Volunteers during the construction of a temple in 2018.

Photo courtesy of Adventist Volunteer Service Archives.

Serviço Voluntário Adventista na Divisão Sul-Americana

By Caiky Xavier Almeida, and Renato Ferreira Silva

×

Caiky Xavier Almeida

Renato Ferreira Silva

First Published: December 1, 2021

O Serviço Voluntário Adventista (SVA) é um programa promovido pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, originado na Associação Geral (AG), com o objetivo de mobilizar pessoas para serem voluntárias na missão. Na América do Sul, esse programa está sob a responsabilidade administrativa da Divisão Sul-Americana (DSA), que exerce essa função em conjunto com as 15 uniões que compõem o seu campo missionário. Atualmente, o escritório administrativo do SVA está localizado na sede da DSA, na avenida L3 Sul, Setor de Grandes Áreas Sul (SGAS), quadra 611, conjunto D, parte C, Asa Sul, CEP 70200-710, na cidade de Brasília , capital do Distrito Federal, Brasil. 1

O programa tem como propósito oferecer aos adventistas oportunidades de serviço voluntário temporário de maneira organizada. Por meio da SVA, jovens, adultos, estudantes e profissionais podem ajudar voluntariamente em regiões carentes do mundo, apoiando a Igreja na proclamação do Evangelho. A Divisão Sul-Americana é responsável por criar e coordenar os projetos de serviço que apoiam esse programa, bem como promover meios para o treinamento de voluntários, visando à adaptação cultural e ao cumprimento da missão. 2

Organização

As origens do Serviço Voluntário Adventista remontam às décadas de 1950 e 1960, nos Estados Unidos. Em 1959, a Sociedade dos Missionários Voluntários3 da Igreja Adventista de Sligo, na cidade de Takoma Park, no estado de Maryland, iniciou um programa para enviar alunos a vários lugares, onde serviram como missionários por um ano. O primeiro voluntário foi Marlin Mathiesen, que foi para o México no mesmo ano. Nos anos seguintes, outros jovens fizeram o mesmo. Em 1960, Dick Ruhling foi enviado para a Colômbia e a Venezuela. No ano seguinte, Lester Mohr foi para as Antilhas Holandesas. E em 1962, Marie Moletta foi para a Nigéria. 4

A iniciativa da congregação de Sligo logo influenciou pessoas de outras partes do mundo, fazendo com que o fluxo de jovens estudantes missionários crescesse rapidamente. Percebendo esse crescimento e o espírito evangelístico dos jovens, em 1969, líderes adventistas realizaram o Primeiro Congresso Jovem Mundial, que ocorreu na cidade de Zurique, Suíça, e reuniu cerca de 13 mil pessoas. Na ocasião, programas populares para estudantes missionários foram expandidos e o Corpo de Serviço Voluntário Adventista foi criado.5

Nesse mesmo ano (1969), no Concílio de Outono da Associação Geral, foi votado pedir à liderança da igreja que facilitasse as oportunidades de trabalho evangelístico para os jovens. Isso lhes permitiria trabalhar com mais eficácia na obra denominacional local, como oficiais da igreja e membros de comitês. Nesse mesmo concílio, também foi recomendada a participação de jovens em comissões consultivas de uniões e associações. Essas decisões mostram como a Igreja Adventista do Sétimo Dia em todo o mundo entendeu que os jovens devem ser ativos no trabalho missionário.6

A primeira alocação internacional oficial de voluntários ocorreu em 1970, com cerca de 43 pessoas representando todas as divisões da IASD existentes na época. Também há registros de movimentos como esse entre as décadas de 1970 e 1990. Em setembro de 1996, a Associação Geral remodelou e reestruturou o programa existente e redefiniu as responsabilidades, além de nomear um secretário associado para organizar os registros de voluntários. Ronald Watts foi o primeiro diretor desse departamento. No ano seguinte, em 1º de novembro de 1997, o Pastor Vernon B. Parmenter foi nomeado diretor de voluntários. No mesmo ano, o programa recebeu um novo nome: Serviço Voluntário Adventista. Na época, o escritório da AG que coordenava o projeto passou a se chamar Centro Voluntário Adventista (CVA).7

Inicialmente, o programa era coordenado pelo Ministério Jovem da Associação Geral. O projeto consistia na participação e contribuição de todo jovem adventista, entre 18 e 30 anos, em diversos níveis da Igreja. Os colaboradores podiam realizar atividades na cidade local, no entorno, no próprio país, em outras nações da divisão em questão e até mesmo em outros continentes. Os prazos fixados para essa função variavam entre nove e 12 meses, podendo chegar a dois anos de voluntariado na área de especialidade da pessoa.8 Em 1998, o SVA passou a ter um setor próprio na estrutura da Associação Geral, sem vínculo com o Ministério Jovem. Uma das primeiras conquistas nesse novo período foi a criação de um site com informações sobre os projetos voluntários adventistas e a possibilidade de cadastramento dos interessados.9

Em 1999, a DSA participou pela primeira vez do Serviço Voluntário Adventista. Na ocasião, 16 voluntários foram enviados para 13 países. Essas atividades missionárias foram configuradas da seguinte forma: três pastores, dois evangelistas e dois preceptores foram enviados a Portugal; um capelão e uma enfermeira foram levados para a Guiana; um preceptor foi para Cabo Verde; professor de história na Micronésia; um preceptor e um diretor de Educação Física foram para a Espanha; um contador foi para o Senegal; uma secretária para Burkina Faso; e um produtor audiovisual foi enviado para a Itália. 10 Em 2000, havia 516 voluntários de todo o mundo preparados para o trabalho. Eles já haviam sido nomeados pela comissão da Associação Geral. 11

Em 2007, o SVA foi definitivamente organizado na Divisão Sul-Americana, atuando diretamente vinculado à secretaria executiva da DSA. Nesse período, com o objetivo de estimular o trabalho desenvolvido por meio do Serviço Voluntário, a DSA atribuiu às uniões a responsabilidade de cumprir com as iniciativas do programa nos respetivos campos missionários. Outra vertente dessa nova disposição envolveu os campi universitários em território da DSA, cujos dirigentes participaram nas comissões do SVA com o objetivo de fomentar e coordenar projetos de voluntariado entre os alunos, reportando diretamente às uniões.12

História

Ao ser organizado no campo missionário da Divisão Sul-Americana, o Serviço Voluntário Adventista foi estruturado em torno de três objetivos principais: (1) estimular, aconselhar e capacitar voluntários para participarem do programa mundial; (2) coordenar, treinar e auxiliar na implantação de estruturas de recebimento de voluntários de outras divisões; e (3) agilizar a organização dos projetos e a divulgação do programa de voluntariado. 13 Dessa forma, o SVA tem atendido várias áreas missionárias. Desde 2009, esse órgão da DSA já enviou jovens a mais de 70 países, dos quais cerca de 34,1% trabalharam diretamente com evangelismo, outros 27,3% ajudaram na área educacional, 13% trabalharam na assistência social, 10% trabalharam no segmento de comunicação, 8,6% desenvolveram atividades na área da saúde, 4,1% ajudaram administrativamente e 2,9% participaram de outras atividades. 14

Outro programa desenvolvido pela Igreja e muito popular na região da DSA é o projeto “Um Ano em Missão”, 15 que, em 2018, contou com a participação de mais de 1.200 jovens voluntários, dos quais mais de 580 estavam também inscritos no Serviço Voluntário Adventista. Entre janeiro e agosto de 2018, o SVA registrou o trabalho de 263 voluntários da DSA em 49 países. No mesmo período, cerca de 160 jovens serviam no território formado pelos oito países que compõem a extensão administrativa da própria Divisão Sul-Americana. 16

Desde o início do programa, o objetivo da liderança do SVA na Divisão tem sido despertar cada vez mais o interesse dos estudantes universitários adventistas pelo voluntariado. Isso só seria possível combinando o cumprimento das exigências curriculares e extracurriculares do ensino superior com o exercício da atividade voluntária. 17 Isso se tornou realidade a partir de 23 de agosto de 2018, quando o Ministério da Educação do Brasil editou uma portaria que permite que alunos do ensino superior contabilizem as horas de serviço voluntário nos currículos acadêmicos. Desde então, essa data é comemorada anualmente como Dia do Voluntariado no Brasil.18

Função e Posição no País/Região

A existência do SVA tem como base a Grande Comissão feita por Cristo em Mateus 28:18-20. Obedecendo a essa determinação, desde sua organização em 2007, o Serviço Voluntário Adventista da DSA enviou jovens adventistas para servir a Deus e pregar o Evangelho ao redor do mundo. Na última década, aproximadamente 2.180 voluntários participaram desse programa, servindo tanto na extensão territorial da DSA quanto em outras partes do planeta. 19 Cerca de 72 países em todos os continentes já receberam voluntários da Divisão Sul-Americana. Ao final de 2019, dos 169 voluntários que estavam realizando serviço missionário por meio do SVA-DSA, 40 atendiam em território sul-americano e 129 em outras divisões do mundo. 20

O Serviço Voluntário Adventista tem enfrentado muitos desafios desde sua fundação, e dois deles ainda precisam ser superados. O primeiro é a necessidade de maior consciência missionária no contexto adventista, e o segundo é a baixa quantidade de jovens e adultos no campo missionário da DSA que falam inglês, o que é essencial para o trabalho transcultural. Buscando superar esses desafios, a Igreja tem trabalhado na criação de abordagens que ajudem os membros a entender a necessidade de preparação, engajamento e compromisso com a missão de pregar o Evangelho ao mundo inteiro. 21

Para tanto, a direção do SVA-DSA estabeleceu três objetivos para o futuro. O primeiro é a divulgação do projeto, ou seja, torná-lo mais conhecido pelos adventistas no território da DSA. O segundo é tentar ter em cada campo e em cada instituição de ensino superior da DSA uma Escola Missionária Transcultural, a fim de preparar adequadamente os voluntários. Nessas escolas, os missionários poderão aprender mais sobre as necessidades dos países e oportunidades de serviço missionário em todo o mundo. Por fim, o terceiro objetivo é fortalecer as viagens missionárias de curto prazo. A liderança do Serviço Voluntário Adventista acredita que essas pequenas oportunidades transformam a visão e o coração de quem delas participa, além de ser uma grande oportunidade e motivação para os futuros missionários. 22

Cronologia dos Diretores23

Marli Timm (2007-2011); Débora Siqueira (2012-2015); Elbert Kuhn (2016-2018); Joni Roger Oliveira (2019-atual). 24

Referências

Consultoria de Comunicação Social, “Escolas e universidades poderão contar horas de trabalho voluntário.” Portal do Ministério da Educação (Online), 28 de agosto de 2018.

Da Redação. “Voluntariado adventista ganha impulso com resolução do governo.” Notícias Adventistas (Online), 3 de setembro de 2018.

“Ministérios nas Universidades.” Revista Adventista, setembro de 1983.

“Relatório do presidente da Associação Geral.” Revista Adventista, outubro de 1970.

 Serviço Voluntário Adventista https://sva.adventistas.org/.

Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia. http://www.adventistas.org/pt/.

“Sligo MV Society Announces Student Missionary for ’62 [Sociedade MV de Sligo Anuncia o Estudante Missionário de 1962].” Columbia Union Visitor, 17 de maio de 1962.

Timm, Marly L. “Fazendo a diferença ao redor do mundo.” Revista Adventista, nº 1213, ano 104 (junho de 2009).

Notas de Fim

  1. Serviço Voluntário Adventista, “Home,” acessado em 23 de abril de 2020, https://bit.ly/2VxvQbj.
  2. Serviço Voluntário Adventista, “História,” acessado em 28 de novembro, 2019, https://bit.ly/39FucJA.
  3. “A organização definitiva de um departamento de jovens [...] ocorreu apenas no Concílio da Associação Geral [...] em 1907. [...] No verão do mesmo ano cerca e 200 obreiros se reuniram [...] para uma convenção de jovens a fim de escolher um nome para o departamento [...]. O nome finalmente escolhido para o departamento foi ‘Departamento dos Missionários Voluntários dos Jovens Adventistas do Sétimo Dia’.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “História,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2K1fnW5.
  4. “Sligo MV Society Announces Student Missionary for ’62 [Sociedade MV de Sligo Anuncia o Estudante Missionário de 1962],” Columbia Union Visitor, 17 de maio de 1962, 1.
  5. “Relatório do presidente da Associação Geral,” Revista Adventista, outubro de 1970, 6.
  6. Ibid.
  7. Serviço Voluntário Adventista, “História,” acessado em 28 de novembro de 2019, https://bit.ly/3cLQnja.
  8. “Ministérios nas Universidades,” Revista Adventista, setembro de 1983, 7.
  9. Serviço Voluntário Adventista, “História,” acessado em 28 de novembro, 2019, https://bit.ly/3cLQnja.
  10. Joni Oliveira (Diretor do Serviço Voluntário Adventista da DSA), mensagem por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 20 de outubro de 2019.
  11. Serviço Voluntário Adventista, “História,” acessado em 28 de novembro de 2019, https://bit.ly/3cLQnja.
  12. Marly L. Timm, “Fazendo a diferença ao redor do mundo,” Revista Adventista, no. 1213, ano 104 (junho de 2009): 14.
  13. Ibid.
  14. Joni Oliveira (Diretor do Serviço Voluntário Adventista da DSA), mensagem por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 20 de outubro de 2019.
  15. “O projeto Um Ano em Missão(em inglês, One Year in Mission – OYiM), promove a participação de jovens adventistas na missão de evangelizar centros urbanos de oito países da América do Sul, unindo seus talentos, recursos e conhecimento profissional com as necessidades da comunidade.” Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia, “Um Ano Em Missão,” acessado em 4 de fevereiro de 2020, https://bit.ly/2sCFyNL.
  16. Da Redação, “Voluntariado adventista ganha impulso com resolução do governo,” Notícias Adventistas, 3 de setembro de 2018, acessado em 28 de novembro de 2019, https://bit.ly/2sF8TqT.
  17. Ibid.
  18. Consultoria de Comunicação Social, “Escolas e universidades poderão contar horas de trabalho voluntário,” Portal do Ministério da Educação, 28 de agosto de 2018, acessado em 28 de novembro de 2019, https://bit.ly/2Q1Zd2u.
  19. Joni Oliveira (Diretor do Serviço Voluntário Adventista da DSA), mensagem por e-mail para Carlos Flavio Teixeira (Editor associado da ESDA), 20 de outubro de 2019.
  20. Ibid.
  21. Ibid.
  22. Ibid.
  23. Ibid.
  24. Para mais informações Serviço Voluntário Adventista, acesse o site: https://sva.adventistas.org/pt/ ou as mídias sociais – Facebook: @dsavsa, Twitter: @VoluntariosDSA e Instagram: @SVA-Oficial.
×

Almeida, Caiky Xavier, Renato Ferreira Silva. "Adventist Volunteer Service in the South American Division." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. December 01, 2021. Accessed February 02, 2023. https://encyclopedia.adventist.org/article?id=5IG4.

Almeida, Caiky Xavier, Renato Ferreira Silva. "Adventist Volunteer Service in the South American Division." Encyclopedia of Seventh-day Adventists. December 01, 2021. Date of access February 02, 2023, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=5IG4.

Almeida, Caiky Xavier, Renato Ferreira Silva (2021, December 01). Adventist Volunteer Service in the South American Division. Encyclopedia of Seventh-day Adventists. Retrieved February 02, 2023, https://encyclopedia.adventist.org/article?id=5IG4.