View All Photos

College Building on IAP campus.

Photo courtesy of SALT-IAP Archives.

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia – Campus IAP

By Márcio Donizeti da Costa

×

Márcio D. Costa, Ph.D. (Andrews University), is a professor of Church History and Systematic Theology at the Theological Seminary in the Paraná Adventist College, Brazil.   

First Published: January 8, 2022

O Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT) é uma instituição da Igreja Adventista do Sétimo Dia, responsável pela educação teológica na Divisão Sul Americana. O SALT é composto de oito campi regionais. Um deles funciona no território da União Sul Brasileira e é conhecido como SALT-IAP, visto que está localizado no Instituto Adventista Paranaense (IAP), na Estrada PR-317, Campo Mourão, Km 119 - Gleba Paiçandu, Lote 80, CEP 87130-000, zona rural de Ivatuba, Paraná, Brasil.

Acontecimentos que Levaram à Fundação da Instituição

A história do SALT-IAP remonta aos avanços da obra adventista no sul do Brasil na década de 1930. Em 1935, o sonho de construir escolas fundamentadas na educação cristã para a formação de missionários tornou-se realidade quando o Colégio Benedito Novo foi fundado no município de Benedito Novo, no estado de Santa Catarina. Em 1939, a escola foi transferida para o município de Butiá, no estado do Paraná. As aulas eram ministradas em inglês e alemão, e a escola permaneceu fiel às suas raízes cristãs. Em 1947, a escola foi transferida para um novo local, a cerca de 15 km de distância do centro de Curitiba.1

Com a expansão da obra nas regiões sul do Brasil, mais missionários e evangelistas precisavam ser formados. No final de 1957, a Associação Paranaense organizou o evento "120 de Hoje" a fim de formar novos missionários e fortalecer a missão adventista.2 O evento ocorreu no Salão Nobre do Colégio Estadual do Paraná. Nessa ocasião, 53 membros adventistas receberam capacitação. Esse projeto assinalou a importância da capacitação para o serviço missionário.3

Mais tarde, em 1964, a escola teve o seu nome alterado para Instituto Adventista Paranaense. Ela teve de ser deslocada para Ivatuba, no interior do Paraná, porque o seu antigo campus em Curitiba havia sido desapropriado pelo governo. Na nova localização, a escola passou por considerável crescimento estrutural.4 Em 1966, foram construídas novas instalações para acomodar o número crescente de alunos, e reformas foram feitas nos dormitórios e na entrada da escola.5

O trabalho de formação missionária continuou sendo realizado pelo IAP em parceria com a administração da Associação Paranaense. De 23 a 31 de outubro de 1970, os pastores Rodolpho Belz e Cláudio Belz conduziram com sucesso uma Semana de Oração no campus, motivando e capacitando a comunidade para o envolvimento evangelístico.6 Com o mesmo objetivo, professores e colportores realizaram várias conferências em todo o Paraná nos anos seguintes. Uma delas aconteceu no IAP de 19 a 23 de janeiro de 1973, reunindo mais de 300 representantes de quase todas as igrejas do Paraná.7 Nessas ocasiões, foi dada especial atenção à preparação de líderes para realizar a obra missionária.

Em meados da década de 1980, o crescimento da obra adventista foi evidente em todas as áreas da região sul do Brasil,8 resultando na reorganização do território da então União Sul Brasileira, que em 1985 foi dividida em dois campos missionários. A antiga União teve seu status alterado para União Central Brasileira (UCB) e foi encarregada de liderar o trabalho no sul do país. Após a reorganização, a pregação da mensagem adventista expandiu-se nas regiões sul e centro-oeste do Brasil. Entre 2000 e 2005, houve um crescimento de 20% no número de membros da União Sul Brasileira, o que exigiu uma nova reorganização do território, dando origem à União Centro-Oeste Brasileira (UCOB). Em 2006, a Associação de Credenciamento Adventista (em inglês, Adventist Accrediting Association – AAA) da Associação Geral da IASD sugeriu o estabelecimento do curso de Teologia no IAP a fim de atender à demanda por educação teológica decorrente do crescimento da igreja nas duas uniões recém-organizadas.9

Em 2008, a AAA incluiu o pedido de credenciamento do SALT-IAP no seu relatório oficial. O processo de credenciamento teve início em 2010 com a chegada de Marlinton Lopes, o novo presidente da União Sul Brasileira, e mais tarde Gilberto Damasceno como diretor geral do IAP.10 A escola contou com a ajuda de Noeli Cibely dos Santos, a diretora acadêmica do IAP, e de Marta Maria Balbe Pires, a diretora de extensão acadêmica do IAP, para a criação do programa de Teologia. A recomendação da AAA foi articulada pelo então diretor de educação da União Sul Brasileira, que também buscava reforçar o ensino superior do IAP. A sede do SALT na Divisão Sul-Americana ajudou com os procedimentos internos de documentação, além de cooperar no processo de escolha dos professores.11

Fundação da Instituição

No início de 2012, a União Sul Brasileira e a União Centro-Oeste Brasileira elaboraram um plano financeiro para a reforma da infraestrutura do IAP como parte dos preparativos para a inauguração do novo campus regional do SALT. A inauguração do curso de Teologia foi planejada para janeiro de 2015. Para esse fim, em maio de 2012, foi formada uma equipe de construção sob a liderança de Darci Goulart. Davi Contri, diretor financeiro da União Sul Brasileira, coordenou os investimentos financeiros em parceria com a União Centro-Oeste Brasileira, enquanto Eliezer Wesley Santos cuidou da execução administrativa no IAP.12 Devido ao apoio recebido da Associação Geral e à rapidez inesperada com que a autorização para o funcionamento do curso foi obtida do Ministério da Educação e Cultura, a inauguração do SALT-IAP foi antecipada para janeiro de 2014.13

A aula inaugural ocorreu às 10h do dia 17 de fevereiro de 2014, quando o Dr. Ángel Manuel Rodriguez, antigo diretor do Instituto de Pesquisa Bíblica (BRI) da Associação Geral, deu a primeira aula para uma turma de 60 alunos. O programa de Teologia foi credenciado no mesmo ano em que o IAP completou 75 anos de existência, ocasião ideal para o evento comemorativo, cujo tema foi "Construindo uma história juntos." Cerca de 500 pessoas estiveram presentes, incluindo estudantes, membros da comunidade e visitantes, bem como representantes civis de Ivatuba e Floresta e o comandante da Polícia Rodoviária Federal. Desde o início, o SALT-IAP estabeleceu como objetivo principal a aplicação dos princípios filosóficos educacionais adventistas com foco na missão e no serviço.14

As atividades iniciais do SALT-IAP começaram no andar do meio do prédio de aulas, em um espaço que era compartilhado com o curso de Enfermagem. A primeira mesa administrativa tinha dois pastores – Márcio D. Costa, transferido da cidade de Belém do Pará em meados de 2013, assumiu o papel de coordenador do programa de Teologia; e Paulo Clézio dos Santos, transferido da Bolívia, tornou-se diretor do SALT-IAP no final de 2013.15 Eles também foram os dois primeiros professores de Teologia.16

A criação do Seminário de Teologia do IAP proporcionou ao campus e às comunidades no entorno um crescimento há muito desejado. O internato, que era predominantemente habitado por estudantes do ensino médio, começou gradualmente a receber estudantes de Teologia, que trouxeram uma nova dinâmica à rotina do campus.17 Os alunos do seminário aproveitaram a oportunidade para exercer influência positiva e ajudar a expandir a mensagem adventista dentro do colégio.18 Os professores e estudantes do seminário têm estado fortemente envolvidos nas atividades regulares da igreja, tais como cultos, escolas sabatinas, semanas de oração e campanhas evangelísticas.

Assim, desde o início, o SALT-IAP procurou pôr em prática a sua declaração de missão, que é " preparar pastores para o contexto urbano da sociedade, levando em conta os desafios de evangelização nas cidades e em comunidades que enfrentam os dilemas do secularismo." Como instituição adventista, o seu objetivo "é encontrar métodos que possibilitem o cumprimento da missão, sem descaracterizar a igreja e sua mensagem."19

História da Instituição

Nos anos seguintes, o campus foi expandido para acomodar mais alunos e professores. Em 2015, Sidnei Mendes veio de Manaus para coordenar as atividades de Teologia Aplicada e os estágios. No mesmo ano, 115 estudantes foram matriculados no curso de Teologia, número que cresceu para 151 estudantes em 2016.20 Para ajudar os alunos nas suas pesquisas e trabalhos acadêmicos, foi inaugurada em agosto de 2016 a nova biblioteca do IAP, com dois mil metros quadrados. A biblioteca tinha 43 mil títulos, incluindo obras raras, como uma cópia da Bíblia espanhola de 1884.2

Em 2017, o SALT-IAP tinha 204 alunos e teve que deslocar as suas turmas do andar do meio para o andar superior do prédio de aulas. A biblioteca do campus, que até então funcionava nesse andar, foi transferida para um novo edifício. Em 2017, as salas de aula e escritórios da escola foram reformadas. Em novembro do mesmo ano, o Ministério da Educação avaliou o programa de Teologia.22 Foram avaliados o corpo docente, a infraestrutura, acervo literário e acessibilidade. Após dois dias de avaliação, o curso de Teologia recebeu a nota máxima dada aos programas de ensino superior no Brasil.

Em 15 a 17 de dezembro de 2017, foi realizada a primeira cerimônia de graduação do SALT-IAP, com 37 graduados em Teologia. A maioria dos graduados era das regiões centro-sul e centro-oeste do Brasil. A formatura ocorreu na igreja do campus e foi dividida em três cerimônias conjuntas. Primeiro, houve uma celebração para as esposas dos formandos que haviam concluído um curso da Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM).23 Depois, houve um culto de gratidão e, em seguida, a cerimônia de graduação. O evento contou com a presença de pais, familiares, amigos, membros da comunidade, administradores da Divisão Sul-Americana, da União Sul Brasileira e da União Centro-Oeste Brasileira, e do presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Paraguai.24 Os graduados em Teologia foram chamados para trabalhar na Igreja Adventista como pastores, capelães de escolas, assistentes de evangelismo e publicação, e obreiros bíblicos.25

Em 2018, a grade curricular do SALT-IAP foi modificada a fim de expandir a qualificação pastoral dos estudantes para o serviço à igreja. O SALT-IAP passou a oferecer especializações nas áreas pastoral, administração e capelania escolar.26 No mesmo ano, o colégio tinha 191 alunos. João Luís Marcon assumiu a liderança do seminário, e Fabiano Mendes tornou-se o coordenador do curso de Teologia. Com os ajustes na matriz curricular, o SALT-IAP conseguiu preparar melhor os futuros pastores para aspectos específicos da obra da igreja, incluindo os ministérios educacional, administrativo e de publicações.27 O Ministério da Educação brasileiro aprovou a licenciatura em Teologia em 3 de dezembro de 2019. Essa aprovação governamental implicou que os estudantes de Teologia podiam continuar a sua formação em outras escolas credenciadas pelo governo e dar aulas de religião em escolas públicas e privadas. O SALT-IAP foi o primeiro no Brasil a receber tal autorização, o que expande as oportunidades profissionais dos graduados.28

Papel Histórico da Instituição

No SALT-IAP, um dos maiores valores oferecidos pela educação teológica é o aprofundamento do conhecimento doutrinário, bem como as atividades teológicas práticas a serviço da Igreja Adventista. Os professores com diferentes conhecimentos estão unidos nesse propósito. A colaboração entre o corpo docente e a administração facilitou significativamente o desenvolvimento institucional e acadêmico. A confiança e boa relação entre os administradores do SALT-IAP e da União Sul Brasileira, da União Centro-Oeste Brasileira e da Associação Norte Paranaense proporcionaram um ambiente favorável para o desenvolvimento de um trabalho bem conceituado.

Um dos projetos desenvolvidos pelo SALT-IAP, em parceria com a Associação Norte Paranaense, foi o projeto "Impacto 2015 Maringá e região". Por meio desse projeto, os estudantes do seminário de Teologia conduziram reuniões evangelísticas de reavivamento em 15 cidades da região, resultando em 15 semanas de batismos entre maio e junho. Durante esse período, os estudantes realizaram reuniões semanais nas igrejas a fim de preparar os membros para o evangelismo.29 Como resultado do trabalho realizado pelos membros adventistas e pelos estudantes SALT no projeto Impacto Maringá, centenas de pessoas reuniram-se para assistir ao encerramento do programa. Três pessoas, que receberam estudos bíblicos dos estudantes de Teologia, foram batizadas nessa ocasião. O projeto do Impacto Maringá se estendeu até dezembro. As pessoas que receberam estudos bíblicos continuaram sendo visitadas pelos estudantes do SALT até a segunda quinzena de dezembro daquele ano.30

O trabalho missionário no cenário brasileiro diversificado expôs os estudantes do SALT-IAP a várias culturas e ajudou-os a aprender a interagir com pessoas de diferentes origens culturais e religiosas. Essa experiência inestimável ajudou os estudantes a estarem mais bem preparados para o ministério em diferentes locais.31

Os estudantes e professores do SALT-IAP têm procurado servir a outros estudantes do campus e trabalhar em estreita colaboração com os pastores e membros adventistas da região. Além de palestras e seminários para os membros e líderes das igrejas na União Sul Brasileira e União Centro-Oeste Brasileira, o SALT-IAP estabeleceu programas de extensão teológica e religiosa a fim de proporcionar formação aos membros e administradores leigos das igrejas.32

Planos Futuros

Os planos do SALT-IAP envolvem a expansão do currículo e pesquisa acadêmicos para atender às necessidades da União Sul Brasileira. O SALT procura avançar e obter reconhecimento na área da pesquisa acadêmica. Há planos para lançar uma revista científica e contratar um pesquisador que será responsável pela revista. Encontrar tempo para pesquisas de qualidade continua sendo um desafio para muitos professores, que já têm uma carga horária pesada de aulas e evangelismo.33

A história do adventismo é um tema prioritário para o SALT-IAP, tendo em vista que a obra adventista no Brasil começou na União Sul Brasileira. Para reforçar a pesquisa em estudos adventistas no SALT-IAP, na segunda metade de 2018, Alberto Timm, diretor associado do Patrimônio Literário Ellen G. White (White Estate) da Associação Geral, deu início às etapas preliminares para a criação de um Centro de Pesquisas Ellen White e de um Centro da Memória Adventista no IAP. O projeto está atualmente suspenso devido a restrições financeiras. Enquanto isso, os alunos são incentivados a escrever artigos sobre história do adventismo como parte dos requisitos das classes, e alguns professores dedicam-se à pesquisa histórica.34

Desde a sua abertura oficial em 2014, o SALT-IAP tem ajudado na formação de pastores e líderes adventistas. Através da integração entre a sala de aula e o trabalho prático no campo, o colégio continua contribuindo para o avanço da pregação do Evangelho na comunidade local e além.

Cronologia dos Diretores e Coordenadores35

Diretores: Paulo Clézio dos Santos (2013-2018); João Luís Marcon (2018-atual).

Coordenadores: Marcio Donizeti da Costa (2013-2018); Fabiano Ramos Mendes (2018-atual).36

Referências

Almeida, Wendy. “Lançamento do Impacto Maringá e região 2015 acontece no IAP.”  Notícias Adventistas (Online), 21 de novembro de 2014.

Atas da reunião administrativa com SALT-DSA, julho de 2012, voto nº 2012-140.

Atas da comissão administrativa do IAP, 31 de maio de 2012, voto nº 2012-050.

Atas da reunião administrativa do IAP, novembro de 2013, voto nº 2014-038.

Costa, Márcio D. (Professor de Teologia e ex-coordenador do SALT-IAP). E-mail enviado para Letícia Daniel Bessa (assistente de redação da ESDA), 16 de julho de 2019.

Educação Adventista. https://www.educacaoadventista.org.br/.

“Escola comemora ‘Jubileu de Ouro’.” Revista Adventista, nº 9, ano 86, setembro de 1990.

Ferri, Giseli. “MEC aprova licenciatura em Teologia no IAP.” Notícias Adventistas (Online), 10 de dezembro de 2019.

Instituto Adventista Paranaense, https://iap.org.br.

“Informe da Comissão de Avaliação para o Instituto Adventista Paranaense.” Um documento preparado pela Comissão de Ensino Superior da Divisão Sul-Americana e Associação de Credenciamento Adventista da Associação Geral, em novembro de 2008.

Lima, M. Xavier de. “Semana de Oração no IAP.” Revista Adventista, nº 4, ano 66, (abril de 1971).

Menslin, Douglas. “Abertura da reunião.” Atas da reunião administrativa do IAP de 27 de setembro de 2010.

“O Nôvo Instituto Adventista Paranaense.” Revista Adventista, nº 1, ano 61, janeiro de 1966.

“Paraná é Notícia.” Revista Adventista, nº 7, ano 68, julho de 1973.

Perez, Carolina. “Cerca de 5 mil pessoas se reúnem para presenciar os resultados do Impacto Maringá-PR.” Notícias Adventistas (Online), 12 de junho de 2015.

Perez, Carolina. “Escola de Profetas.” Revista Adventista, nº 1271, ano 108 (abril de 2014).

Perez, Carolina. “Formação pastoral.” Revista Adventista, nº 1329, ano 113 (janeiro de 2018).

Perez, Carolina. “Instituto Adventista Paranaense celebra 75 anos de história.” Notícias Adventistas (Online), 20 de outubro de 2014.

Perez, Carolina. “Realizada primeira formatura do seminário teológico no Paraná.” Notícias Adventistas (Online), 20 de dezembro de 2017.

“Proposta de Estudo: Implantação do Curso de Teologia.” Um documento preparado pela União Sul Brasileira para a Divisão Sul-Americana em agosto de 2011.

Riffel, Ruan. “Grande Série de Convenções Missionárias.” Revista Adventista, nº 11, ano 52, (novembro de 1957).

Riffel, João. “Para fazer parte dos ‘120 de hoje’.” Revista Adventista, nº 1, ano 53 (janeiro de 1958).

Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia. http://www.adventistas.org/pt/.

 Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da IASD]. Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2015.

Tonetti, Márcio. “Nova Biblioteca.” Revista Adventista (Online), 19 de agosto de 2016.

Notas de Fim

  1. Carolina Perez, “Instituto Adventista Paranaense celebra 75 anos de história,” Notícias Adventistas, 20 de outubro de 2014, acessado em 7 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2QxnAWz.
  2. O projeto “120 de Hoje” procura restaurar o espírito missionário na igreja remanescente, o espírito de unidade e oração que existia na igreja apostólica, e fortalecer o movimento missionário leigo através de estudos teóricos e práticos (João Riffel, “Para fazer parte dos ‘120 de hoje’,” Revista Adventista, nº 1, ano 53 (janeiro de 1958): 5).
  3. Ruan Riffel, “Grande Série de Convenções Missionárias,” Revista Adventista, nº 11, ano 52 (novembro de 1957): 11, 12.
  4. Carolina Perez, “Instituto Adventista Paranaense celebra 75 anos de história,” Notícias Adventistas, 20 de outubro de 2014, acessado em 7 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2QxnAWz.
  5. “O Nôvo Instituto Adventista Paranaense,” Revista Adventista, nº 1, ano 61, janeiro de 1966, 12.
  6. Xavier de Lima, “Semana de Oração no IAP,” Revista Adventista, nº 4, ano 66 (abril de 1971): 30.
  7. “Paraná é Notícia,” Revista Adventista, nº 7, ano 68, julho de 1973, 21.
  8. “Festival de Inaugurações no IAP,” Revista Adventista, nº 7, ano 77, julho de 1982, 17.
  9. “Escola comemora ‘Jubileu de Ouro’”, Revista Adventista, nº 9, ano 86, setembro de 1990, 22.
  10. “Informe da Comissão de Avaliação para o Instituto Adventista Paranaense,” um documento preparado pela Comissão de Ensino Superior da Divisão Sul-Americana e Associação de Credenciamento Adventista da Associação Geral em novembro de 2008.
  11. Entrevista por telefone com Douglas Menslin feita por Letícia Daniel Bessa (assistente de redação da ESDA), outubro de 2017. Anotações escritas por Douglas Menslin (diretor do Unasp-SP) sobre o item “abertura da reunião”, nas Atas da reunião administrativa do IAP de 27 de setembro de 2010. Atas da reunião administrativa do IAP, 31 de maio de 2012, voto nº 2012-050.
  12. “Proposta de Estudo: Implantação do Curso de Teologia,” um documento preparado pela União Sul Brasileira para a Divisão Sul-Americana em agosto de 2011.
  13. Carolina Perez, “Escola de Profetas,” Revista Adventista, nº 1271, ano 108 (abril de 2014): 37.
  14. Ibid.
  15. Atas da reunião administrativa com o SALT-DSA, julho de 2012, voto nº 2012-140; Carolina Perez, “Escola de Profetas,” Revista Adventista, nº 1271, ano 108 (abril de 2014): 37.
  16. Atas da reunião administrativa do IAP, novembro de 2013, voto nº 2014-038.
  17. Márcio D. Costa, informação pessoal por ter sido coordenador do SALT-IAP em 2013-2018.
  18. Márcio D. Costa (Professor de Teologia e ex-coordenador do SALT-IAP), e-mail enviado para Letícia Daniel Bessa (assistente de redação da ESDA), 16 de julho de 2019.
  19. IAP, “Teologia,” acessado em 20 de agosto de 2020, https://iap.org.br/teologia.php.
  20. Márcio D. Costa (Professor de Teologia e ex-coordenador do SALT-IAP), e-mail enviado para Letícia Daniel Bessa (assistente de redação da ESDA), 16 de julho de 2019; Atas da comissão administrativa do IAP, novembro de 2013, voto nº 2014-038.
  21. Márcio Tonetti, “Nova Biblioteca,” Revista Adventista (online), 19 de agosto de 2016, acessado em 8 de janeiro de 2020, https://bit.ly/30bTYBe.
  22. Carolina Perez, “Formação pastoral,” Revista Adventista, nº 1329, ano 113 (janeiro de 2018): 44.
  23. A Área Feminina da Associação Ministerial faz “parte da Associação Ministerial, servindo as esposas e famílias dos obreiros da igreja empenhados no ministério profissional.” Site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “AFAM e departamento dos ministérios da mulher,” acessado em 17 de abril de 2019, https://bit.ly/34VFuqz.
  24. Carolina Perez, “Realizada primeira formatura do seminário teológico no Paraná,” Notícias Adventistas, 20 de dezembro de 2017, acessado em 18 de junho de 2019, https://bit.ly/2FhlWlK.
  25. Carolina Perez, “Formação pastoral,” Revista Adventista, nº 1329, ano 113 (janeiro de 2018): 44.
  26. Ibid.
  27. Ibid.
  28. Giseli Ferri, “MEC aprova licenciatura em Teologia no IAP,” Notícias Adventistas, 10 de dezembro de 2019, acessado em 9 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2N5yPTV.
  29. Wendy Almeida, “Lançamento do Impacto Maringá e região 2015 acontece no IAP,” Notícias Adventistas, 21 de novembro de 2014, acessado em 19 de junho de 2019, https://bit.ly/31EOBuw.
  30. Carolina Perez, “Cerca de 5 mil pessoas se reúnem para presenciar os resultados do Impacto Maringá-PR,” Notícias Adventistas, 12 de junho de 2015, acesso em 19 de junho de 2019, https://bit.ly/2XmsIB2.
  31. IAP, “O Instituto Adventista Paranaense,” acessado em 8 de janeiro de 2019, https://bit.ly/37RvXlh.
  32. Carolina Perez, “Escola de Profetas,” Revista Adventista, nº 1271, ano 108 (abril de 2014): 37; Márcio D. Costa (Professor de Teologia e ex-coordenador do SALT-IAP), e-mail enviado para Letícia Daniel Bessa (assistente de redação da ESDA), 16 de julho de 2019.
  33. Márcio D. Costa, informação pessoal como coordenador do SALT-IAP em 2013-2018.
  34. Educação Adventista, “Nossa História,” acessado em 9 de janeiro de 2020, https://bit.ly/35EJQC1; Márcio D. Costa, informação pessoal como coordenador do SALT-IAP em 2013-2018.
  35. “Latin-American Adventist Theological Seminary [Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia],” Seventh-day Adventist Yearbook (Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2015), 503; Giseli Ferri, “MEC aprova licenciatura em Teologia no IAP,” Notícias Adventistas, 10 de dezembro de 2019, acessado em 9 de janeiro de 2020, https://bit.ly/2N5yPTV.
  36. Para mais informações sobre o SALT-IAP, acesse o site: https://iap.org.br/, Facebook e Instagram @ iap.oficial e Youtube - Instituto Adventista Paranaense.
×

Costa, Márcio Donizeti da. "Latin American Adventist Theological Seminary - IAP Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 08, 2022. Accessed June 18, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8J8K.

Costa, Márcio Donizeti da. "Latin American Adventist Theological Seminary - IAP Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 08, 2022. Date of access June 18, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8J8K.

Costa, Márcio Donizeti da (2022, January 08). Latin American Adventist Theological Seminary - IAP Campus. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved June 18, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=8J8K.