View All Photos

 Latin-American Adventist Theological Seminary (Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia) building in 2019.

Photo courtesy of SALT-FADBA Archives, accessed on December 12, 2019, http://bit.ly/2RGBM0i.

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia - Campus FADBA

By Natan Fernandes Silva, and Nesias Joaquim dos Santos

×

Natan Fernandes Silva

Nesias Joaquim dos Santos

First Published: July 23, 2021

O Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT) é uma instituição da Igreja Adventista do Sétimo Dia, responsável pela educação teológica no território da Divisão Sul-Americana. O SALT é formado por oito campi regionais. Um deles atua no território da União Leste Brasileira (ULB) e é conhecido como SALT-FADBA por estar localizado na Faculdade Adventista da Bahia (FADBA), na Rodovia BR 101, km 197, CEP 44300-000, na vila de Capoeiruçu, no município de Cachoeira, estado da Bahia, Brasil.

Em 2020, o campus SALT-FADBA contava com 518 alunos (358 na graduação e 160 na pós-graduação) e 24 funcionários (dos quais 21 são professores e três são administradores). Além do bacharelado em Teologia, o seminário também oferece cursos de pós-graduação nas áreas de Missão Urbana, Aconselhamento Pastoral e Interpretação e Ensino da Bíblia, além do programa de Mestrado em Teologia.1

Acontecimentos que Levaram ao Estabelecimento da Instituição

No final do século 19, com a chegada da mensagem adventista ao Brasil, logo percebeu-se a necessidade de obreiros para evangelizar esse território.2 Com o rápido avanço da missão adventista, já em 1915, a Igreja Adventista estabeleceu Colégio da Conferência da União Brasileira dos Adventistas do Sétimo Dia, atualmente conhecido como Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-SP), em São Paulo, a fim de oferecer educação teológica e formação prática para obreiros adventistas. No entanto, alguns anos depois, com a expansão da obra adventista em todas as regiões do Brasil, ficou claro que a Igreja precisava de outra faculdade de Teologia para atender os alunos que não podiam viajar para São Paulo.3

Nas décadas de 1920 e 1930, as regiões norte, nordeste e parte do sudeste do Brasil eram administradas pela União Este Brasileira (UEB), atualmente conhecida como União Sudeste Brasileira (USeB). A fim de expandir a obra adventista em seu território, a UEB obteve a decisão favorável da igreja em 4 de novembro de 1936 para estabelecer uma nova escola de formação ministerial. Foi combinado que a escola deveria ser construída no centro da região administrada pela UEB, a saber, no nordeste do Brasil. Posteriormente, seguindo o relatório do Pastor Roger Altman, que estava encarregado de encontrar um local adequado para a escola, o voto foi reconsiderado e decidiu-se que o estado do Rio de Janeiro seria o melhor local para o novo colégio.4 Assim, a escola foi construída no município de Petrópolis, no Rio de Janeiro, a poucos quilômetros da sede da UEB5 na cidade de Niterói.6 A escola recebeu o nome de Instituto Educacional Agrícola de Petrópolis (IEAP) e foi inaugurada em 1939. Um ano após sua inauguração,7 o nome foi alterado para Instituto Teológico Adventista (ITA) e, posteriormente, para Instituto Petropolitano de Ensino, sendo atualmente denominado Instituto Petropolitano Adventista de Ensino (IPAE).8 Embora tenha alcançado resultados positivos no início, o colégio encerrou seu curso de Teologia em 1950.9

Com o crescimento populacional dos centros urbanos, impulsionado pelo rápido desenvolvimento industrial do Brasil, várias mudanças também aconteceram no setor educacional do país nas décadas de 1930 e 1940. Os efeitos também foram vistos na rede educacional adventista.10 Em 1942, a Missão Nordeste autorizou a compra de um terreno para a criação de uma escola na cidade de Belém de Maria, no estado de Pernambuco.11 Assim, foi fundado o Instituto Rural Adventista do Nordeste, que inicialmente oferecia classes até a 5ª série do ensino fundamental. As aulas começaram nos dias 20 e 21 de abril de 1943.12 No ano seguinte, a escola passou a se chamar Escola Intermediária de Belém de Maria, Pernambuco. Já em 1946, o nome Instituição Rural Adventista do Nordeste foi adotado. Em 1950, ocorreu outra mudança no nome e a escola passou a se chamar Educandário Nordestino Adventista (ENA).

Como o curso teológico do ITA foi encerrado em 1950, a UEB decidiu reabrir o programa de Teologia, dessa vez no Educandário Nordestino Adventista, visto que a localização dessa escola tinha potencial para atender alunos do norte do país. A reabertura ocorreu em 1957, e a escola de Teologia passou a se chamar Seminário de Teologia do Nordeste.13 O Educandário Nordestino Adventista oferecia os dois primeiros anos de Teologia. Para concluir o terceiro e o quarto ano do curso de Teologia, os alunos tinham que se mudar para o seminário de São Paulo (atual Unasp-SP). O professor Robert Dean Davis trabalhou para estabelecer um curso de Teologia completo, com quatro anos, no Educandário Nordestino Adventista. Com o passar dos anos, o número de alunos aumentou significativamente14 e, na década seguinte, a equipe de professores já estava bem consolidada. Alguns dos docentes eram: Amin Américo Rodor, Bruno e Virgínia Steinweg, Dorival Souza Lima, Eduardo Zurita, Ewaldo Oliveira, Gerald David Christman, Horne Pereira da Silva, José Monteiro de Oliveira, José Nóbrega, Modesto Marques de Oliveira, Renato Emir Oberg, Robert Dean Davis, José Carlos Ramos e José Maria Bertolucci.15

Em 1970, o Professor Robert Dean Davis criou o projeto Missão Enense, o primeiro do gênero nos seminários teológicos adventistas do Brasil.16 O projeto envolvia o planejamento e execução de séries evangelísticas públicas, envolvendo professores e estudantes de Teologia em cooperação com as igrejas locais. O projeto da Missão Enense ajudou futuros pastores a obter experiência no ministério que assumiriam após a formatura. Em 1971, cerca de 80 pessoas foram batizadas por meio do trabalho realizado pelos participantes da Missão Enense.17

Fundação da Instituição

Após quase uma década de funcionamento do Educandário Nordestino Adventista em Belém de Maria, algumas dificuldades que a escola vinha enfrentando desde a sua fundação intensificaram-se. Entre elas estavam serviços postais ineficientes, serviço telefônico ineficaz e estradas de acesso local muito precárias, que pioravam significativamente durante os períodos de chuva. A escola tinha que lidar frequentemente com enchentes causadas pelo transbordamento do rio Panelas, situação agravada pelo fato de esse rio passar perto dos edifícios escolares.18

Em 1977, após uma forte enchente, o Pastor Arthur Dassow, então diretor do Educandário Nordestino Adventista, informou aos alunos que o curso de Teologia seria transferido para outra região, no estado da Bahia. Ao receber a notícia, o estudante Emerico Café Ferreira conversou com um fazendeiro da cidade de Lage, no estado da Bahia, que estava disposto a vender sua fazenda para a escola.19 Porém, outra fazenda foi uma melhor opção – a Fazenda Capoeiruçu, com 340 hectares, localizada no município de Cachoeira, na Bahia.20 A fazenda foi comprada com o apoio do empresário Milton Afonso (dono da Assistência Internacional de Saúde Golden Cross), que financiou em grande parte o projeto.21 A fazenda foi adquirida em 21 de outubro de 1977, com o objetivo de fundar o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (IAENE, atual FADBA), que incluiria o seminário de Teologia. O lançamento da pedra fundamental ocorreu em 14 de outubro de 1979. Naquele ano, com a criação do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT-DSA), com sede em Brasília, o Seminário de Teologia do Nordeste foi incorporado ao SALT, passando a se chamar SALT-ENA.22

As aulas no IAENE começaram em março de 1980, com mais de 100 alunos matriculados no ensino fundamental. Em 1981, as novas instalações do SALT já estavam sendo usadas. Porém, a transferência do curso de Teologia do ENA para o IAENE não ocorreu até o final de 1986, tendo sua aula inaugural em 5 de março de 1987.23 Quando foi transferido para a Bahia, o Seminário atendia 199 alunos, matriculados no curso de bacharelado em Teologia e Religião (quatro anos) e no curso de Ensino Religioso e Instrutor Bíblico (dois anos).24 O primeiro diretor do novo seminário, que passou a se chamar SALT-IAENE, foi o Pastor Luiz Melo, que já exercia essa função no Seminário do ENA.25

Desde o princípio, o SALT-IAENE assumiu o propósito de oferecer formação teológica combinando as ênfases espiritual, intelectual, social e missiológica. Assim, a instituição adotou como declaração de missão “treinar teólogos, pastores e líderes, combinando teoria e prática em atividades de ensino, pesquisa e extensão, tendo a Bíblia como autoridade central para a reflexão teológica.” A visão da escola é “ser um referencial de excelência na educação teológica, visando a formação de líderes que demonstrem competências espirituais e intelectuais para o pleno exercício da atividade eclesiástica e para a proclamação do Evangelho de Jesus Cristo.”26

História da Instituição

Com as atividades desenvolvidas em um novo local, em novas instalações, surgiram outras oportunidades e, com elas, também vieram novos desafios. A instituição buscou se manter forte nas áreas de educação e divulgação missionária, e iniciou trabalhos nos segmentos de pesquisa e publicação. Em 1994, professores e alunos produziram as primeiras publicações. O Pastor Vilmar Emílio González foi o primeiro professor do SALT-IAENE a publicar um livro. Paralelamente, com a ajuda do professor Joaquim Azevedo, foi criado o Centro de Pesquisa de Literatura Bíblica (CePLIB, atual Editora do SALT – ESALT).27 No início, as publicações enfocavam as áreas de línguas bíblicas e exegese. Posteriormente, o CePLIB passou a incluir outros temas, produzindo obras como “Pequenos Grupos”, de Milton Torres, e “Grandes Soluções e Retratos da Natureza Humana”, de Tiago Torres.28

Em 9 de agosto de 1996, o primeiro Museu de Geociências da Igreja Adventista no Brasil foi inaugurado, projeto resultante de uma parceria entre IAENE e SALT, com apoio do Instituto de Pesquisa em Geociências da Associação Geral da IASD. A cerimônia inaugural foi conduzida pelo Dr. Carlos Steger, diretor do Instituto de Pesquisa em Geociências da Universidade de Loma Linda, nos Estados Unidos, e professor de ciências e religião na Universidade Adventista del Plata (UAP), na Argentina. Os pastores João Antônio Rodrigues Alves, coordenador do seminário, Clóvis Ferreira Bunzen, diretor geral do IAENE, e Carlos Gama Michel, professor de ciências e religião, estiveram presentes na cerimônia.29 Com o tempo, o Museu e seu acervo expandiram-se. Novas peças incluíam “fósseis de ovos de dinossauros e placas calcárias com peixes e filamentos de algas fossilizadas, entre outros materiais.”30

Em 1997, o SALT-IAENE deu início à Revista Teológica, que publicava artigos de sua comunidade acadêmica e de outros pesquisadores interessados.31 No ano seguinte, em 1998, foi criado o Grupo de Apoio ao Teologando (GATe). O Pastor Demóstenes Neves da Silva foi o idealizador e orientador desse projeto, e as ações do grupo visavam auxiliar na resolução de dificuldades financeiras enfrentadas pelos alunos. Atualmente, o GATe funciona como uma organização de apoio estudantil. Além de fornecer ajuda financeira direta, o GATe também incentiva os alunos a participar de atividades que os ajudem a custear seus estudos, tais como a colportagem.32

Em 1999, outras iniciativas foram inclusas na agenda do seminário. Por exemplo, em 1999, 2000 e 2001 foram realizadas as Semanas Teológicas, abordando os seguintes temas: “Os princípios básicos da interpretação profética”, “A natureza da igreja e sua missão” e “A relação da Igreja Adventista com a pós-modernidade”.33 As Semanas Teológicas ainda são realizadas anualmente e atraem grande interesse por parte dos alunos.

As primeiras turmas do programa de Mestrado em Teologia começaram em dezembro de 2000, com uma classe de 48 alunos. O Pastor Luiz Nunes (ex-diretor do seminário) e o Pastor Wilson Endruveit (ex-reitor do SALT-DSA) foram fundamentais para a abertura dos estudos de mestrado. Em 2005, 35 alunos se formaram na primeira turma de alunos de mestrado, e a segunda turma de 43 alunos se formou em 2010.34

Em 2000, a Revista Exegética, um periódico online, foi criada pelo ex-aluno José Hadson Gomes de Araújo. O último número foi publicado em 2004.35 Em 2001, a Revista Hermenêutica foi publicada por iniciativa do Pastor Joaquim Azevedo. A revista publicava artigos no campo da exegese e hermenêutica bíblicas. Em 2003, a primeira edição da Revista Teológica foi publicada.36

Em junho de 2001, representantes do Ministério da Educação visitaram o IAENE para avaliar o curso de Teologia após o pedido de credenciamento do seminário.37 O credenciamento foi aprovado e publicado na Portaria nº 1.402 do MEC em 9 de maio de 2002, e no Diário Oficial da União em 13 de maio de 2002. O SALT-IAENE foi a primeira instituição adventista no Brasil a ter seu programa de Teologia reconhecido pelo governo.38 Em 2002, o nome do IAENE foi alterado para o seu nome atual – Faculdade Adventista da Bahia (FADBA), e, portanto, a sede regional do seminário passou a se chamar Seminário Latino-Americano de Teologia - Campus FADBA, ou SALT-FADBA.39

Nos anos seguintes, o seminário continuou com novos projetos e atividades estudantis. A administração do SALT-FADBA criou o Grupo de Oração dos Teologandos (GOTe) com o objetivo de dar melhor apoio espiritual aos seminaristas e incentivá-los a praticar a oração como parte de seu estilo de vida. A iniciativa deu certo e o GOTe se tornou um projeto permanente. Ele continua a fornecer meios de fortalecer o relacionamento pessoal dos alunos com Deus e promover relacionamentos sociais e familiares saudáveis. O GOTe realiza várias atividades, tais como cultos matinais, vigílias e grupos de oração.40

No âmbito acadêmico, o seminário deu continuidade à realização de eventos que beneficiam professores, alunos e a comunidade. Em parceria com o Museu de Geociências, foi organizado, em setembro de 2003, o Segundo Encontro Criacionista da FADBA. Em fevereiro de 2006, o Primeiro Simpósio Nacional de Crescimento da Igreja foi organizado em parceria com a Divisão Sul-Americana.41 Além de realizar eventos, o SALT-FADBA participou do programa de intercâmbio de professores com o Instituto Tecnológico Superior Adventista do Equador e a Universidade Adventista de Moçambique. Em 2008, por exemplo, os professores do SALT-FADBA lecionaram ciências e Bíblia, grego intermediário e soteriologia no Instituto Tecnológico Superior Adventista do Equador.42

Em 2010, o SALT-FADBA contava com 410 alunos. Com o objetivo de preparar melhor esses alunos para o campo missionário, em 2011 o seminário passou a oferecer um programa de pós-graduação de dois anos em Missiologia. O programa oferece três linhas de pesquisa: Missão Urbana; Aconselhamento Pastoral; e Interpretação e Ensino da Bíblia. Ele é credenciado pelo governo brasileiro e pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.43

Para estimular a pesquisa de pós-graduação, a Revista Práxis Teológica foi lançada em 2011 por iniciativa do professor Adenilton Tavares Aguiar. O primeiro número da Praxis foi lançado em colaboração com o Décimo Seminário de Filosofia das Origens, realizado pelo SALT-FADBA em parceria com o Museu de Geociências. Ao mesmo tempo em que incentiva a pesquisa acadêmica, o seminário busca envolver a comunidade acadêmica com a comunidade em geral e também com a igreja. Assim, em 2012, a escola promoveu o Segundo Simpósio de Pequenos Grupos, com a temática de como os pequenos grupos ajudam no cumprimento da missão nos tempos atuais.44 Em 2013, o simpósio teve como foco as questões das origens e apresentou a perspectiva criacionista, a partir de uma perspectiva multidisciplinar. No simpósio, que contou com a presença de quase duas mil pessoas, houve o lançamento do livro Criacionismo no Século XXI: uma abordagem multidisciplinar, organizado pelo professor Wellington Silva.45

Em 2015, o SALT-FADBA atingiu o número de 495 alunos matriculados. O crescente número de matrículas, juntamente com os vários programas e eventos, deu à escola reconhecimento e importância entre as faculdades de Teologia adventista na Divisão Sul-Americana e na igreja em geral. Em novembro de 2017, por exemplo, o seminário sediou a reunião anual do Comitê de Pesquisa Bíblica da Divisão Sul-Americana, um ramo do Instituto de Pesquisa Bíblica da Associação Geral.46 O evento, que é realizado anualmente, reuniu teólogos de oito países sul-americanos, bem como os representantes do Comitê e professores de universidades adventistas de todo o mundo. O tópico principal foi o discipulado a partir das perspectivas bíblica, teológica e prática.47

Papel Histórico da Instituição

Desde o seu estabelecimento, o SALT-FADBA tem impactado positivamente o avanço do ministério pastoral adventista no estado da Bahia e no nordeste do Brasil, bem como no Brasil e na América do Sul e até mesmo além do continente. Valorizando uma formação que une teoria e prática na preparação dos alunos para o ministério, a faculdade alia os conteúdos apresentados em sala de aula com a experiência pastoral em campo. Assim, o SALT-FADBA oferece a seus professores e alunos a oportunidade de participar de várias atividades missionárias, tais como evangelismo de uma semana; evangelismo de três meses; semana teológica anual; estágios supervisionados; semanas de oração; simpósios; seminários; treinamentos; cursos; e palestras. O Instituto de Crescimento de Igreja e a Missão Iaenense são dois grupos importantes da escola, que promovem e gerenciam atividades missionárias.

O Instituto de Crescimento de Igreja promove treinamento, orientação e apoio aos líderes da igreja local, desenvolvendo e fornecendo materiais e recursos evangelísticos.48 O Instituto também produz material bibliográfico, que é usado nos programas de treinamento oferecidos pelo SALT-FADBA em conjunto com as igrejas locais. Alguns desses materiais são: Guia de Plantio de Igreja (2007), Diagnose (2008), Manual para Evangelistas (2009), 21 Dias de Poder (2011), Vidas Que Pregam (2012) e Uma Igreja Que Cresce (2012).49

A Missão Iaenense, que é liderada pela administração do SALT e pelos alunos do último ano, promove ampla interação e integração entre a escola e as igrejas locais no estado da Bahia e estados vizinhos.50 Como resultado dessa iniciativa, nos anos de 2014 e 2015, os estudantes de Teologia participaram ativamente do Projeto Antioquia, cujo objetivo principal era auxiliar o crescimento da Igreja a nível nacional. Como resultado, 5.117 pessoas foram batizadas e novas igrejas foram abertas. Em 2015 e 2016, um grupo de alunos foi enviado para a Inglaterra, onde cinco novos membros foram batizados; outro grupo foi enviado para o continente africano, contribuindo ali para o batismo de mais de 400 pessoas.

Em 2019, os alunos do SALT-FADBA realizaram estágio na área de evangelismo público e conduziram séries evangelísticas em todas as cinco regiões do Brasil, contribuindo com o número de 2.367 novos membros batizados. O maior número de pessoas alcançadas foi na região da sede do seminário, a União Leste Brasileira, com 809 novos batismos. Por meio destas e de outras iniciativas, o SALT-FADBA permanece engajado na missão adventista.

Cronologia dos Diretores51

Seminário de Teologia do Nordeste (1957-1979)

João Bork (1957-1959); Waldemar Gröschel (1959-1961); Robert Dean Davis (1962-1963); Modesto Marques de Oliveira (1963-1968); Robert Dean Davis (1968-1972); Arthur Dassow (1972-1975); Elias G. Gomez (1975-1976); Horne P. Silva (1976-1979).

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia – ENA (1979-1987)

Antônio Moisés de Almeida (1979-1981); Ronald L. Wearner (1981-1984); Luiz S. Melo (1984-1990).

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia – IAENE (1987-2002)

Luiz S. Melo (1984-1990); Ramón Araújo Cuevas (1991); José Carlos Ramos (1992-1993); Luiz Nunes (1994-1995); João Antônio Rodrigues Alves (1996); Elias Brasil de Souza (1997-1999); Luiz Nunes (2000-2001); Clóvis Ferreira Bunzen Júnior (2002).

 Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia – FADBA (2002-atual)

Ozeas Caldas Moura (2003-2005); Elias Brasil de Souza (2006-2010); Jolivê Rodrigues Chaves (2011-2013); Leonardo Godinho Nunes (2014-atual).52

Referências

“1° Encontro Sul-Americano de Professores Adventistas de Nível Superior Realizado no IAE.” Revista Adventista, nº 9, ano 83, setembro de 1987.

“I Simpósio Nacional de Crescimento de Igreja.” Faculdade Adventista da Bahia, Cachoeira, BA: Instituto de Crescimento de Igreja, 2006.

Anjos, Monique dos, e Cássio Medeiros. “Simpósio discute filosofia e ensino das origens.” Notícias Adventistas (Online), 17 de maio de 2013.

Augusto, Carlos. “Museu de Geociências é reinaugurado no SALT-IAENE, em Cachoeira.” Jornal Grande Bahia (Online), 3 de junho de 2013.

Bérgamo, Fábio. “IAENE faz aniversário e festeja a consolidação do Ensino Superior.” Revista Adventista, nº 12, ano 98 (dezembro de 2002).

Bérgamo. Fábio. “SALT-Nordeste é autorizado a oferecer diploma de Teologia.” Revista Adventista, nº 6, ano 98 (junho de 2002).

Castellani, Oscar. “Na Escola Adventista de Belém.” Revista Adventista, nº 1, ano 39 (janeiro de 1944).

Da redação. “Brasil tem 102 novos mestres em Teologia.” Revista Adventista, ano 100, nº 9, (setembro de 2005).

Davis, Robert Dean. “Uma Fonte no Árido Nordeste Brasileiro.” Revista Adventista, nº 10, ano 67 (outubro de 1972).

Dourado, Jessé. “Vinte e cinco anos de luta e glória.” Revista Adventista, nº 12, ano 63, (dezembro de 1968).

“E.N.A. – Uma Luz no Agreste Pernambucano.” Revista Adventista, nº 05, ano 69, maio de 1974.

Faculdade Adventista da Bahia. http://www.adventista.edu.br/.

GOTE - Grupo de Oração e Testemunho. http://gote-SALT.blogspot.com/.

“IAENE Hoje.” Revista Teológica, maio de 1997.

Instituto de Crescimento de Igreja. https://bit.ly/31tUQmL.

Kidder, Joseph. “A Presença de Deus em Minha Vida, Um Retiro Espiritual.” Concílio da Missão IAENEnse, 2012 (programa impresso).

Lessa, R. “Concílio de Obreiros da Missão Bahia-Sergipe.” Revista Adventista 73, nº 3 (março de 1978).

Oberg, Renato Emir e Tercio Sarli (org). “Breve relato da minha vida, Minha vida de pastor.” Goiânia: Certeza Editorial, 2007.

Peres, Joubert Castro e Fabiana Amaral. “O ensino teológico no Brasil.” In: A Educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres, organizado por Alberto Timm. Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004.

“Portaria no. 1.402, de 9 de maio de 2002.” Diário Oficial da União, nº 90, ano 139, 13 de maio de 2002.

Regimento Institucional: Aprovado pelo Conselho Superior do SALT, votação do CS, 2012/05. Cachoeira, BA, 2012.

“Regimento Institucional.” UNeB/SALT. Cachoeira, BA: Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia, 2012.

Revista Hermenêutica. https://bit.ly/3jcQtTM.

Salvador, Gessimar Lucas. “História da União-Brasileira.” Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1986.

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia - FADBA. https://bit.ly/3jbEaan.

Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia. https://www.adventistas.org/pt/SALT/.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da IASD]. Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 1989.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da IASD]. Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2019.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da IASD]. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1939.

Silva, Corino Pires da. “Primeira Formatura do IAENE.” Revista Adventista, nº 2, ano 76 (fevereiro de 1981).

Silva, Demóstenes Neves da. “Curso Livre de Teologia, IAENE.” Carta aberta aos Campos e Instituições da UNeB, 2003.

Silva, Natan Fernandes e Nesias Joaquim dos Santos. Contando nossa história. Salvador, BA: EGBA Gráfica e Editora, 2016.

Silva, Natan Fernandes. História do SALT. Cachoeira, BA: Editora CePLIB, 2015.

Stencel, Renato e William Edward Timm. “Histórico da Faculdade Adventista de Teologia no Brasil.” Engenheiro Coelho, SP: Centro Nacional da Memória Adventista do Brasil, 2015.

Tamandaré, Walter. “Instituto Adventista de Ensino do Nordeste.” Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1986.

Timm, Alberto (editor). A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres. Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004.

Notas de Fim

  1. Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia - FADBA, “Pós-graduação,” acessado em 28 de setembro, 2020,https://bit.ly/3cGCQJP.
  2. Natan Fernandes Silva e Nesias Joaquim dos Santos, Contando nossa história (Salvador, BA: EGBA Gráfica e Editora, 2016), 36.
  3. Alberto Timm (editor), A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 173.
  4. , 139, 173.
  5. “East Brazil Union Mission [União Leste Brasileira],” Seventh-day Adventist Yearbook(Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1939), 182.
  6. Natan Fernandes Silva, História do SALT (Cachoeira, BA: Editora Ceplib, 2015), 12.
  7. Gessimar Lucas Salvador, “História da União-Brasileira” (Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1986), 12.
  8. Alberto Timm (org), A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 139.
  9. Gessimar Lucas Salvador, “História da União-Brasileira” (Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1986), 12.
  10. Renato Stencel e William Edward Timm, “Histórico da Faculdade Adventista de Teologia no Brasil” (Engenheiro Coelho, SP: Centro Nacional da Memória Adventista do Brasil, 2015), 20.
  11. Joubert Castro Peres e Fabiana Amaral, “O ensino teológico no Brasil,” inA Educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres, org. Alberto Timm (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 139; Gessimar Lucas Salvador, “História da União-Brasileira” (Monografia, Instituto Adventista de Ensino, 1986), 12.
  12. Oscar Castellani, “Na Escola Adventista de Belém,” Revista Adventista, nº 1, ano 39 (janeiro de 1944): 8, 9.
  13. Joubert Castro Peres e Fabiana Amaral, “O ensino teológico no Brasil,” inA Educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres, org. Alberto Timm (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 139, 141; Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “História,” acessado em 11 de dezembro, 2019, https://bit.ly/32qywK0.
  14. Robert Dean Davis, “Uma Fonte no Árido Nordeste Brasileiro,” Revista Adventista, nº 10, ano 67 (outubro de 1972): 13.
  15. Renato Emir Oberg e Tercio Sarli (eds), “Breve relato da minha vida, Minha vida de pastor” (Goiânia: GO, Certeza Editorial, 2007), 420.
  16. “ENA - Uma Luz no Agreste Pernambucano,” Revista Adventista, nº 05, ano 69, maio de 1974, 18; Robert Dean Davis, “Uma Fonte no Árido Nordeste Brasileiro,” Revista Adventista, nº 10, ano 67 (outubro de 1972): 13.
  17. Robert Dean Davis, “Uma Fonte no Árido Nordeste Brasileiro,” Revista Adventista, nº 10, ano 67 (outubro de 1972): 13.
  18. Jessé Dourado, “Vinte e cinco anos de lutas e glória,” Revista Adventista, nº 12, ano 63 (dezembro de 1968): 22.
  19. Emerico Café Ferreira (ex-aluno da FADBA), entrevistou Nesias Joaquim dos Santos, s.d.
  20. Lessa, “Concílio de Obreiros da Missão Bahia-Sergipe”, Revista Adventista 73, nº 3 (março de 1978): 29-30.
  21. Faculdade Adventista da Bahia, “História da FADBA,” acessada em 7 de julho de 2019, https://bit.ly/2GT2mwZ.
  22. Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “História,” acessado em 28 de setembro, 2020, https://bit.ly/32qywK0 Corino Pires da Silva, “Primeira Formatura do IAENE,” Revista Adventista, nº 2, ano 76 (fevereiro de 1981): 29.
  23. Corino Pires da Silva, “Primeira Formatura do IAENE”, Revista Adventista, nº 2, ano 76 (fevereiro de 1981): 29.
  24. “1° Encontro Sul-Americano de Professores Adventistas de Nível Superior Realizado no IAE,” Revista Adventista, nº 9, ano 83, setembro de 1987, 19.
  25. Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “História,” acessado em 11 de dezembro de 2019, https://bit.ly/32qywK0; Natan Fernandes Silva, História do SALT (Cachoeira, BA: Editora Ceplib, 2015), 25.
  26. Regimento Institucional: Aprovado pelo Conselho Superior do SALT, votação do CS, 2012/05 (Cachoeira, BA, 2012), 4.
  27. Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “História,” acessado em 11 de dezembro, 2019, https://bit.ly/32qywK0.
  28. Alberto Timm (org), A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 143.
  29. Carlos Gama Michel (ex-professor da FADBA), mensagem de e-mail para Natan Fernandes Silva, 13 de novembro, 2012.
  30. Carlos Augusto, “Museu de Geociências é reinaugurado no SALT-IAENE, em Cachoeira,” Jornal Grande Bahia, 3 de junho, 2013, acessado em 10 de junho, 2020, https://bit.ly/3hdDfW9.
  31. “IAENE hoje,” Revista Teológica, maio 1997, 2.
  32. Aguinaldo Leônidas Guimarães (mestre em Teologia), mensagem via Facebook a Natan Fernandes Silva, 4 de novembro, 2012.
  33. Demóstenes Neves da Silva (ex-professor do SALT-FADBA), entrevistado por Natan Fernandes Silva em 5 de novembro, 2012.
  34. Alberto Timm (org), A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 145; Aiana Guimarães Matias (assistente da Secretaria Geral da FADBA), entrevistada por Natan Fernandes Silva, Cachoeira, Bahia, 20 de novembro de 2012; Da redação, “Brasil tem 102 novos mestres em Teologia,” Revista Adventista, ano 100, nº 09 (setembro de 2005): 35.
  35. Alberto Timm (org), A educação adventista no Brasil: uma história de aventuras e milagres (Engenheiro Coelho, SP: Unaspress, 2004), 145.
  36. Revista Hermenêutica, “Sobre a Revista,” acessado em 9 de junho, 2020, https://bit.ly/2XOEGTg.
  37. Fábio Bérgamo. “SALT-Nordeste é autorizado a oferecer diploma de Teologia”, Revista Adventista, nº 6, ano 98 (junho de 2002): 33.
  38. “Portaria no. 1.402, de 9 de maio de 2002,” Diário Oficial da União, nº 90, ano 139, 13 de maio de 2002, 16.
  39. Fábio Bérgamo, “IAENE faz aniversário e festeja a consolidação do Ensino Superior,” Revista Adventista, nº 12, ano 98 (dezembro de 2002); 23.
  40. GOTE - Grupo de Oração e Testemunho, “Objetivos do Gote” [Objetivos do GOTE], acessado em 26 de agosto, 2020, https://bit.ly/2TwM69W.
  41. “I Simpósio Nacional de Crescimento de Igreja,” Faculdade Adventista da Bahia, Cachoeira, BA: Instituto de Crescimento de Igreja, 2006.
  42. Aiana Guimarães Matias (assistente da Secretaria Geral da FADBA), entrevistada por Natan Fernandes Silva, Cachoeira, Bahia, 20 de novembro, 2012.
  43. Ibid.
  44. Ibid.
  45. Monique dos Anjos e Cássio Medeiros, “Simpósio discute filosofia e ensino das origens,” Notícias Adventistas [Notícias Adventistas], 17 de maio, 2013, acessado em 31 de agosto, 2020, https://bit.ly/3jwkz4s.
  46. O Instituto de Pesquisa Bíblica é um escritório da Igreja Adventista mundial cuja função é aconselhar a Igreja em questões bíblicas, doutrinárias e teológicas, trabalhando em diferentes áreas para fortalecer a unidade teológica da Igreja no mundo. Wiliane Passos, “Teólogos reforçam a importância do discipulado,” Notícias Adventistas, 3 de novembro de 2017, acessado em 31 de agosto de 2020, https://bit.ly/31Grhi7.
  47. Wiliane Passos, “Teólogos reforçam a importância do discipulado,” Notícias Adventistas, 3 de novembro de 2017, acessado em 31 de agosto de 2020, https://bit.ly/31Grhi7.
  48. “Regimento Institucional,” UNeB/SALT (Cachoeira, BA: Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia, 2012).
  49. Instituto de Crescimento de Igreja, “Quem somos,” acessado em 12 de dezembro de 2019, https://bit.ly/2UvyWMg.
  50. Joseph Kidder, “A Presença de Deus em Minha Vida, Um Retiro Espiritual.” Concílio da Missão Iaenense, 2012 (programa impresso).
  51. Luiz Nunes (ex-professor do SALT-FADBA), entrevistado por Natan Fernandes Silva, 15 de janeiro de 2009; “Northeast Brazil College: Theological Seminary [Educandário Nordestino Adventista: seminário teológico],” Seventh-day Adventist Yearbook (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 1989), 407; “Bahia Adventist College: Theological Seminary [Faculdade Adventista da Bahia: seminário teológico],” Seventh-day Adventist Yearbook (Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2019), 442.
  52. Para mais informações sobre o SALT-FADBA, consulte o site: http://SALT.adventista.edu.br/ ou suas redes sociais – Facebook: @seminarioadventistafadba, Instagram: @saltfadba, Twitter: @SALT_FADBA e YouTube: Faculdade Adventista da Bahia.
×

Silva, Natan Fernandes, Nesias Joaquim dos Santos. "Latin American Adventist Theological Seminary - FADBA Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 23, 2021. Accessed June 18, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GOR.

Silva, Natan Fernandes, Nesias Joaquim dos Santos. "Latin American Adventist Theological Seminary - FADBA Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. July 23, 2021. Date of access June 18, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GOR.

Silva, Natan Fernandes, Nesias Joaquim dos Santos (2021, July 23). Latin American Adventist Theological Seminary - FADBA Campus. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved June 18, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=3GOR.