outubro do mesmo ano e outra no estado vizinho, o Espírito Santo, em 14 de dezembro. Em 20 de outubro de 1896, Frederick Spies inaugurou a primeira igreja em Minas Gerais e a quinta no Brasil, na cidade de Teófilo Otoni.10

Até 1901, não havia uniões na estrutura da Igreja Adventista, apenas associações e missões. A Sessão da Conferência Geral de 1901 em Battle Creek, Michigan, criou uniões para atuar como ponte entre os campos locais e a Associação Geral.  Em 1902 a Igreja criou a Associação Brasileira (atual Associação Rio de Janeiro), com sede na cidade do Rio de Janeiro, capital do país naquela época. Em 1911, a Igreja organizou a União Brasileira, sendo a primeira em território brasileiro.11

O aumento do número de membros no Brasil exigiu uma reorganização administrativa na União Brasileira que, até então, administrava a obra adventista em todo o país. A decisão foi tomada em uma reunião geral realizada na cidade de La Plata, Argentina, em 17 de fevereiro de 1916, quando foi oficializada a Divisão Sul-Americana.12 Na mesma reunião foi decidido o estabelecimento da União Norte Brasileira, que começou suas atividades em 1918. Sua sede era na cidade de Caruaru, estado de Pernambuco. Com a criação da União Norte Brasileira, a União Brasileira mudou o nome para União Sul Brasileira (atual União Central Brasileira), com sede no bairro de Moema, São Paulo.13

Por ocasião de sua fundação em 1918, a União Norte Brasileira foi responsável pela obra adventista em grande parte do território nacional, desde o oeste de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, aos estados do nordeste e norte do Brasil. Naquela época, a união tinha 916 membros adventistas registrados distribuídos por um grande território da região. Na região nordeste, havia apenas três adventistas no estado do Maranhão e 25 no estado de Alagoas.14 Essa união passou por algumas mudanças de status e território desde sua organização, começando com a mudança do nome em 1921 para União Este Brasileira, e a transferência da sede para a cidade do Rio de Janeiro. O primeiro presidente foi o Pastor Henry J. Meyer, juntamente com o Pastor W. A. Ernenputsch como secretário e tesoureiro. Em 1923, obteve sua primeira sede na cidade do Rio de Janeiro, na Rua Mário Lacerda, nº 46, no bairro do Estácio. Até esse momento, o escritório funcionava na casa de Henry Meyer, na Rua Piauhyn, nº 67, bairro Engenho de Dentro, Rio de Janeiro.15

Naquela época, a União estava dividida em missões: a Missão Espírito Santense, com sede no Rio de Janeiro, abrangia os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, com John Boehm como presidente; a Missão Mineira Leste, com sede em Juiz de Fora, Minas Gerais, que atendia o sudoeste do estado e tinha Clarence Emerson Rentfro como presidente; Missão Pernambucana, com sede na cidade de Recife, Pernambuco, responsável pelos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão e todos os estados do norte, do Pará ao Amazonas, com Ricardo José Wilfart como presidente; e a Missão Este Brasileira, com sede na cidade de Salvador, capital da Bahia, que supervisionava os estados da Bahia, Sergipe e Alagoas. Seu presidente era o Pastor Leo Halliwell.16

Em 1925 os adventistas da união aumentaram para 1.886 e, em 1930, para 2.688. Na região amazônica, Leo Halliwell começou a trabalhar no campo da saúde, junto à esposa Jessie. Após descobrir que não havia meios eficientes de transporte terrestre na região, o casal fundou uma clínica que navegava no rio Amazonas, as chamadas clínicas móveis. A primeira lancha ficou pronta em 1931 e recebeu o nome de Luzeiro. Os Halliwell tratavam de enfermidades como malária, ancilóstomo, bouba, lepra e úlceras tropicais. Além disso, salvaram a população de ataques de muitos animais selvagens, como jacarés e cobras venenosas.17

Em 1935, a sede foi transferida para uma localização mais central, na região da Praça da Bandeira, na cidade do Rio de Janeiro.18 Um total de 1.274 pessoas foram batizadas em cinco anos, e a contagem de membros da União atingiu a marca de 3.962 pessoas. Em 1936, foi organizada a União Norte Brasileira, responsável pela obra adventista nos atuais estados do Pará, Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima, no norte do Brasil, e também em três estados do Nordeste: Ceará, Piauí e Maranhão.19 A União Este Brasileira tornou-se responsável pelos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, além dos estados do nordeste da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A Igreja na região começou a considerar a educação como uma de suas frentes de trabalho evangelístico. Em 1939 foi criado o Instituto Petropolitano Adventista de Ensino, localizado na região de Petrópolis, estado do Rio de Janeiro. O Pastor John D. Hardt foi nomeado o primeiro diretor do instituto (1939 a 1940). Enquanto isso, o trabalho missionário prosseguia nas igrejas locais. Em 1940, a União Este Brasileira iniciou a década com 4.980 membros em sua área de atividade, um aumento de 1.018.20

Surgiu um movimento que visava construir uma instituição de saúde para atender às demandas dos grandes centros. Em 22 de novembro de 1942, líderes da União Este Brasileira inauguraram a segunda unidade médica Adventista em solo brasileiro, a Clínica de Repouso White, hoje conhecida como Hospital Adventista Silvestre. No início, a instituição ficava em um prédio de três andares do século XIX, que tinha 14 salas, no bairro de Santa Teresa, Rio de Janeiro. Anos mais tarde, essa clínica foi transferida para outro endereço no bairro do Cosme Velho, no Rio de Janeiro, onde permanece até hoje. Outras instituições importantes foram criadas na década de 1940, incluindo, em 1943, o Educandário Nordestino Adventista, localizado próximo à cidade de Belém de Maria, no estado de Pernambuco.21 Em 1945, a “Voz da Profecia”22 foi estabelecida em Niterói.23

Em 1945, a União Este Brasileira tinha 7.119 membros e, em 1949, 8.707 membros. A crescente demanda levou a administração da união a transferir o escritório. Em 1952, a sede foi transferida para uma casa localizada na Rua Lopes Trovão, nº 84, em Niterói, a cerca de 10 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro. O escritório permaneceu naquele local por cerca de 22 anos.24 Em 1955, os membros da união chegaram a 13.018.

Na década de 1960, o trabalho missionário adventista continuou se expandindo. Em 1962, o Educandário Espírito Santense Adventista foi criado.25 Em junho de 1963, a escola apresentou toda a documentação necessária à Secretaria de Educação de Vitória e, em outubro, o local foi inspecionado e recebeu a licença oficial de funcionamento, válida por dois anos. O colégio começou a fornecer educação primária em 1964, atendendo 143 alunos,26 alcançando assim um sonho antigo.27 Em 1965, o número de membros atingiu 28.964. Já em 1970, esse número quase dobrou, chegando a 50.460.

A década seguinte foi marcada por mudanças e mais avanços missionários. Em 1974, a sede da União foi transferida para a Av. Sete de Setembro, nº 69, no bairro de Icaraí, também em Niterói.28 Em 1975, como resultado do trabalho missionário realizado em todo o território, o número de membros chegou a 65.272.29

Em 1978, foi realizado um congresso a fim de incentivar e treinar membros leigos a se aproximarem das pessoas de outras denominações e crenças. Cerca de 1.000 delegados de igrejas e grupos do campo da união participaram do evento, do qual vários pastores participaram, incluindo Samuel Monnier, da Associação Geral.30 Em 1979, o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (atual Faculdade Adventista da Bahia) foi fundado, na cidade de Cachoeira, a 128 quilômetros da capital do estado, Salvador. A escola começou fornecendo um programa de equivalência no qual participaram 25 alunos, todos bolsistas. Em 14 de outubro de 1979, a pedra fundamental do colégio foi colocada diante de uma multidão de mais de 600 pessoas.31

Nos anos 80, houve uma expansão no campo educacional. Em 1980, na periferia da cidade de Lavras, no estado de Minas Gerais, foi criado o Colégio Adventista de Minas Gerais (atual Faculdade Adventista de Minas Gerais - Fadminas). Em 1981, aproximadamente 40 alunos ajudaram na construção dos primeiros prédios. Desde seu início, a missão expressa da instituição tem sido conduzir as pessoas ao reino dos céus.32 A expansão do evangelho fez com que os membros da união chegassem a 94.520 no mesmo ano. Isso levou à criação, em 1983, de uma nova unidade administrativa, a Missão Mineira Sul (atual Associação Mineira Sul), sediada na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Essa instituição surgiu a partir da reorganização da Missão Mineira Central (atual Associação Mineira Central), que já estava em atividade há mais de 30 anos.

Novas instituições continuaram a surgir. Em 1985, a quantidade de membros da união atingiu 121.791 e, em 1990, 169.001.33 Em 1989, a Rádio Novo Tempo começou a transmitir em uma cidade chamada Afonso Cláudio, no Espírito Santo. O objetivo era alcançar pessoas em suas casas, onde os pregadores não podiam entrar e o evangelho não podia ser ensinado de outra forma. Milhares de pessoas começaram a sintonizar suas rádios nas frequências adventistas. A Rede Novo Tempo de Comunicação surgiu em 1995 como Sistema Adventista de Comunicação, a princípio, fundado em uma cidade chamada Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro.34

Em 1996, foi criada a União Nordeste Brasileira, responsável pela obra adventista nos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Alagoas, Paraíba, Bahia e Sergipe. A partir de então, a União Leste Brasileira passou a ser responsável pelas igrejas nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. Devido a esta mudança, a União Leste Brasileira passou a ter 117.017 membros. O rápido crescimento do número de adventistas no estado do Rio de Janeiro, a grande quantidade de igrejas e grupos organizados e as grandes dimensões da área assistida levaram ao surgimento da Associação Rio Sul em 1999.35 Ao final de 2000, havia 128.084 adventistas na União Leste Brasileira.36

Em 1º de janeiro de 2001, a Associação Mineira Leste iniciou suas atividades, na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais. A instituição atendia a 13.044 membros. Em 2003, foi formada a Associação Rio Fluminense, com 14.461 membros. Em 2005, os membros da União Leste Brasileira chegaram a 149.035.37

Em toda a união, existem grandes cidades onde pregar o Evangelho continua a ser um desafio. As dificuldades variam da secularização à violência que prevalece em algumas regiões. Em 2005, a união realizou uma série de eventos, de acordo com o plano de evangelismo urbano proposto pela Sessão da Conferência Geral de 2005, intitulado “Vá para o Mundo.” Em junho e julho de 2007, um grupo de pastores e músicos voluntários percorreu o norte de Minas Gerais e a capital do estado, Belo Horizonte. Centenas de pessoas foram batizadas durante os oito dias da longa série.38

Em 2007, a Divisão Sul-Americana criou o projeto “Impacto Esperança.”39 O objetivo era divulgar a mensagem adventista a 20 milhões de pessoas em apenas um dia, por meio de publicações.40 Desde o início do projeto, a União Sudeste Brasileira  tem participado ativamente, distribuindo milhares de livros todos os anos. Como complemento a esse projeto nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, foi realizada uma ação evangelística, com duplas missionárias que saíram às ruas para orar com as pessoas. Na região metropolitana de Vitória, só no Espírito Santo, mais de 3.000 pessoas participaram. Os participantes convidavam as pessoas para visitarem a Igreja Adventista mais próxima. Em 2008, havia 11.000 duplas missionárias e 69.000 pessoas envolvidas nessa atividade, que se espalhou por todo a União. Desde então, os adventistas da União Leste Brasileira têm estado ativamente envolvidos no projeto “Impacto Esperança.”41

Em 2008, o programa evangelístico “Esperança no Ar” passou a ser veiculado aos domingos na região metropolitana de Vitória, com audiência potencial de 1,5 milhão. Após oito edições, o programa trouxe centenas de pessoas para estudar a Bíblia. A intenção dos líderes envolvidos era dar visibilidade à palavra “Esperança,” enfatizando a maior campanha missionária da Igreja Adventista na América do Sul, o “Impacto Esperança.” No território da União Leste Brasileira, 156.000 pessoas distribuíram 2 milhões de revistas e 100.000 adesivos para carros, além de 990 pôsteres durante os meses de agosto e setembro.42 Como resultado dessa iniciativa missionária, mais pessoas se uniram à igreja e a organização continuou a servi-las. Em 2009, foi criada a Associação Sul Espírito-Santense, responsável pela região sul do Espírito Santo. Naquela época, havia 38.919 adventistas em todo o estado e 18.576 membros em sua área de atividade. A sede da Associação está localizada na cidade de Cariacica, próximo a Vitória, capital do estado.

Em 2010, o número de membros da União-Associação Leste Brasileira atingiu 158.049. 43 Em 2012, foi criada a União-Missão Leste Brasileira, a fim de atender os estados da Bahia e Sergipe. Portanto, a União-Associação Leste Brasileira passou a se chamar União Sudeste Brasileira. Em 2013 a Missão Mineira Norte foi estabelecida, com 11,273 membros, seidada na cidade de Montes Claros, norte de Minas Gerais.44

Em 2015, com o objetivo de ampliar e melhorar as condições de trabalho, a sede da União Sudeste Brasileira foi transferida para a cidade de Petrópolis, na Rua União e Indústria, no bairro de Itaipava.45 Naquele ano, o número de membros atingiu 187.120. Até este momento, o número de membros é de 215.385.46 Em 2019 foi instituída a Missão Mineira Oeste, com 12.248 membros, com sede na cidade de Uberlândia, extremo oeste do estado de Minas Gerais.

A União Sudeste Brasileira tem como foco os três objetivos de comunhão, relacionamento e missão. Um cuidado especial é prestado ao companheirismo entre os membros. Portanto, alguns dos objetivos da União são: (1) fortalecer a Escola Sabtina e o altar familiar, incentivando o estudo da Lição da Escola Sabatina; (2) incentivar o culto familiar e o projeto das 40 Madrugadas;47 e (3) utilizar a mídia para se aproximar e alcançar os jovens. Quanto aos relacionamentos, entende-se que a Igreja Adventista precisa de um foco relacional, tanto dentro como fora da comunidade, com "pessoas cuidando de pessoas.”48 A liderança da União trabalha para assegurar que as igrejas locais sejam acolhedoras, realiza treinamento contínuo de discipulado e procura desenvolver estratégias para alcançar e preservar as novas gerações.49

A União Sudeste Brasileira se esforça continuamente para envolver os membros no cumprimento da missão. Ela busca treinar líderes através de programas simples, claros e autoexplicativos que integram as diversas frentes missionárias, como a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos.50 A União tem trabalhado com a ADRA a fim de dar assistência e desenvolvimento pessoal e social às pessoas necessitadas. Em Minas Gerais, por exemplo, existem vários projetos voltados para atender as pessoas em risco ou socialmente vulneráveis. Mais de 35 projetos foram desenvolvidos em municípios de Minas Gerais, com mais de 8.000 pessoas atendidas por mês e mais de 600 funcionários, voluntários e parceiros que atendem crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos.51 Uma das mais antigas instalações da ADRA no Brasil é a do estado do Espírito Santo, proporcionando proteção básica e social. Aproximadamente 900 funcionários trabalham com dezenas de voluntários para abrigar cerca de 5.000 pessoas a cada mês.52 No Rio de Janeiro, a ADRA funciona há 16 anos. Hoje ela tem cinco projetos em andamento, atendendo 2.000 pessoas por mês.53

Através da expansão de todas essas frentes missionárias, a União Sudeste Brasileira espera, pela graça de Deus, enfrentar os desafios que ainda existem em seu território. Uma delas é que existem 457 municípios onde não há presença da Igreja Adventista. Outra preocupação é aumentar o número de membros em cada congregação ativamente engajados no trabalho missionário. Sob essa ótica, as estatísticas mostram que 34% dos 216.967 membros da igreja foram batizados nos últimos 9 anos. Isso indica a necessidade de fomentar a maturidade espiritual da nova geração de membros.54 Em resposta a tais desafios, a União estabeleceu uma meta para 2020 que cada igreja deve estudar a Bíblia com pelo menos 100 pessoas. Os membros também estão sendo encorajados a passar mais tempo em oração e estudo bíblico para crescer em Cristo.55 Através de programas como Pequenos Grupos e Escola Sabatina, juntamente com devoções pessoais o estudo da Bíblia, a união espera que mais pessoas participem da missão de proclamar o Evangelho de Cristo a todas as pessoas.56

Mesmo em meio a tantas dificuldades, a expansão missionária continua. Há mais de 100 anos, a União Sudeste Brasileira tem sido uma bênção na vida da comunidade. O testemunho adventista dado nesse território tem corroborado com a verdade ensinada e direcionado os olhos de muitos para Cristo. Os líderes da União, funcionários e membros sabem que, quanto mais se entregarem e confiarem na orientação divina, mais bem sucedida será a pregação do Evangelho. Assim, ao adotar o lema “olhando para trás, avançamos”57 os membros reconhecem que o Deus que esteve presente no passado é o mesmo Deus que controla o leme rumo ao futuro.

Cronologia dos Dirigentes Administrativos58

Presidentes: Henry J. Meyer (1919-1922); Frederico W. Spies (1923-1927); Elmer Harry Wilcox (1928-1931); H. B. Westcott (1932-1936); Henrique G. Stoehr (1937-1940); John Lewis Brown (1941-1943); Cecil Eugene Lambeth (1944-1949); Roger Anderson Wilcox (1950-1958); Rodolpho Belz (1959-1968); Walter Jonathan Streithorst (1969-1972); Darcy Mendes Borba (1973-1980); Floriano Xavier dos Santos (1981-1986); José Orlando Correia (1987-1998); Wandyr Mendes de Oliveira (1999-2007); Maurício Pinto Lima (2008-2019); Hiram Rafael S. Kalbermatter (2019-atualmente).

Secretários: W. A. Ernenputsch (1919-1922); Ricardo J. Wilfart (1923-1926); Ulrich Wissner (1927-1939); J. F. Cummins (1940-1941); Ricardo J. Wilfart (1942-1943); Jorge Pereira Lobo (1944-1960); Wilbur Olson (1961-1963); Harry Emílio Bergold (1964-1970); Ivo Souza (1971-1972); Ruy Nagel (1973-1974); Carlos M. Borda (1975-1983); José Orlando Correia (1984-1986); Arôvel Oliveira Moura (1987-2007); Leonidas Verneque Guedes (2008-atualmente).

Tesoureiros: W. A. Ernenputsch (1919-1922); F. C. Varney (1923-1926); Ulrich Wissner (1927-1936); John D. Hardt (1937-1939); J. F. Cummins (1940-1941); Walton John Brow (1942-1942); Frederico Vegele (1943-1947); Jacob Wagner (1948-1956); John David Woodin (1957-1960); Wilbur Olson (1961-1967); Harry Emílio Bergold (1968-1970); Ivo Souza (1971-1972); Ruy Nagel (1973-1974); Carlos M. Borda (1975-1982); Geraldo Bokenkamp (1983); Vilson Francisco Oliveira (1984-2007); Antônio Oliveira Tostes (2008-2009); Volnei da Rosa Porto (2010-2018); Jabson Magalhães da Silva (2019-atualmente).59

Referências

2019 Annual Statistical Report [Relatório Estatístico Anual de 2019]. Silver Spring, MD: Seventh-day Adventist Church, 2019.

ADRAhttps://adra.org.br/.

Adventist Church Management System [Sistema de Gerenciamento da Igreja Adventista do Sétimo dia] (ACMS). https://www.acmsnet.org/.

“Através de nós.” Revista AES Review. 20º Assembleia Geral Ordinária da União Sudeste Brasileira, 2014-2017, 96-100.

“Através de nós” Revista AES. 23º Assembléia Geral Ordinária, 2015-2018.

Ata da 20ª Sessão Quinquenal da União Sudeste Brasileira. Petrópolis, RJ, 26-27 de novembro de 2017.

Belz, Rodolpho. “O primeiro almoço no EDESSA.” Revista Adventista, janeiro de 1963.

Conselho de Administradores e Diretores de Departamento da União Sudeste, 18-21 de agosto de 2019.

Borges, Michelson. “Raízes da Nossa História.” Revista Adventista (Online), 9 de janeiro de 2018.

Brito, Azenilto G. “Em Belo Horizonte, o Super-Congresso de Leigos da União Este.” Revista Adventista, abril de 1978.

Conceição, Jonatan. Fé, Coragem e Vidas Transformadas: Conheça a história de A Voz da Profecia e do Quarteto Arautos do Rei. Nova Friburgo, RJ: Edição do autor, 2014.

Costa, Miguel P. “Edessa – Educandário Espírito Santense Adventista.” Monografia, Centro Universitário Adventista de São Paulo, UNASP-EC, s.d.

“ENA comemora jubileu de ouro.” Revista Adventista, julho de 1993.

Enéas, Jael. “Conectados a Missão.” Revista Adventista, março de 2008.

Enéas, Jael. “Igrejinha vai às ruas.” Revista Adventista, abril de 2008.

Enéas, Jael. “Missão na Selva de Pedra.” Revista Adventista, setembro de 2007.

Espírito Santo. Censo Brasileiro de 2010. População estimada. IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, http://bit.ly/3bAyino.

Fonseca, Odailson, 100 anos de Fé, Pioneirismo e Ação. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2004.

Greenleaf, Floyd, Terra de Esperança: O Crescimento da igreja Adventista na América do Sul. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011.

Guedes, Leonidas Verneque. Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente. Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019.

Harder, Palmer. “Ecos da VI Bienal da Associação Espírito-Santense da I.A.S.D.” Revista Adventista, agosto de 1965, 20.

“IAENE, está nascendo um novo colégio.” Revista Adventista, novembro de 1979.

Kohler, Erton. “Deus dá o crescimento.” Revista Adventista, abril de 2008, 4.

Lessa, Rubens. Construtores de esperança: na trilha dos pioneiros adventistas da Amazônia. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2016.

Minas Gerais. 2010 Censo do Brasil. População estimada. IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, https://bit.ly/2GZBmM2.

Portal de notícias da Igreja Adventista do Sétimo Diahttp://www.Adventistas.org/pt/.

Rede Novo Tempo de Comunicaçãohttps://www.novotempo.com/.

Rio de Janeiro. Censo brasileiro de 2010. População estimada. IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, http://bit.ly/2SJMLF0.

Rosa, Edson. ed., 100 anos Conduzindo Vidas em São Paulo. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2006.

Seventh-day Adventist Encyclopedia [Enciclopédia da Igreja Adventista do Sétimo Dia]. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1966.

Seventh-day Adventist Online Yearbook [Anuário da IASD]. https://www.Adventistyearbook.org/.

Seventh-day Adventist Yearbook. Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2001.

Seventh-day Adventist Yearbook. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1919 e 1920.

Site de Notícias Adventistas da América do Sul, “Igreja no Sudeste nomeia presidente.” Portal de notícias Adventistas, 18 de novembro de 2019.

Statistical Report [Relatório de Estatísticas]. Takoma Park, Washington, D.C.: General Conference of Seventh-day Adventists, 1936 e 1941.

Vergílio, Vivian. “De Olho no Alvo.” Revista Adventista, abril de 2010.

 Notas de fim

  1. Censo brasileiro de 2010, Minas Gerais, população, IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, https://bit.ly/2GZBmM2; Censo brasileiro de 2010, Rio de Janeiro, população, IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, http://bit.ly/2SJMLF0; Censo brasileiro de 2010, Espírito Santo, população, IBGE, acessado em 28 de agosto de 2019, http://bit.ly/3bAyino.
  2. Leonidas Verneque Guedes (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019.
  3. Folha de Auditoria, Sistema de controle dos salários dos obreiros e funcionários do escritório, 15 de dezembro de 2018.
  4. Adventist Church Management System [Sistema de gerenciamento da Igreja Adventista do Sétimo Dia], acessado em 28 de agosto de 2019, https://www.acmsnet.org/.
  5. Dileane Fiuza (secretária da União), por e-mail para Leonidas Verneque Guedes (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), 29 de março de 2019.
  6. “Através de nós,” Revista Relatório USeB. 20ª Assembléia Geral Ordinária da União Sudeste Brasileira, 2014-2017, 100; Leonidas Verneque Guedes (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019.
  7. Leonidas Verneque Guedes (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019; Leonidas Verneque Guedes (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 17 de setembro de 2019.
  8. “Através de nós,” Revista Relatório USeB. 20th Southeast Brazil Union Conference Ordinary General Assembly [20ª Assembleia Geral Ordinária da União Sudeste Brasileira],2014-2017, 96-98.
  9. Leonidas Verneque (Secretário de comunicação/Executivo da União Sudeste Brasileira), e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019.
  10. Michelson Borges, “Raízes da Nossa História,” Revista Adventista, 9 de janeiro de 2018, acessado em 23 de setembro de 2019, https://bit.ly/37WWZYR.
  11. Floyd Greenleaf, Terra de Esperança: O Crescimento da igreja Adventista na América do Sul(Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011), 84.
  12. Ibid., 164.
  13. “North Brazil Union Mission [União Norte Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook(Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1919), 166; “North Brazil Union Mission [União Norte Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1920), 187; Edson Rosa, ed., 100 anos Conduzindo Vidas em São Paulo (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2006), 25.
  14. “North Brazil Union Mission [União Norte Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook(Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1919), 166; “North Brazil Union Mission [União Norte Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1920), 187.
  15. Edson Rosa, ed., 100 anos Conduzindo Vidas em São Paulo(Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2006), 25.
  16. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente (Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 46.
  17. Floyd Greenleaf, Terra de Esperança: O Crescimento da igreja Adventista na América do Sul(Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011), 356.
  18. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente(Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 71.
  19. “South American Division [Divisão Sul-Americana],” Statistical Report(Takoma Park, Washington, D.C.: General Conference of Seventh-day Adventists, 1936), 14, 16.
  20. “South American Division [Divisão Sul-Americana],” Statistical Report(Takoma Park, Washington, D.C.: General Conference of Seventh-day Adventists, 1941), 12.
  21. “ENA comemora jubileu de ouro,” Revista Adventista, 22 de julho de 1993.
  22. “A Voz da Profecia é o programa evangelístico mais antigo da rádio brasileira, com início em 1943. Desde o princípio, teve a participação musical do quarteto Arautos do Rei. Atualmente, o programa tem sua versão também para TV, e é apresentado pelo Pastor Gilson Brito, que está no ministério pastoral há mais de 30 anos. Sermões bíblicos que apresentam a mensagem de esperança e salvação.” Novo Tempo, "A Voz da Profecia,” acessado em 28 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2RzGrRh.
  23. Jonatan Conceição, Fé, Coragem e Vidas Transformadas: Conheça a história de A Voz da Profecia e do Quarteto Arautos do Rei (Nova Friburgo, RJ: Edição do autor, 2014), 50.
  24. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente (Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 71.
  25. Rodolpho Belz, “O primeiro almoço no EDESSA,” Revista Adventista, janeiro de 1963, 20.
  26. Miguel P. Costa, “Edessa – Educandário Espírito Santense Adventista,” (Monografia, Centro Universitário Adventista de São Paulo, UNASP-EC, s.d.), 1-15.
  27. Palmer Harder, “Ecos da VI Bienal da Associação Espírito-Santense da I.A.S.D.,” Revista Adventista, agosto de 1965, 20.
  28. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente(Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 71.
  29. “South American Division [Divisão Sul-Americana],” Statistical Report(Takoma Park, Washington, D.C.: General Conference of Seventh-day Adventists, 1941), 18.
  30. Azenilto G. Brito, “Em Belo Horizonte, o Super-Congresso de Leigos da União Este,” Revista Adventista, abril de 1978, 18.
  31. “IAENE, está nascendo um novo colégio,” Revista Adventista, novembro de 1979, 20.
  32. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente (Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 68.
  33. Ibid., 54.
  34. Leonidas Verneque (secretário de comunicação/Executivo da USeB), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019.
  35. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente(Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 56.
  36. “East Brazil Union Conference [União Leste Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook(Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2001), 263.
  37. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente (Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 56-57.
  38. Jael Enéas, “Missão na Selva de Pedra,” Revista Adventista,setembro de 2007, 24.
  39. “Impacto Esperança é um programa que incentiva a prática da leitura e prevê a distribuição anual em massa de livros pelos Adventistas do Sétimo Dia em território sul-americano.” Portal de notícias da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Impacto Esperança,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/34dZROO.
  40. Erton Kohler, “Deus dá o crescimento,” Revista Adventista,abril de 2008, 4.
  41. Jael Enéas, “Igrejinha vai às ruas,” Revista Adventista,abril de 2008, 25.
  42. Jael Enéas, “Conectados a Missão,” Revista Adventista, março de 2008, 26.
  43. Vivian Vergílio, “De Olho no Alvo,” Revista Adventista, abril de 2010, 32-33.
  44. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente(Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 59-60.
  45. Ibid., 71.
  46. “South American Division [Divisão Sul-Americana],” 2019 Annual Statistical Report(Silver Spring, MD.: Seventh-day Adventists Church, 2019), 20-21.
  47. "40 Madrugadas" é um projeto que visa incentivar o estudo da Bíblia e a oração nos primeiros momentos do dia, promovendo uma jornada de 40 dias de reavivamento espiritual. "Jornada espiritual de 40 dias de oração é destaque em jornal impresso,” 28 de março de 2017, acessado em 6 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2H3lmsq.
  48. Leonidas Verneque (secretário de comunicação/Executivo da USeB), por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 12 de setembro de 2019.
  49. Ata da 20ª Sessão Quinquenal da União Sudeste Brasileira, Petrópolis, RJ. 26-27 de novembro de 2017.
  50. “Pequeno Grupo é um encontro semanal de pessoas que, sob a coordenação de um líder, buscam o crescimento espiritual, relacional e evangelístico.” Portal de notícias da Igreja Adventista do Sétimo Dia., “Pequenos Grupos,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2NtcXj7.
  51. ADRA,“Minas Gerais,” acessado em 4 de abril de 2019; https://bit.ly/2QCUhBJ.
  52. ADRA,“Espírito Santo,” acessado em 4 de abril de 2019; https://bit.ly/2R2l6OU.
  53. ADRA,“Rio de Janeiro,” acessado em 4 de abril de 2019; https://bit.ly/2FACvJ8.
  54. “South American Division [Divisão Sul-Americana],” 2019 Annual Statistical Report(Silver Spring, MD.: Seventh-day Adventists Church, 2019), 20-21.
  55. Ibid.
  56. Decisão tomada pelo Conselho de Administradores e Diretores de Departamento da União Sudeste Brasileira nos dias 18-21 de agosto de 2019, na sede da União Sudeste Brasileira, na cidade de Petrópolis - RJ.
  57. Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente(Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editora, 2019), 1; referência direta ao título do livro produzido em comemoração aos 100 anos da União Sudeste Brasileira da Igreja Adventista do Sétimo Dia do Brasil.
  58. Portal de notícias da Igreja Adventista na América do Sul., “Igreja no Sudeste nomeia presidente,” notícias Adventistas, 18 de novembro de 2019; acessado em 12 de janeiro de 2020; https://bit.ly/2Tijhjm; Leonidas Verneque Guedes, Olhando Para Trás nos Movemos Para Frente (Maringá, PR: Massoni Gráfica e Editor, 2019), 84, 85. Para uma verificação mais detalhada de todos os presidentes, secretários e tesoureiros, ver Seventh-day Adventist Yearbooks[Anuários da IASD] de 1919 a 2019.
  59. Para mais informações sobre a União Sudeste Brasileira, consultar o site: https://useb.adventistas.org/; ou as redes sociais – Facebook, Instagram: @AdventistasSudeste; Twitter: @USeBiasd; e YouTube: Adventistas Sudeste.
×

Guedes, Leônidas Verneque, Renato Ferreira Silva. "Southeast Brazil Union Conference." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. November 01, 2021. Accessed June 13, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=FIC2.

Guedes, Leônidas Verneque, Renato Ferreira Silva. "Southeast Brazil Union Conference." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. November 01, 2021. Date of access June 13, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=FIC2.

Guedes, Leônidas Verneque, Renato Ferreira Silva (2021, November 01). Southeast Brazil Union Conference. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved June 13, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=FIC2.