View All Photos

Amazonia Adventist College (Faculdade Adventista da Amazônia) (FAAMA) Administration Building, Library, Museum, Theology and Pedagogy School in 2019

Photo courtesy of Amazonia Adventist College Archives.

Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia – Campus da Faama

By Dálcio da Silva Paiva, and Josafá da Silva Oliveira

×

Dálcio da Silva Paiva

Josafá da Silva Oliveira

First Published: January 8, 2022

O Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT) é uma instituição da Igreja Adventista do Sétimo Dia, responsável pela educação teológica no território da Divisão Sul-Americana. O SALT é composto por oito campi regionais. Um deles funciona no território da União Norte Brasileira e é conhecido como SALT-Faama, pois está localizado na Faculdade Adventista da Amazônia (Faama), no quilômetro 1 da rodovia Augusto Meira Filho, CEP 68795-000, no bairro Paricatuba, município de Benevides, região metropolitana de Belém, estado do Pará, Brasil.

O SALT-Faama possui um campus de aproximadamente 75 hectares e cerca de 25 mil metros quadrados de área construída. Em 2020, tinha em torno de 200 alunos e 10 funcionários (seis pastores, um professor de inglês, um professor de português, um professor de psicologia e um secretário administrativo).1

Desenvolvimentos que Levaram à Criação da Instituição

O desenvolvimento da obra adventista na região norte do Brasil (estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) começou com a visita do Pastor Oliver Montgomery, o então presidente da Divisão Sul-Americana. Montgomery viajou por todo o território norte do país a fim de investigar as possibilidades e traçar estratégias para estabelecer a Igreja Adventista naquela região. Como resultado, em 1927, a Missão Baixo Amazonas (MBA), conhecida atualmente como Associação Norte do Pará (ANPa), foi criada. O primeiro presidente da instituição foi o Pastor John L. Brown, auxiliado pelos colportores André Gedrath e Hans Mayr.2 Quando criada, a Missão Baixo Amazonas atendia os atuais estados do Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Pará e Piauí.3 Os médicos-missionários Léo e Jessie Halliwell contribuíram significativamente para a disseminação da obra adventista na região.4 O trabalho evangelístico e humanitário era realizado pela Lancha Luzeiro, de 1931 a 1956 que, naquele período, foi bastante difundido nas regiões do norte brasileiro.

Como resultado do trabalho realizado pelos Halliwell, em fevereiro de 1936, a primeira escola adventista foi criada na região, na cidade de Maués, estado do Amazonas. Até então, o norte do país era atendido pela União Este Brasileira (UEB), atual União Sudeste Brasileira (USeB). Devido à expansão da obra adventista na região, que apresentava dificuldades administrativas, no final de 1936, a Divisão Sul-Americana decidiu criar a União Norte Brasileira. Em 1946, 10 anos depois de sua criação, já havia nove igrejas organizadas e 922 membros adventistas. No entanto, muitas regiões do amplo território permaneceram inalcançadas e a necessidade de mais obreiros naquele campo ainda era grande.5

Tais desafios, contudo, não impediram o avanço da obra durante as décadas de 1950 e 1960. O treinamento de líderes e membros da igreja para atender às crescentes demandas de pregar o evangelho tornou-se uma necessidade urgente, e as regiões norte e nordeste não tinham nenhuma instituição adventista de ensino superior para suprir essa necessidade. Os membros adventistas que desejavam obter educação superior tinham que ir ao Instituto Adventista de Ensino (atual Unasp-SP), em São Paulo, a mais de 2.500 quilômetros do norte do país.6 A Igreja percebeu que a distância impedia muitos adventistas que queriam se tornar pastores de estudar no Instituto Adventista de Ensino. Ficou claro que era preciso uma escola de treinamento para pastores no Norte, onde a obra adventista já existia há quase 35 anos. Assim, em 1957, o Seminário de Teologia do Educandário Nordestino Adventista (ENA) foi criado, no estado do Pernambuco. Embora estabelecido no nordeste do país, a localização do Seminário permitia que os alunos do norte também estudassem ali.7 A princípio, o curso de Teologia do ENA oferecia apenas os dois primeiros anos de estudos, e os dois últimos anos deveriam ser terminados no Instituto Adventista de Ensino, em São Paulo. Esse sistema se estendeu somente até 1960, quando o ENA começou a oferecer todos os quatro anos do programa. Em 1961, a Missão Baixo Amazonas fundou em seu território o Instituto Adventista Grão-Pará (IAGP), a primeira instituição educacional adventista em sistema de externato a oferecer ensino médio no Brasil.8 Sua inauguração fazia parte do projeto educacional da União Norte Brasileira, que tinha o objetivo de futuramente transformar o IAGP em um internato e ali estabelecer um seminário teológico. No entanto, quando foi apresentado para a DSA, a proposta foi considerada inviável naquele momento.9

Com a expansão das escolas de Teologia, a DSA votou pela criação do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia em 1979, com reitoria em Brasília, para coordenar todos os cursos de pós-graduação oferecidos pelos seminários no território sul-americano.10 Essa expansão também se refletiu na região nordeste brasileira e, em 1987, o Seminário de Teologia do ENA foi transferido para o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (IAENE), atual Faculdade Adventista da Bahia (FADBA). A transferência foi feita porque a infraestrutura do novo campus era considerada melhor que a do ENA, e o seminário do IAENE (atual SALT-FADBA) poderia atender melhor as regiões norte e nordeste, além de contribuir com o trabalho no sudeste do Brasil.11

Fundação da Instituição

A Igreja continuou crescendo continuamente e, no início da década de 2000, a possibilidade de fundar uma instituição adventista de ensino superior no território da União Norte Brasileira foi novamente cogitada. Em 2002, a UNB favoreceu a ideia de estabelecer um campus regional do SALT. O conselho administrativo da União solicitou ao Hospital Adventista de Belém (HAB) a doação de parte de um terreno para a escola. O hospital doou 104 hectares, localizados no quilômetro 1 da rodovia Augusto Meira Filho, em Benevides, Pará. Logo, a UNB tinha um projeto para a escola e o apresentou à Divisão Sul-Americana.12

O comitê da DSA realizou seu primeiro encontro com os administradores da UNB e do Hospital Adventista de Belém em 5 de junho de 2003.13 Em novembro de 2004, uma equipe da Divisão visitou o local e ratificou o parecer anterior sobre a viabilidade do projeto naquela área. Após a aprovação do projeto por decisão conjunta da Divisão Sul-Americana e da União Norte Brasileira, as obras puderam ser iniciadas.14 A pedra fundamental da instituição, que veio a ser chamada de Faama, foi posta em 8 de dezembro de 2004. As autoridades civis da região participaram do programa, incluindo o vice-prefeito de Belém e o secretário de educação do município de Benevides, bem como os pastores da UNB e os administradores do HAB. Após a cerimônia, teve início a construção do primeiro dormitório, dos prédios administrativo e da faculdade, das alamedas e da produção dos blocos de pavimentação das ruas.15

Conforme a construção avançava, em outubro de 2007, uma nova inspeção do projeto da escola foi solicitada pela Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia. Em janeiro de 2008, uma equipe da Associação Geral, junto com representantes da DSA e da UNB, avaliou o projeto. Naquela ocasião, a comissão aprovou a instalação de um campus regional do SALT na Faama, além do ensino médio. A nova faculdade foi inaugurada em 16 de agosto de 2009, em cerimônia que contou com a presença de pastores e administradores da UNB e da DSA.16 Durante o evento, o objetivo da criação da instituição foi salientado: “permitir que os jovens adventistas do norte brasileiro continuem seus estudos, bem como auxiliar na formação de novos obreiros para a Igreja Adventista na região.”17 A escola atenderia às necessidades educacionais das seis associações e duas missões no território da UNB, que naquela época era constituído pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Rondônia, Roraima e Pará.18

As aulas de Teologia começaram no dia 8 de fevereiro de 2010 e, na primeira turma, havia 60 alunos matriculados.19 O Pastor Angel Manuel Rodríguez, diretor do Instituto Bíblico de Pesquisas da Associação Geral (BRI), ministrou a primeira aula. No primeiro ano, o seminário começou a realizar várias atividades de pesquisa e extensão, como a elaboração e publicação de uma revista teológica e a instalação de um centro de estudos. No início de suas atividades, apenas 40% do projeto arquitetônico da Faama estava pronto. No entanto, a comunidade acadêmica já possuía um prédio administrativo, salas de aula, uma capela com 400 lugares, um dormitório masculino, piscina e duas quadras poliesportivas.20

Outra cerimônia importante no início das atividades do SALT-Faama foi a inauguração da Biblioteca Judith A. Thomas, em homenagem à empresária americana que generosamente doou 300 mil dólares para a construção daquele prédio e os equipamentos de ar-condicionado. A biblioteca também abriga o Museu Leo Halliwell e apresenta em exposição o barco missionário Luzeiro I. A senhora Thomas esteve presente na cerimônia de inauguração da biblioteca como convidada de honra, e fez uma declaração notável: “educação sem compaixão não significa nada.”21

História da Instituição

Valdomiro Laurindo de Sousa foi o primeiro diretor geral da Faama, enquanto o Pastor Davi Pereira Tavares foi o primeiro diretor do SALT. No primeiro ano, as aulas de Teologia eram ministradas no prédio do ensino fundamental e, posteriormente, no prédio da biblioteca. Nesse período, cerca de 40 alunos de Teologia realizaram diversos projetos com a comunidade, oferecendo orientações sobre saúde, limpando praças e conduzindo séries evangelísticas. Como resultado direto desse trabalho, 1.109 pessoas foram batizadas e cinco novas igrejas inauguradas. Outra grande conquista para o seminário do SALT foi a inauguração do Centro de Estudos Ellen G. White no dia 31 de agosto de 2011.22 Um dos objetivos do centro tem sido “incentivar o estudo e a pesquisa sobre a vida e escritos de Ellen G. White, assim como a história e o pensamento denominacional da Igreja Adventista do Sétimo Dia.”23

Em 2013, o curso de Teologia tinha 209 alunos, considerado o maior número de matrículas nos campi regionais do Brasil até o momento.24 Em maio do mesmo ano, o seminário da Faama foi oficialmente incorporado ao SALT-DSA, passando a ser um campus regional do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia.25 A primeira formatura do SALT-Faama aconteceu de 29 de novembro a 1º de dezembro de 2013, quando 46 formandos concluíram sua formação para o ministério pastoral. As cerimônias ocorreram na igreja do campus e na Igreja Adventista do Marco, em Belém, e contou com a presença de 1.500 pessoas, aproximadamente.26

Entre os que se graduaram em 2013 estava Douglas Domingos,27 o primeiro adventista surdo a se formar em Teologia no Brasil.28 Após a formatura, Domingos ingressou no ministério pastoral e começou a trabalhar para a Associação Paulistana.29 No ano seguinte (2014), o primeiro grupo de líderes leigos e administradores da Igreja Adventista na região norte brasileira concluiu o curso especial de Teologia oferecido pelo SALT-Faama. Esse programa é organizado em quatro módulos e acontece em julho, quando os alunos da Faama estão de férias.30 No mesmo ano (2014), 34 alunos concluíram sua preparação ministerial ao graduar-se pelo SALT-Faama.

Em 2015, 48 alunos se formaram em Teologia e, em 2016, 189 se matricularam nesse curso. Três conquistas se destacaram naquele ano: a inauguração de um novo prédio para o ensino fundamental, popularmente denominado FAAMINHA; novas aquisições para a biblioteca, que expandiu para 12.411 volumes; e o Encontro de Músicos Adventistas, que aconteceu de 14 a 17 de janeiro.31

Outra conquista importante aconteceu em 7 de dezembro de 2016, quando a Faama foi reconhecida como instituição de ensino superior pelo Ministério da Educação. Na mesma ocasião, o programa de Teologia e os cursos de qualificação docente foram reconhecidos, ambos avaliados com nota cinco, maior pontuação disponível na avaliação de cursos superiores do Brasil.32 Em 2017, como resultado do reconhecimento do Ministério da Educação, o seminário contava com 191 alunos de Teologia. No fim daquele ano, 52 alunos se formaram no curso, sendo este o maior número de graduados na história da faculdade até hoje.33

O ano de 2018 começou com 173 alunos matriculados no SALT-Faama e terminou com 37 novos formados em Teologia. Nos dias 2 e 4 de novembro do mesmo ano, a instituição realizou o primeiro Simpósio de Missão Carcerária. Também se iniciou um programa de pesquisa focado em inovações científicas, visando o envolvimento dos alunos em pesquisas acadêmicas.34 Em 2019, o seminário tinha 164 alunos, dos quais 45 receberam o diploma de bacharel em Teologia no final do ano.35

Papel Histórico da Instituição

O SALT-Faama busca oferecer educação que atenda os objetivos da missão global da Igreja Adventista, ao mesmo tempo em que procura ser sensível às peculiaridades e necessidades locais. Com isso em mente, os alunos têm a oportunidade de participar em várias atividades acadêmicas e missionárias com as igrejas adventistas e instituições no Norte e Nordeste. Assim, o calendário acadêmico é dinâmico, incluindo estágios, evangelismos de uma semana e de três meses, semana da biblioteca, semana teológica e outros programas.

Além desse envolvimento com as igrejas, o SALT-Faama também tem buscado integrar seus alunos ao cotidiano da comunidade local. Por exemplo, em 2017, a escola lançou o programa “Sexta Básica”, projeto coordenado pelos alunos de Teologia, que inclui cultos juvenis para os estudantes e a comunidade. A igreja da Faama abriga os diversos programas da TV Novo Tempo e da Classe Bíblica Novo Tempo. As classes bíblicas são sempre ministradas e coordenadas pelos alunos de Teologia.36

Ao mesmo tempo em que procura envolver os alunos nos diversos programas ministeriais, o SAT-Faama também se preocupa com a preparação familiar e pessoal deles. Assim, promove diversas atividades que procuram apoiar seu desenvolvimento nessas áreas. Por exemplo, a cada semestre um professor é convidado para abordar tópicos relevantes de interesse dos alunos. Além disso, o Concílio do Teologando é realizado anualmente, quando os alunos são apresentados com o perfil do pastor adventista. O SALT também fornece apoio permanente às famílias dos alunos, incluindo programas especiais como o “Dia da Família” e o “Dia da Criança”, nos quais são promovidas atividades que visam atender às necessidades de convivência social.37

Em 2019, uma parceria foi feita entre o SALT-Faama e a Missão Oeste do Pará, quando 33 estudantes de Teologia foram consagrados para trabalhar nas congregações do território da Missão durante a Semana Santa.38 Iniciativas como esta e seus resultados positivos têm se repetido nos últimos anos, o que mostra o compromisso do seminário com a missão adventista.

O que Ainda Precisa Ser Feito para que a Missão da Instituição Seja Cumprida

O SALT-Faama foi criado com o objetivo de preparar futuros pastores e obreiros para servir à Igreja Adventista, principalmente nas regiões norte e nordeste do país. Para que continue seu trabalho com excelência, vários objetivos precisam ser alcançados. Um deles é manter o reconhecimento do Ministério da Educação. Outro feito importante é a implantação de um curso de pós-graduação em Teologia credenciado pelo Ministério da Educação. O treinamento de novos professores e a expansão da biblioteca teológica também está entre as prioridades da escola. O campus precisa de um prédio separado para servir como sede do SALT. Entre os maiores desafios enfrentados pelo seminário para atingir esses objetivos são a falta de recursos financeiros e a busca por profissionais adventistas dispostos a morar na região onde a instituição está localizada.

Ancorada na Palavra de Deus e sob a orientação do Espírito Santo, a família do SALT-Faama permanecerá confiante na providência divina e comprometida com o único propósito de preparar pastores e obreiros, que servirão à Igreja Adventista onde quer que sejam chamados a fazê-lo.39

Cronologia dos Diretores

Davi Pereira Tavares (2010-2012); Wilson Roberto de Borba (2013-atual).40

Referências

“1ª turma da Faama.” Revista Adventista, nº 1268, ano 109, janeiro de 2014.

“1º Simpósio Nacional de Missão Prisional.” Revista Adventista, nº 1206, ano 103, dezembro de 2018.

Atas do Seminário Teológico Adventista Latino-Americano, 20 de março de 2003, voto nº 2013-004.

“Atividades diferenciadas atraem o público da Igreja Adventista da Faculdade Adventista da Amazônia.” Notícias Adventistas (Online), 7 de março de 2017.

Borba, Wilson. “No coração da Amazônia.” Revista Ministério, nº 527, ano 88 (setembro/outubro de 2016).

Cardoso, Nícolas. “Estudantes de Teologia impulsionam Semana Santa no Pará.” Notícias Adventistas (Online), 12 de abril de 2019.

Centro de Pesquisas Ellen G. Whitehttp://www.centrowhite.org.br/.

Costa, Márcio D. “História da Sede Regional do SALT na Amazônia Brasileira.” Faculdade Adventista da Amazônia, 2012.

“Credenciada pelo MEC.” Revista Adventista (Online), 12 de dezembro de 2016.

“Educação no Norte do Brasil.” Revista Adventista, nº 1251, ano 107, agosto de 2012, 31.

Faama – Faculdade Adventista da Amazônia. “Conheça o SALT-Faama” (vídeo). Divulgação do Seminário, Faculdade Adventista da Amazônia, s.d. Acessado em 14 de agosto de 2020, https://bit.ly/34Ymjvr.

“Faama inaugura biblioteca.” Revista Adventista, nº 1226, ano 105, julho de 2010.

“Faama inicia as aulas de Teologia.” Revista Adventista, nº 1222, ano 105, março de 2010.

Faculdade Adventista da Amazôniahttp://www.faama.edu.br/.

Fernandes, Daniela. “Tom Evangelístico.” Revista Adventista, nº 1306, ano 111 (fevereiro de 2016).

Filho, Italo Giordano. “A obra médico missionária na Região Norte.” Monografia, IAE, s.d.

Greenleaf, Floyd, Terra de Esperança. O Crescimento da Igreja Adventista na América do Sul. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2011.

Lemos, Felipe. “Para não perder a visão.” Revista Adventista 106, nº 1241 (outubro de 2011).

Lessa, Rubens, Construtores de Esperança: na trilha dos pioneiros adventistas da Amazônia. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2016.

“Mãos à obra.” Revista Adventista, nº 1294, ano 110, fevereiro de 2015.

Meslin, Douglas. “Educação Adventista: realidade em expansão.” Revista Pistis &Praxis: Teologia e Pastoral 9, nº 3 (2017): 666-683.

Miranda, Dina Karla. “Ministério em expansão.” Revista Adventista, nº 1263, ano 106 (agosto de 2013).

Nogueira, Carolina. “Faculdade Adventista da Amazônia recebe instituição acreditadora da IASD.” Notícias Adventistas (Online), 29 de agosto de 2019.

Peres, Marcos Daniel. “A inauguração do futuro.” Revista Adventista, nº 1216, ano 104, (setembro de 2009).

Seminário Latino Americano de Teologia da Amazônia. “Nossa história.” Manual do Candidato, 2017.

Seventh-day Adventist Online Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia]. https://www.adventistyearbook.org/.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia]. Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2011.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia]. Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2019.

Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia]. Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1928 and 1947.

Stencel, Renato e William Edward Timm. “Histórico da Faculdade Adventista de Teologia no Brasil.” Engenheiro Coelho, SP: Centro Nacional da Memória Adventista, 2015.

Timm, William. “120 anos de ensino.” Revista Adventista (Online), 28 de novembro de 2016.

“Transferência do Seminário.” Revista Adventista, nº 3, ano 83, março de 1987.

UNASPhttps://www.unasp.br.

Veloso, Mario. “La Historia del SALT” [A História do SALT]. Documento não publicado, 2016.

Vianna, Vanderlei José e Gedeon Alves dos Reis. “Lançada a pedra fundamental da Faculdade Adventista do Norte do Brasil.” Revista Adventista, nº 1, ano 10 (janeiro de 2005).

Vianna, Vanderlei José. “Igreja implantará faculdade no norte do Brasil.” Revista Adventista, nº 07, ano 98 (julho de 2003).

Vianna, Vanderlei José. “Terceira faculdade de teologia adventista do Brasil será inaugurada em 2010.” Revista Adventista, nº 1204, ano 103, (setembro de 2008).

Notas de Fim

  1. Wilson Borba (diretor do SALT-Faama), mensagem de e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor assistente da ESDA), 18 de setembro de 2019.
  2. “Lower Amazon Mission” [Missão Baixo Amazonas], Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia] (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1928), 197.
  3. Rubens Lessa, Construtores de Esperança: na trilha dos pioneiros adventistas da Amazônia (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2016), 30-35.
  4. Italo Giordano Filho, “A obra médico missionária na Região Norte” (Monografia, IAE, s.d.), 8, 9, 15 e 16.
  5. “North Brazil Union Mission” [União Norte Brasileira], Seventh-day Adventist Yearbook[Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia] (Washington, D.C.: Review and Herald Publishing Association, 1947), 151.
  6. Vanderlei José Vianna, “Terceira Faculdade de teologia adventista do Brasil será inaugurada em 2010,” Revista Adventista, nº 1204, ano 103 (setembro de 2008): 34.
  7. Seminário Latino-Americano de Teologia da Amazônia, “Nossa história,” Manual do Candidato (2017): 5.
  8. UNASP, “Datas importantes da Igreja Adventista no Brasil,” acessado em 14 de agosto de 2020, https://bit.ly/2MqwOkZ.
  9. Márcio D. Costa, “História da Sede Regional do SALT na Amazônia Brasileira,” Faculdade Adventista da Amazônia, 2012.
  10. Wilson Borba, “No coração da Amazônia,” Revista Ministério nº 527, ano 88 (setembro/outubro de 2016): 20-22.
  11. “Transferência do Seminário,” Revista Adventista, nº 3, ano 83, março de 1987, 27.
  12. Vanderlei José Vianna, “Igreja Implantará faculdade no norte do Brasil,” Revista Adventista, nº 07, ano 98 (julho de 2003): 28.
  13. Ibid.
  14. Vanderlei José Vianna e Gedeon Alves dos Reis, “Lançada pedra fundamental da Faculdade Adventista do norte do Brasil,” Revista Adventista, nº 1, ano 10 (janeiro de 2005): 27.
  15. Ibid.
  16. Marcos Daniel Peres, “A inauguração do futuro,” Revista Adventista, nº 1216, ano 104 (setembro de 2009): 27.
  17. Ibid.
  18. Vanderlei José Vianna, “Terceira Faculdade de teologia adventista do Brasil será inaugurada em 2010,” Revista Adventista, nº 1204, ano 103 (setembro de 2008): 34.
  19. “Faama inicia as aulas de Teologia,” Revista Adventista, nº 1222, ano 105, março de 2010, 32.
  20. Ibid.
  21. “Faama inaugura biblioteca,” Revista Adventista, nº 1226, ano 105, julho de 2010, 39.
  22. Felipe Lemos, “Para não perder a visão,” Revista Adventista 106, nº 1241 (outubro de 2011): 29.
  23. Centro de Pesquisas Ellen G. White, “Histórico e Objetivos,” acessado em 13 de agosto de 2020, https://bit.ly/3gVOUZc.
  24. Wilson Borba (diretor do SALT-Faama), mensagem de e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor assistente da ESDA), 18 de setembro de 2019.
  25. Atas do Seminário Teológico Adventista Latino-Americano, 20 de março de 2003, voto nº 2013-004; Mario Veloso, “La Historia del SALT” [A História do SALT] (documento não publicado, 2016), 34.
  26. “1ª turma da Faama,” Revista Adventista, nº 1268, ano 109, janeiro de 2014, 30.
  27. Dina Karla Miranda, “Ministério em expansão,” Revista Adventista, nº 1263, ano 106 (agosto de 2013): 35.
  28. “Mãos à obra,” Revista Adventista, nº 1294, ano 110, fevereiro de 2015, 8.
  29. Willian Silvestre Costa, conhecimento pessoal por ter trabalhado no ministério que patrocinou os estudos de Douglas.
  30. Lene Salles, “Faculdade Adventista da Amazônia forma primeira turma de Estudos em Teologia,” Notícias Adventistas, 22 de julho de 2014, acessado em 27 de agosto de 2020, https://bit.ly/2EwVKX7.
  31. Daniela Fernandes, “Tom Evangelístico” Revista Adventista, nº 1306, ano 111 (fevereiro de 2016): 27.
  32. “Credenciada pelo MEC,” Revista Adventista, 12 de dezembro de 2016, acessado em 14 de agosto de 2020, https://bit.ly/2ZBeMSo.
  33. Wilson Borba (diretor do SALT-Faama), mensagem de e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor assistente da ESDA), 18 de setembro de 2019.
  34. “1º Simpósio Nacional de Missão Prisional,” Revista Adventista, nº 1206, ano 103, dezembro de 2018, 9.
  35. Wilson Borba (diretor do SALT-Faama), mensagem de e-mail para Carlos Flavio Teixeira (editor assistente da ESDA), 18 de setembro de 2019.
  36. “Atividades diferenciadas atraem o público da Igreja Adventista da Faculdade Adventista da Amazônia,” Notícias Adventistas, 7 de março de 2017, acessado em 14 de agosto de 2020, https://bit.ly/2MZ1mKQ.
  37. Faama - Faculdade Adventista da Amazônia, “Conheça o SALT-Faama” (vídeo de divulgação do seminário, Faculdade Adventista da Amazônia, s.d.), acessado em 14 de agosto de 2020, https://bit.ly/34Ymjvr.
  38. “A Semana Santa e o Evangelismo de Colheita é um momento muito especial para apresentar Jesus e a vida que encontramos Nele por meio da Palavra de Deus. O objetivo do evangelismo é lembrar o sacrifício, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo em nome da humanidade.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia (Brasil), “Semana Santa Evangelismo de Colheita e Semeadura,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2uMWoue.
  39. Ibid.
  40. “Amazonia Adventist College” [Faculdade Adventista da Amazônia], Seventh-day Adventist Yearbook[Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia] (Hagerstown, MD: Review and Herald Publishing Association, 2011), 489; “Amazonia Adventist College” [Faculdade Adventista da Amazônia], Seventh-day Adventist Yearbook [Anuário da Igreja Adventista do Sétimo Dia] (Nampa, ID: Pacific Press Publishing Association, 2019), 433. Para mais detalhes sobre todos os líderes administrativos da SALT-Faama, consulte os Anuários Adventistas do Sétimo Dia (Yearbooks) de 2011 a 2020. Para mais informações sobre SALT-Faama, consulte o site: http://www.faama.edu.br/; Facebook: @faamaoficial; Instagram e Twitter: @faama_edu, e YouTube: Faama – Faculdade Adventista da Amazônia.
×

Paiva, Dálcio da Silva, Josafá Oliveira. "Latin American Adventist Theological Seminary - FAAMA Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 08, 2022. Accessed June 17, 2024. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=9J8J.

Paiva, Dálcio da Silva, Josafá Oliveira. "Latin American Adventist Theological Seminary - FAAMA Campus." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. January 08, 2022. Date of access June 17, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=9J8J.

Paiva, Dálcio da Silva, Josafá Oliveira (2022, January 08). Latin American Adventist Theological Seminary - FAAMA Campus. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved June 17, 2024, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=9J8J.